Skip to main content

Full text of "1986 Outubro 21"

See other formats


Kombu no SFH 
pode che^ur a 
CzS 500 hi 

ragina « 


Governo não pode 
controlar câmbio 
negro do dólar 

Helio A ernamlrs. pá ai na 7 


ANO XXXVI — Nr 11.425 

Rio de Janeiro. lfrça*Mr«, 21 de outubro de I9S6 


Darci 12: a contravenção 
sabe que elefante não esquece 


Helio Fernandes 


(Candidato a senador pelo PMDB) 


jJjsrândalo dos escândalos. 
Darci Ribeiro, o candidato 
oficial, e Marcelo Alencar, 
candidato ao Senado, os dois do 
PDT. os dois apoiados por 
Bri/ola, os dois guiados pelo 
laro e pelo instinto do gover¬ 
nador. foram homenageados 
pelo alto comando da con¬ 
travenção. A homenagem 
constou de um churrasco oue 
foi comido por todos, ir- 
mámente” (que rima com 
Darcimente e além de rimar, é 
verdade irrecusável, irre¬ 
vogável e irreversível!, ali 
mesmo em Botafogo. A escolha 
de um local bem perto, foi uma 
deferência da contravenção aos 
dois candidatos queridos. 
Aliás, como estavam presentes 
contraventores de todos os 
pontos da cidade, da Zona Sul à 
Zona Oeste, passando inclusive 
pela Ilha do Governador e pela 
Baixada, qualquer lugar era 
bom para eles. E ji que o 
churrasco era de homenagem, 
nada mais justo do que es¬ 
colher um ponto na Zona Sul. 
para que Darci e Marcelo se 
sentissem em casa. Nâo só na 
localização geográfica do res¬ 
taurante, mas também na 
amável e aprazível companhia 
do alto comando da contraven¬ 
ção. 


zeram escândalo e o material 
acabou saindo com oa repór¬ 
teres e sendo aproveitado na 
primeira página de 0 Globo. 

C foi uma bomba. Pois na 
maior tranquilidade, Imaa 
diga-se que com visivel cons¬ 
trangimento) Darci e Marcelo 
posaram para a foto do álbum 
de famflia de alguns dos prin¬ 
cipais contraventores do Rio de 
Janeiro. E não adianta Darci 
Ribeiro se refugiar no seu 
outro pseudónimo de Dar¬ 
cimente, poia aa fotos nâo 
mentem jamais. Ninguém 
contou ao leitor nâo. Como 
dizem os contraventores ho- 
menageantes, vale o aue está 
escrito, ou melhor, vale o que 
está fotografado. Foto aliás, 
que veio apenas confirmar, 
comprovar e consolidar o que 
havia dito o porta-voz da con¬ 
travenção: “Vamos votar em 
Darci e no PDT. porane nunca 
tivemos tanta liberdade para 
trabalhar quanto tivemoe no 
governo Brixola." Isso também 
saiu em todos oa jornais, a o 
senhor Luciano nâo sei daa 
quantas só ficou indignado com 
uma coisa: de ter chamado de 
“porta-voa" da contravenção. 
Indignação aliás muito justa e 
correta. Poia quem é coa- 
traventor destacado aio gosta 
naturaJmcnte de aor chamado 
de simples porta-voa. Nossa 
“solidariedade” ao porta-vos- 
contraventor-agravado. 

Duaa providências cabem 
agora ao Ministro da Justiça e 
ao Procurador-Geral da Re¬ 
pública. Ao Ministro da Justiça 
é dever imperioso mandar 
abrir inquérito urgente e 
imediato, juntando aa fotos de 
ontem com aa declaraçóea do 
porta • vos -con traventor, de 
que oa bicheiros vio votar • 
mandar votar em Darci Ri¬ 
beiro, por gratidio a Brixola 
peloe quase 4 anoa que noa 
deixou trabalhar em paz". Se o 
contraventor tivesse um pouco 
mais do conhecimento*. ele 


./C/ola mostra a homenagem que os representantes do joao do bicho . entre eles Mano ta tserttadn: de branco . à 
esquerda); capitão A (Item Guimarães (no mkrofóne): Washington de Souza (de iaqueta escura) e Orlando Careca 
prestaram aos candidatos brizoiistas Durcy Ribeiro e Marcelo Alencar . na Churrascaria Guanabara . em Botqfogo 


Logo depois, oum ukmUuu maia 
série ao Exército. o capitão AOtoo 
GuinarSes pediu éenisaâe e M 
trabalhar con Castor de Aodrade. 
Hoje é niléooariaaine. ji é un doa 
grandes da cootraveoçie. agiado 
em todos oa ranoo: jogas, pros¬ 
tituição. motéis, drogas, cartee 
roubados, assassinatos, etc. Na 
verdade ate e x isu esoe a sgéds de 
contravenção maia ou neaaa. Ou a 
ridadio pertence à foolraveaçio 
ou nâo pertence E aio existe esse 
negócio de qae fulano i sé ban¬ 
queiro de bfcho, OMS os eutfoe 
ramos do negócio ele aAe pratica. 
E cano a usina sucia ar para Ana 
pacíficos. Ou existe para todos aa 
fias ou alo exale. A coatravençAe 
é igualzinha. E quen recobs o 
apoio da centreveaçAe. sabe que 
está amarrado as couiraveator 
para o resto da vida. Como «a 
elefantes, a coatravençAe ale 


para estabelecer as li 
eleitorais de Darci e » 
com a contravenção. Um 
o alto patrocínio do eng< 

Leonel de Moura Bru 
foto foi tirada de livre e espon¬ 
tânea vontade: os contraven¬ 
tores estio muito tranquilos; 
ninauém foi sequestrado e 
obrigado a posar para oa lo- 
tógrafov 0 senhor Darcimente 
está olhando para o lado maa 
Marcelo • a maioria doa con¬ 
traventoras fixa bem a mᬠ
quina do fotógrafo, oue no caso 
representa • olho do própno 
leitor-eleitor. Nada dtaao pode 
passar sem uma providência da 
Justiça. E o Procurador-Geral 
da República existe para isso. 


poderia ter acrescentada como 
no roteiro e no filme fsmoeo: 
esses foram os melhores anoa 
de nossa vida. 0 Ministro da 
Justiça, ao tomar coabecimen- 
to de fatos públicos delituosos 
como esses, nâo pode se omitir, 
pois conhece suftdentemente a 
Lei para saber que estará 
cometendo oa mesmos crimes 
de contravenção, se deixar 
impune e nâo processada, a 
contrsvençio oficial de Brinda. 
Darci e Marcelo t a contraven¬ 
ção propriamente dita. Ou sorá 
que a contravenção pro¬ 
priamente dita é a de Brfsoia. 
Darci e Marcelo, e a outra aio 
paaaa de apêndice ou con¬ 
sequência? 


uma coisa, t protestou ime- 
dixlxmenle. Nâo gostou de atr 
saudado pelo ci-capilAo Afltoa 
Guimarães, que tem um Ql altís¬ 
simo. o maior de todos os que 
aparecem ns foto. Aliás, o capitAo 
AOton Gdimsrâes mio confundir 
com o contraventor e eontrabsa 
dista de droga da pesada. Raul 
Capitão, que nlo é capitAo coisa 
nenhuma!, nlo e bem visto no 
mundo da contra vençflo. pre 
ciaamente por causa do seu Ql 
elevado. 0 contraventor Cantor de 
Andrade, vive querendo User do 
CapitAo AOton Gui m nr lse e seu 
sucessor. Maa o pessoal da con¬ 
tra vençAo resiste, dizendo no 
chefAo Castor: “Chefe, o CapitAo 
AOton nAo é como a rente, ele tem 
um Ql muito alto. AQtoo Gui- 
maries. pouco tempo depois de 
sair de Agulhas Negras, foi faser 
uma diligência em Bangu. Já era 
capitAo. Ficou muito amigo de 
Castor de Andrade a quem tiaka 
ido prender e aio prendeu por 
causa da violenta amizade A pri¬ 
meira vista que explodiu entre os 
dois. 


inheiro 


± v esse encontro es¬ 
tarrecedor. várias coisas es¬ 
tarrecedoras e que precisam de 
providências urgente*. Antes 
de mais nada um registro. 0 
pessoal do governo, do PDT e 
do brisolismo está ficando maia 
civilizado. Antes eles agrediam 
os jornalistas na entrada; 
agora estão agredindo na 
salda. Já é um progresso. Mas 
são tão incompetentes, que 
além da violência contra • 
imprensa, ainda deixaram os 
fotógrafos de 0 Globo saírem 
com o material. Como o ob¬ 
jetivo (vá lá o reconhecimento! 
era de inutilizar o material, 
agrediram o profissional, fi- 


uanto ao Procurador- 
il da Republica, eeti aa 
ração de determinar 
ia Lamente um processo 


Lobo entrega 
mais dois 
torturadores 

O médico 
c ex-torturador 
Amilcar Lobo (foto), 
que viu Rubens Paiva 
agonizar na Polida do 
Exército, apontou mais 
dois ex-torturadores 
que serviam no quartel 
á época da morte do 
cx-dcputado: um cabo 
conhecido apenas por 
Bcnac c o capitão c 
dentista Moisés. 

Página 3 


A morte de Samor^ 
Machel a bordo do 
Tupolev soviético 

Página 10 


Rambo da Nicarágua 
trabalhava mesmo 
para Ronald Reagan 


R 

'T 

nn 



DO FAMOSO CRIMINALISTA OSVALDO MENDONÇA, 
DEFENSOR DE PRESOS POLÍTICOS NA DITADURA: 


‘PARA SENADOR VOTAREI EM HELIO FERNANDES’ 


Pagina 7 

























nacional 


I nhiiiii da tmprrn*» 
Kio Ui Jannrt» 

21 dr miluhri* dc I vXfi 


I BC vai virar 
conselho político 
do café 

HRASUIA 0 Grupo K#eeu*»v# da 
Reforma Administrativa 'Gerapi te® 
«ua terceira reunilo marrada para hoje * 
dtvr iprmir aa prtmttpua proposta* <4# 
raorganua<Ao 4o Inatiiuto Brasileira 4« 
Cal# -IBi iraarioemando • *• to* 
•elhn Politiro do lata * «tarando i 
dupo* K Ao da Jtarrataria 4# A4«a4 
trsçAo Publica «Sedsp- 3 «0 fuo 
ctonano* do um quadra que aora ra 
diutdo rm W% Ta®ba» a Supenalea 
4#nria 4# He*en*ol*u*e#ti» 4a Borracha 
iSudhevea* aguarda 4o Grrap dociaòoa 
aohrr a wu rro*truturaç4o 

Inxhlunlo atrave* do dor roto pro 
•idriM-tal para etecutar o axeitameniu 
4a maquina puhlwa aumentaaá# «ua 
efiriéarta r reduzindo «m daatoa o 
Uorap ainda nâo rata aulic*#a»o®oaio 
>rgsnuad<» para dar a arrancada minai 
no prorouo 4a ralncma admiamtrsli» a 
O roem li treme*» lategrado por d«» 
roproaootanir» do rada um doa cinco 
min iate no* quo «mpòrn o t»orap 
4 Administra* Ao Seplan Fazenda 
t.abinrtr Civil o Trabalho- r raaponaarol 
por aaaoaaoramonto ao* minmtro*. ainda 
nin havia concluído ontrm o* **tudm 
minado* ha ma» do iria »e**« poW> 
Ministério da Industria • Comerem 

i MIC» 

Poquono* ponto* do divorfinria. 
•rgund» qualificou o «eeretano IretaJ da 
Sodap. GUono Mareelira ftruad». um 


Parlamcnlares 
conliiuiam fora 
dc Brasília 

BRAbtLIA 0 Senado nào pòdo abrir 
a aoaaio ordinária do nniom por falta do 
quorum Batava® o® planar» aponaa 
dota aonadoroa. Luiz Cavakaale tPFL 
ALi o Almir Gaudincio «PrL PA* quo 
aguardaram por 30 minuto*, na oipor 
lati va do formaçAo do númoro regime# 
tal III senadora* ► para a abortura doa 
trabalho# 

Como a Câmara doa Deputado*. o 
Senado eotâ em regime d* rocoaao 
branco, quo permite n roaJuaçio do 
aonaóoa acm ordom do dia. »lo é. aom 
prejeto* para votaçAo 

Também nr numero mínimo ro 
finonUl. a Câmara doa I>oputadoa nAo 
abriu aua aeaaAo ordinarta do ontem Na 
Cnaa. mesmo depom do tranarorrida a 
meia hora do tolerância provtsU polo 
regimento, aó havia IS doputadoa. Em 
planário. aponaa cinco. 

0 presidente Jora Samoy deverá 
visitar o Congro m*o maia uoaa voa. ooio 
ano. • 26 do mn v mb r #. a fim do proa 
tipiar o lançamento oficial do livro 
“Àrtra da PoUtka”. do proaidonte do 
PDS. aonadoe Amaral Peixoto que 
rogmtrn aoua qunso 50 anoa do vida 


Paulo Branco 

EM CONFIDÊNCIA 


() Presidente Jose Si n nev assumiu ontem, stdenemente. 
no Sc mm uno **Ht ust/nt c on ivwthrs, Reu/rtlude «■ 
Hestmo". o compromisso i/t socorrer o capita/t/ue e hoje 
"u suitese i/c toi/os i»v prob/emos bntsi/ciros . tomnt/a 
/ ic/n violência . t/esemp texto. cuassez */c mmot/ia. 
saneamento básico «• assistência moin a •ínsente t/c 
R/asdni. o discurso do Presidente /oi /ido / v/o tnmtsti 
Peni Mnvurtz e reacendeu as es/tvrancas do movciiiihIíh 
J ose Aparecido de Oliveira que t/eniun nt 
sistematicamente o crescimento deson/cnodo da ta/nia/ 
em virtude do nicontro/ave/ processo miuratório tpte leva 
a Hrasiha. mmterruptamente, w andes t orrentes humanas 
•'atraídas pe/a utopia t/as ttamhtarras e lantejoulas da 
capitar \ O pronunciamento foi escrito pessttalmeme pelo 
Presidente t/ue incorporou a tupi ta/ entre as metas da 
Sova República. 


I mural Pn 


Amaral: bom senso 
pela Constituinte 

'' ... .J_DIlC . 


n - A pesquiau apurouâlodfil.8% 

Ueiesâ de votos em branco t 1.0% de 

0 Presidenta José Sarney foi votos nulos, 
pessoaimente a casa de um 

amigo, em Brasília, pedir para — _ 

ele divulgar que não mexerá no CODÍrâVeDÇãO 

Slffi&díURXir b!nqS e "/o to bkho qU m.n“e.- 

r«. d Í5« ®Mt*p .Kâ r ^^ ib * ,ro ' 

» d o“ • r«.i8?nti 5 £•£ «■ -««•■ 

t jj&m&stisri í 

critica. troca de solidariedade do poder 

com a contravenção pode pro- 
r u j a vocar o alijamento Ao proceaao 

Lesluâae eleitoral doa acumplkiadoa. 

Enfim um geato solidário do 
governador Leonel Brizols. 

Èle está abrindo dentro do 
PDT todos os espaços oossiveis 
para eleger o presidente do 
partido Doutel de Andrade, que 
desistiu de concorrer ao Senádo 
e disputa mandato constituinte. 

Doutel sem ore foi extraor¬ 
dinariamente fiel ■ BrtooU e ^ An - e , NUo b* p usu. neiic 

talvex por isso wmm L “ES" Silva, Nelson Werneck Sodré 

foi preterido pelo governador Aoarecido de Oliveira 


Para o prcuâtalr do PDS. o que 
vem ai é o imprevtaivel “Ninauem 
sabe Conversei muito com o Cly# 
aes Guimarães e suaa tpreensAe* 
alo grartdr* embora #e preveja que 
o PMDB eleja a maioria Qual aera. 
porem, a identidade desse PMDB 
que abriga gente da estrema direita 
e os comunistas? Porque, mesmo 
com a legalização dou partidos co¬ 
munistas. muita gente de tendência 
comunista continua noutros par 
tidos”. 

‘Depois, s Assembléia Nacional 
Constituinte vai funcionar sunul 
laneamente com o Senado, a Ca 
mara. e. consequentemente, o 
Congresso, com ou mesmos in¬ 
tegrantes. os mesmos funcionários, 
no mesmo local. Acho que os homen 
s de bom senso, eleitos s 15 de 
novembro, que. provavelmente. vAo 
eleger Clytaes presidente da As¬ 
sembleia Nacional Constituinte, 
devem unir-se. sem distinção de 
partidos, e faaer o entendimento 
Sem isso. a Constituição “ão fun 
ciona”. 


BRASIUA 0 presidente do 
PDS. Senador Amaral Peiaoto. 
sugeriu que o deputado Ulysses 
Guimarães, logo apos o pleito de 15 
de novembro, reána ou homens de 
bom senso dos diversos partidos 
para um entendimento e» beneficio 
do funcionamento da Assembléia 
Nacional Constituinte: “Sem imo. 
ela não funcionará. Será o caos . Ele 
registrou as apreensões que aio 
também do senador Lua Vianns 
Filho (PIIDB/BAl e do lider do 
PTB, deputado Gastom Righi. 
quanto à constituinte. Amaral, que 
foi constituinte em 1946. defende 
praio de seis meses para ou tra¬ 
balhos de elaboração da futura 
Carta Magna: 

“Sei* meses é prato ratoável. A 
de 1945. de que fiz parte, te instalou 
a 31 de janeiro de 1946. Perdeu dois 
meses no entrechoque entre PSD e 
UDN. o ajuste de contas do Estado 
Novo. ataques e defesa. Depois, 
tudo serenou e em setembro estava 
pronta a Constituição”. 


0 livro, cuja primeira udiçAu de uds 
mil ezunplarua. ao pruçs de Czl 268. jâ 
se eufote* u eerá apruuestado pelos 
p r ouédontea da Câmara. Ulyssst Gul 
niarAos. o do senado. Jooé Frsgullt. 
conformo coavito do autor oztoesiva ao 


do* integrante* do romiti imprdia» a 
chegada a um conarnao *obr* -»qu# laxor 
ro® as duas autarquias * teus fun 
ruMUno* Fernando#, entratanio nada 
adiantou obre ss dmrrepânnas de ro 
milã. preferindo tambe® #Ao *e referir a 
nenhuma daa pra*»d*oriaa já acordadas 
entre eles 


Controle sobre 
leite contaminado 
não foi rígido 

0 WHe em pé importado da Irl anda j ã 
diutnbuido à população u que eootmha 
radioatividade por eauaa do addonu do 


Swift quer 
tirar salsicha 
das crianças 

SAO PAULO O prefeito Jân» 
Quadro# poder# adotar sigu® tipo de 
sançAo co*tra a Swift Armour M A 
Industria e Comercio em razAo da 
empresa ler comunicado que a partir de 
3 de novembro proximo detsara de 
fornecer salsirha para s «erenda esrolar 
da prefeitura, por #er total®mte ® 
vtavel'' fornecer o produto ao preçe de 
Czl 29.02 o quilo O prefeito deixou 
subentendido que poder# adotar algum 
tipo de sançAo ao mandar pubbrar so 
lhano Oficial do município o romunirado 
da Swift. redigindo o seu despsrho no# 
seguintes termos “Cem um apeio á 
Swift Todoa aos estamos no* aarrtfiran 
do Que tal nAo sarrtfirar na mançaa th» 
adotarei outras medidas “ 

De acordo com nota distribuída ontem 
pela prefeitura, a Swift. no ofk» en 
viado ao diretor da DtviaAo Adminis 
trativa da Merenda Earolar comnawaodo 
a decwAo. alega raxAes de força osaior 
que têm oriente aa aotdrta eocaeoes no 


Chonmbjl • M liberado para eoMirno a 
partir da aplkaçAo de uma tabela ms 
dequada. A^U dlMtor. k bUM. 
do RadioprotocAo e Doolmetna IIEDI. 
Asa Amélia do Mondouça. admitiui o 


fida los do PDT poderia 
[eitamente ser impugnsdos 


►ram ultrapasnados o que o leite nAo 
co porta*. Ela ezplko* quo. qusmlo 
tu o primeiro carregamento, no dia 
agua to. o IRD nAo dlopunhn do uasa 


Previsto 

Oito con 
de IUmar F 
pesquisa íeit 
juntos 769 el 


ando da campanha 
ranco desprezou t 
i pela revista Veja 
eiíores. que indicou 


PorqtM a UberaçAo do produto M do- 
cidida um uma ruoalAo um Braaflla rum 
aetorldhdu# do MiaJstdrto da r«noWa e 
da Agricultura. Sublinhou quo ao IRD 
alo cabu dortdtr polo dMtíuo do lufie. 
■ondo reuponaávul spenaa pota loade 


b deputado Newton Cardoso 
corno o candidato favorito ao 
governo do Estado. 

Um doa artkuladores da 
candidatura de Itamar dixla 
ontem que a revista reconhece 
que o universo ouvido é pe¬ 
queno, de spenaa 23 cidades, 
gHM revelar quais são e maia: 
êBesaa que a pesquisa foi feita 
làjMi da adesão ostensiva de 
Rinenta da Veiga e doa prefeitos 
doPIIDB ao candidato do PL. 

A previsão estaria,invalidada 
pelas próprias ressalvas da 
pesquisa. 


marcado daa prtanpa» matérias prima*, 
bem como d« maioria» #*cuadir»o* 
na portanto#' Du acordo com a «mprvaa. 
afirma a nota da profoitura. “a MtuaçAo 
gorou um aviltamonto no# proçw# do#*a* 
matértnn pruna# quo ja ha algum uapo 
tornou o proço do Czl 29.02 o quilo, pugo 
par toou instituição. uKalmouu m 

riéverT 


é da autoria da Vir- 


Ezpttooa Ana Amélia du Mtndoaça 
qu* um 40 xuoutras éu tafto um pé 
provuaienW da Irisada. roforoiiUu nua 
carrugumuatau daa navio# 'Moatu Puu- 
coai” <3.100 toaaladaa) a “Puras” 18 mU 
toauladaa. com 22 amoutraa analisadas), 
ou uaamua dumoautraram valoro# 
rulatlvamuato alto# du caacuatrnçio du 
céuio-137 u eéuéo-134, ou suja. 2.400 
buauoruls por quita du pé. um rolaçAo no 
Uniu mizimo poraúorivul du concun- 
trnçio d. 700 haqemeta^Puroje m- 


« o do Estado, professor Darcy 
libe iro. insiste em proclamar 
que o governo Briiola in a talou 
maia de doia mil quüãmetroa de 
rede de esgotos na Baixada 
Fluminense. 

A informação do candidato 

16 de junho que. na página 24. 
diz: 

“Projeto da Baixada conclui 
62.1 quttãmetroa de rede de 
eagotoe.” 

Além de ter feito pooco maia 
de três por cento do que Darcy 
vem tnuncmndo. .os 62.1 


Belo Horizonte 
não terá mais 
água racionada 

BELO HORIZONTE Bolo Honaoolo 
• todo o roatAOto do Estodo jâ nAo 
c orram ma» • rwc* do rartooamonu 
d agua A MtuaçAo ainda nAo podo aor 
coandorada normal, ma# jé mutaaroa 
corta do 70%. A taformaçAu é d* dlrotor 
d* Opomçéo# du Cumpaahm do Agua o 
Saaoamoalo do Miaaa Gora» ilapauai. 
Fabto A veiar 0 ataru do rarmaamoato 
dado aa aoaana passada pota promdonto 
da Copnna. Marro Aatãam Moo loira #o 
dovon á tanga o«tiago« r ao aumontodo 
coa turno, dovido A tarto oada do cotar om 
Bota Honaoot# 


Justiça põe donos de 
cães contra a parede 

SSSSSSSS 

u»i [* o n|||| r Ama (|UãllD d AOM A A Miifll CAil, bâUfl CMA A CAO#ÇA lUBBA 

22 o pudra o vota n fntacor. Na uontonçn do 

~taatâadn. R omaMa.Iona tam tai ^ 
mativ#. conformo docidiram. por eondonodo. por nogügéncta à poua 
■imtaMfo o# luiao# GuUhormo do am ano do raclunAo. com boaoflem aa 
ia Castro. Luu Mollo GuimarAo# o #u#penaAodocumpnmonto. caadwmaal 
í Fminio Tadaaca da 4 1 Câmara monto, par ira# aaos. 
LSTd^rib^ã. Alçado do Rio Na wii«cjh|w 
► ado do Sul. ao coafinaarum soatoaca «pota do Ruaotam o » 

I. 4 m»lãncu do JaM da comarcaTã ”P<* U ij- 
kdo gaúcha do Nova Prata. AacAofoé CâmaraCnminri doTrAuaal doAk^u 
rida pola famflta du moaor Vaaoto ri , r » n r L.y* 
ria MattioUo. do 16 naou. suo^rra» publka.hv ra 

tanfarmoa doauncia Voaoto ara# também é ovidonU quo. #o a pratoção 
«o. *. ritr.M* • • to- »-« to 

do - vinha om #ou cavalo, passando oz ran ao. aióm dara. a as* d# »!* »■ 

franu à prooriodado do tomaldo brtvan para a dolosa da propnodado 


Pleonasmo 

Há uma crise latente no PFL 

Cendidatoa a deputado federal 
e estadual descobriram que 
todas ta dificuldades criadas 
pera ele junto ao Tribunal 
Regional Eleitoral .são U- 


Apouar do nAo tor chovido o o catar 
continuar tarto om Balo Honsoato • om 
toda a RogiAo Mnrapoèitana. o couumo 
do Agua diminuiu Sogundo a Copara. 


uando 

arney 


esidente do partkTo no Rio. 
pulado Rubem Medina. 

0 diretório regional deve ser 
nvoctdo para discutir o uue 


Distiaci* 


contec 


Pesquisa 

A. Fwuldade 


que pretende ver corrigido*. 

1 • 0 prefeito Roberto Satur- 

Darcy e desfilou na frente do 
cortejo. 

2 - Márcia Viana, filha de 
Cibilis. forçou a barra e pe¬ 
netrou no um que transpor 
Uva ou candi d a to s majoritário# 


DO aluno# e ou resultado# 
•am considerados aurpreen 
ntos. levando ae em contai que 
Sons Oeste seria reduto forte 
boeontroledo PDT. 

Moreira Franco teve 43.3% 
ia intençóea de votos; Darcy 


Brasília reúne 
técnicos em 
meteorologia 


AGUA 0 prabtama dn bacia da Rm 
Piracicaba padarA #»r raaahrido 
através da coaatrwçãada aauçéra da 


Stnvsl Palmeira J.o 
to Timóteo 1.6% e W 
vslcsnti 0.5%. 


Pauta 


Minsa. continua apontando todas 
na íkhss na eleição de Newton 
Cardoso, o candidato do PMDB. 

• Feitas ss contas, a Aliança 

Democrática está segura de que 
s passeata da próx una quuta- 
feira ser* grande sucesso. E vai 
decidir delinitivaroente o pleito 
no Estado do R». . , „ 

• 0 Presidente José Sarney 
está pessoalmente de olho na 
suceasào em quatro Estados 
Maranháo. R»o de Janeiro. 
Minas e São Paulo. No Mara¬ 
nhão apenas por gratidão e 
cacoete 


• 0 porta-vox da Presidência. 
Fernando César Mesquita, 
chama o Presidente Joaé Sarney 
simplesmente de Sarney. E 
criticado por ministros de Ea- 

•*Viijou para São Paulo o editor 
Álvaro Pacheco. 

• 0 candidato do PDT a Cons¬ 
tituinte Fausto Wolff é apoiado 
por Millôr Fernandes. Aldir 
Blâftc ia declarou que vai votar 
em Modesto di Silveira, do 
Partido Comunista Brasileiro. 

• Mauro Campos, o candidato 
do Ziraldo ã Constituinte, em 


Além das coaferêociaa e debata s 
sobre a utilização de radar e ratelite 

E ara analise e previsão do tempo. 

avara uma nraembléu promovida 
pela Sociedade Brasileira de Me 
teorologiâ e a formação da con 
federação de *oriedade* latino 
americana» de meteorologia 









^ V 111 '1 




























































































nacional 



Em cima da hora 


/.*!* Hilário sem o 
imposto de remiu 

HK ASM IA 0 Governo nio vai 
laxar o 13 “ aalario com Imposto 
de Renda na fonte porque ele é 
intocável garantiu ontem o 
Ministro da Ka/enda Dllaeo 
Funaro. ao previdente do Stn 
dtcalo do» Engenheiro» do Estado 
dr Sio Paulo. Allen Habert, e ao 
prraidente da Federação Nacional 
de Engenheiro». Antônio Uta 
viano 0» previdente» das dua» 
entidade» estiveram rom Funaro 
para pedir que o Governo náo 
aumente impostos para conter o 
consumo 

O presidente do sindicato re 
velou que Funaro classificou s 
idéia de laxnçio do 13." saláno 
como sem fundamento, lembraa 
do que ele e o Presidente Joae 
Sarney jé gsrantiram que nio 
promoverão aumento de impostos 
para conter o consumo. A es¬ 
peculação sobre a laxnçio do 13. 
salário surgiu há algumas se¬ 
manas. 

0 13.*-saláno nio recolhe 
Imposto de Renda aa fonte desde 
19/9. ousado o entio Presidente 
Joio Figueiredo baixou o De¬ 
creto-Lei !6M. isentando o 0 
atual Governo poderia revftgsr 
esta dtsposiçio com outro decreto 
lei. passando a taxar na fonte o 


Esta medida nio feriria o 
principio da anualidade coa lida na 
Constituição que veda aumento de 
ímpoaioe no mesmo exercício 
fiscal, porque este principio nio 
impede alterações de alíquotas do 
Imposto de Renda na bala. deade 
que elas nio representam efetivo 
aumento da carga fiscal, aa 
plkaram técnicos da 8eeretaria da 


Abdala . da Abecip 
adverte mutuários 


RIO - “Os mutuários estio 
sendo iludidos", advertiu ontem. 
0 presidente da Associaçio 
Brasileira das Entidades de 
Crédito Mobiliário e Poupança 
(Abecip). Anéoio Abdalla. Segun 
do elo. oe lideres nos mutuários 
estio dando a entender que o 
Supremo Tribunal Federal (STFl 
teria dado ganho de causa á tese 
de que aa prestações so poderiam 
ter sido reajustadas de acordo 
com os aumentos de salários, 
quando isso nio ocorreu. 


“E um absurdo." 0 Supremo 
nio julgou o mérito. Decidiu 
apensa qoa decreto lei pode 
revogar uma lei e qua. no cia© 
sspedfieo da açáo entre o Brades 
co e um mutuário, mantinha aa 
decisões anteriores, favoráveis ao 
mutuário. A tese geral nio foi 
julgada, obnarva Abdalla. 
acrescentando que a confusão 
que. a aeu ver eetá tendo feita, 
pode ser danosa para oa mu¬ 
tuários em geral. 


Duranta todo o dia. reuniram- 
se. aa sede da Abecip. no Rio. oa 
responsávtis pelo sistema e 
poupança. Boa parte do tempo foi 
gosto em palestras jurídicas, após 
as atuis Abdalla anunciou a 
potiçlo da entidade. 


“A Resolução do BNH aoe criou 
• chamado plano de equivalência 
salarial da fato alo criou uma 
equivali ncia dos Índices de 
salários o de prestações. Apenas 
dispõe sobre oa periodoo doa 
reajustes", comentou Abdalla. 
citando que. npós a Resoluçio, ser 
aprovada, em 1969. os contratos 
foram auceanivamenU reajus¬ 
tados do acordo com • aolário- 
oniaímo. polas Unidades Padrio 
de Capital (UPCI e até pelos 
aumentos dr cada cstogorin. 


jurisprudência para outros caaoa, 
pou o mérito nio foi julgado 


Planalto discute 
situação da carne 

BRASÍLIA 0 Presidente 
Sarney reúne oa ministros da 
Casa Ichefes doa gabinetes Civil e 
Militar e do SNII e ea ministros da 


Agricultura. íris Resende, die 
cutiré a situnçõe de abastccimen 
to. psrtkularmeete da cerno e n 
conveniência de noves confiscos. 

Informações dea muueUnes da 
Agricultura e Faxeoda dõe conta 
que poderá eer dteeuüde hoje um 
plano de npose á pecuária, tanto 
de corte como de leite, de medo a 
atender a demanda futura que já 
oe sabe aupener á capacidade de 
produçõe. 

Nio esU afastada, tombem, n 
possibilidade de que o Planalto 
cobre d ireis mente do ministro 
tris Rezende explicações quanto 
áa denúncias feitas ao seu »e 
cretino de Vigilância Saniiaria 
acusado de irregularidade» na 
importaçio de hormônio» para 
engorda de gado e de ler aceito 
favores de importadores de vinho, 
cuia qualidade ele devera ft» 




Paulo Francis 


Hasenfus trabalha para 
o presidente Reagan 


fuarmnam Havia »ena» duvida» * r**r re» 
peit» Ha tempuv nada w Hoovr dele» MutU 
gente pen»»va que se dedicavam ao trsfeo de 
narrotiriM para oa Ft A Agors recuperaram • 
fama de guerreiro» Sa o governo d« Ei Sal 
vador «e saiu mal O grupe de Haaeafu» opera 
da de moer acu tio promovida que Napoleor 
Duarte du dirigir Entio e ele quem eslâ «oter 
vindo na Niraragua rontraduendo a propagar 
da oficial de que sofre intervençio doa «aniLn.v 
ta» Tudo de ruim sempre arontre* ao* pobre» 
Hasenfus e um apéndire a mais de desgraça 
depois doa terremotos que destruiram lantoem 
El Salvador 

Os sandiatstas mau uma »« mostraram «ua 
pouco entendem da apmiio publica doa FI A o 
julgamento de Haaeafu» e um linckamantu 


O unico aconlet imenlo incomum na rapiura 
de Eugene Hasenfua na Nvaragua e que ua 
«andinista» tenham r<*nseguido abater <• a»iio 
fC 123- em que ele estava A Niraragua e con» 
tantrmenle patrulhada pela Força Aerea do» 
EI A Haleria» de ar e terra atiram em » â«« 
contra o» aparelho» Acertaram uma vei F 
uma quebra dr rotina Tanto f»/ se Hasenfu» 
trabalha para a CIA ou grupo» particulares Da 
se grande destaque a um general chamado 
Smglauh que dirigiria esse* grupo» na America 
Central Singlaub ha muito tempo estaria numa 
clinica fossem meno» liberai» a» uutituiçõe* no» 
EI A Fo» reformado do Exercito precisamente 
por ser desequilibrado Reagan tem um asse» 
sor militar que cuida da Nicarágua, o tenente 
coronel Oliver North E da Casa Branca A 
midui o tem poupado porque Siaglaub e mw» 
colorido, vende mau jorna» e atrai publico de 
televisão North é spenaa ma» um lednmo 
burocrata fardado ü falo e que o gov erno 
Reagan esta comprometido pubhcamente aa 
derrubada do governo vandmuta Faltam pouco 
mau de dou anos de governo ()■ roulras sio de 
rara incompetência, nio conseguiram ainda 
tomar um palmo de terntorio mraraguense E 
estimado pela Auditoria Geral da Republica 
(G.A.O <uue recebem cerra de CS| 500 milhões 
de verba de rontiaglnris do Pentágono Os U8I 
100 milhões que Reaftan arrancou do Congresso 
pouco adicionariam á capacidadr financeira dos 
contras. I) presidente (ri Unta questiode obte 
los por vaidade pessoal e para selar legalmente 
pelo Legislativo esaa leaUliva furreca de 

Ü segundo atentado foi em maio de derrubar oa saaduiutaa _ 

12. quando foi atacado etn seu cônsul 
tòrio. na Avenida Nossa Senhora de 
Copacabana. por três homens llm 
deles lhe aplicou uma injeçio que o 
fex dormir por três dua seguidos 
Dessa vex. foi atendido no Hospital 
de Ipanema. Embora o médico venha 
relutando em lembrar nomes dv 
oficia» mesmo daqueles qu* foram 
buscá-lo em casa. de madrugada, 
para atender Rubens Paiva, elead 
mitiu ter condições de identificar 
moitas pessoas da época através de 
fotografias. 0 esquecimento de 
nomes, segundo o médico deve-se a 
"um mecanismo psicológico" que 
bloqueia lembranças daqueles tem 
pos difíceis. Disse que s identificação 
da equipe que trabalhou na ma 
drugada do dia 21 de janeiro de 1971. 
pode ser feita através da escala de 
serviço do dia. 


I tnlivur I ohn axxhta a dtpaimentu «jue anvatva mata dot» militam na marte thi rx-itepatada 


Lobo envolve 2 militares 
ia morte de Rubens Paiva 


Linchamento so e admirado s# Sul do* EUA. F 
nio acontece mau A policia nio deu a 

A opmiio publica m» El A » tem oposto a 
invaaio da Niraragua Todaa a» pesquua» 
mostram tsao Tamanha e a oposiçio que *e 
demonstrou no mau ordinário entretenimento 
popular uma séne de trlevuáo apresentou um 
episodio em que oa contras" aparecem come 
vilões sem qualquer qualidade redentora F 
uma serie ja exigida no Rraoil Tem o utuh» de 
“Miami Vice* 

Os EUA se julgam no direito de determinar 
qur em suas vutahanças nio haja regime* 
hosti» Ê um direito moraJmenie dmruQvel 
Pressupõe que a forca e mau importante do uuc 
leu internarmos» E ♦ Ainda aaaim <m EUA 
toleram Cuba r nada furrsm de realsnente séne 
contra a Niraragua ate o momento D pnmetre 
comentário aioé uma justifirativa da atitude de 
Reagan E o segundo rstifira mau uma eot a 
liçio do Vielai nenhum governo ouaa mnitoom 

e lK-a externa se nio tiver a opmiio puMira do 
» dele A Nicarágua e demasiado pobre a 
im levante para excitar aa furiaa a que Reagaa 
sat.sfex ao mandar que s Líbia tosae bombar 
drada Haaeafu» tem rara de bandido Nio 
poderia passar por inocente 0 diretor de elenco 
escolheu maJ o ator Nirhoias Danilolf «unvon 
cu muito melhor como morenle • ale bobo. 

Os parlamentares que mau faiam contra 
Hasenfua io senador Palnek Leahy e n de 
pulado Lee Hamilton, ambos, aio demorrsUa 
sabem muito bem quem # Haarafua ProieeUm 
e contra a possibilidade de ma tor eavolvimsnas 


adiante, explicou que o PIC era o 
presidio do 1.* Batalhio de lavo» 
ligações Criminais da PE. que cedu 
algumas celas ao Doi-Codi. fun 
cionando em prédio anexo. 


mripma de Mendes e Paraeambi. f« 
fechado por um Opala preto de placa 
nio identificada. 0 “acidente" resu' 
tou um edema cerebral, que provocou 
catrabumo r. devido a outras lesões, 
teve de ficar internado durante um 
mês no Hospital da Lagoa 


No primeiro depoimento prestado 
pelo médico Amflcar Lobo principal 
testemunha no cano do dr 
sapsrecimenlo do ex-deputado 
Rubens Paiva • é 1* Auditoria da 
Justiça Militar, no Rio. foram confir 
rnadax aa declarações feitaa oa im¬ 
prensa e na Policia Federal, com o 
envolvimento de maia dois nomes á 
lula de militares envolvidos com 
torturas. Lobo citou um enfermeiro 
identificado apenas como cabo Benar. 
que o acompanhava algumas vexes 
nas visitas aos presos, e o capttio 
dentista Moisés, oficial que aerviu as 


Informou que o comandante da PE 
na Rua Bario de Mesquita era. em 
iaoeiro de 71, o tenente coronel Nei 
Fernandes Antunes maa nio soube 
dtxer o nome do comandante do Do4 
Codi. na mesma época. "Quero ad ver 
tir a testemunha que o senhor está 
sob compromisso", disse o juu. 
diante do esquecimento do medico. 
Lobo confirmou sus condkáo de 
oficial medico R-2. servindo no I." 
batalhio da PE por quatro anoa, 
entre 1970 e 1974. 


Hasenfus logrou tranquilamente oa sandia» 
tas Confessou com raptdei que se achava a 
serviço da CIA. Implicou tadireiamenie o vice 


interessante que o» amadorísticos m 
terrog adores sandinutas se salufucram com a 
propaganda que poderiam obter do rpuod» l 
um velho truque de agentes experimentados 
quando caem nas mios do inimigo Confessam o 
que o interrogador quer ouvir e omitem o que é 
realmente secreto 

Todo mundo saiu ganhando. Bush e tido como 
"frouxo" pelos mais truculento» admiradores de 
Reagan Saiu do acontecimento como um bu 
raneiro Sua cotaçõo de aventureiro patnouco 
deve ter subido no Texns r lugsrea semelhan 
tea. A CIA mostrou estar presente na» 
operações contra os tandinistaa O fato de 
Hasenfus estar transportando equipamento 
para oa "contras" sugere que esleo existem r 


Policia do Exército tPEi. da Rua 
Bario de Mesquita, na Tijuca. á 
época do desaparecimento do de¬ 
putado. 

0 depoimento foi prestado na 
presença do juix Osvaldo Lima Ro¬ 
drigues Júnior, do promotor Paulo de 
Siqueira e Castro, do procurador da 
Justiça Militar Alexandre Coacesi. 
da defensora pública de ofício 
Clarissa da Coala Nascimento, além 
do oficial de Justiçx. escrivi. jornalis¬ 
tas e estudantes de Direito. Ainda 
esta semana, o promotor Siqueira e 
Castro vai pedir a abertura de In¬ 
quérito Policial Militar (IPMl ao 
Comando Militar do Leste, que 
nomeará o orgio encarregado do 
IPM. num prazo de 40 dias. Caso o 
inquérito volte incompleto no enten¬ 
dimento da Justiça Militar, novo 
praxo pode aer criado. 

Lobo. a exemplo daa declarações à 
Policia Federal e á imprensa, afirmou 
que em 21 de janeiro de 1971 fora 
chamado em cas a pe la madrugada, 
para átender X uHTPTebo nas depen¬ 
dências da PE. na Rua Bario de 
Mesquita, na Tijuca, onde servia 
como tenente. 


Mesmo durante todo esle tempo, o 
médico diase ter coohecido apenas 
maia dois oficiais qu» serviram nessa 
época: Major Demiurgo e capitão 
Gomes Carneiro. "Em quatro anoa sò 
conheceu estes?". ínsáatiu o juu. Ao 
ser indagado qual a aua poruclpaçio 
na repreaalo, o médico diaae apenas 
ter dado assistência aaailáru e de 
saúde á tropa do IBatalhio da PE e 
soa presos que ae encontravam no 
PIC. reosnJtandoqoe este atendimen¬ 
to era eventual e nio sistemático 


Acontece 

• METALÚRGICOS "Foi 
deplorável". Este foi o único 


ministro cabe a Poliria 
Federal e a J usina 
avaliarem a quem cabe a 
responsabilidade doa dm 
causados aos automoveu 


Em noenas um momento, ele 
acusou diretamente um oficial, no 
caso o major Nei Fernandes Antunes, 
comandante do 1 * Batalhio da PE. 
“Sádico" exclamou Lobo.acrrscen 
lando que uma vex viu o major rspan 
car três presos, "sem ao menos saber 
ou nomea deles". Segundo o médico, 
oa presos opere oU vam ter lí apoa r 
depois sou ba que nem eram "aubver- 
sivon". AdmüWdue u n l e e depois de 
depoimento, om entrevista, ter in¬ 
tegrado uma equipe que torturava, 
maa negou ter aédo conivente com 
eln. 


Campo, onde dmcureou para 
quase três mil funcionário* 
munuipau de serviços 
urbanos 

Paziiaaotio aio atribuiu a 


Admitiu, no entanto, ter feito 
muitos atendimentos a presos apòa 
sessões de "Interrogatórios", nunca 
tendo chamado durante aa seseõoa. 
Apensa uma ve* ele lembra de ler 
atendido um preoo antes da sesaõo. 


comentário do ministro do 
Trabalho. Almir Paxxianot 
to. em relacáo aoe 104 
veículos da Ford danificado* 
na ultima quarta e quinta 
feira durante a operacio 
oambalMho druéneideada 
pelos metalúrgicos na len 
titfVr de pressionar a 
emp resa a negociar aumento 


Central Unica do* Tra 
balhadores iCUTi nesta 
quinta-feira, coolorme 
aoiictUçi© da entidade 0 
Ministro do Trabalho. Atam 
Paxxianotto. diaae em dõe 
Bernardo do Campo, que 
deve riamtaar a que»tio 
ainda hoje 


te âCUT. nem ao Sindirato 
doa Metalúrgico* de Sio 
Bernardo do Campo, cujo* 
dirigente» arrombaram o 
portio da montadora quinta 
feira, com o carro de aom 
para faser assembléia no 
pátio dn fabrica Segundo o 


corotihnda na cfteça e foi chamado 
para (axõr umt-su t ure", recordou, 
confirmando para o juix que a autura 
foi feita aem anestesia. 


salarial Paxxianotto esteve 
ontem em Sio Bernardo do 


A lista de militares envolvidos em 
tortura, já publicada pela imprensa, 
foi lida pelo juix o confirmada polo 
médico Amflcar Lobo. Em janeiro de 
1971. segundo informações do mé¬ 
dico. foram envolvidos: 0 tenente 
coronel Joeé Nei Fernandes Antunes, 
comandante do I." Batalhio da PE; 
capilio Gomos Carneiro, oficial do 
Doi-Codi: tenente Armando Avélío 
Filho, comandante do PIC: Tenente 
Lula Mário Correira Lima. poasivel 
mento comandaato dn 2.* Cia: tenen 
te médico Rkardo Agaese Fayad: 
agente civil Lute Timóteo de Uma. 
servindo no Doi-Codi. nn época e o 
rapitáo Leio. comandante da 2.* 
aseçõo. 


- "Este preso ae encontrava numa 
cela. cela esta de- gradea, localizada 
no segundo andar do PeloUo de 
Investigações Criminais. Este preso 
apresentava inúmeras eaouimooe*. 
escoriações e o que me chamou a 
atençio, na ocaaiio. foi o abdômen da 
tábua, endurecido, o que me levou a 
fazer o diagnóstico de uma ke- 


que comecei a atendê-la diaae cha¬ 
mar-se Rubens Paiva. No momenU 
qu# eu terminava sale atendimento, 
o paciente voltou a repetir o aeu 
nome: Rubens Paiva", diaae Lobo. 


AGORA TAMBÉM PARA 
ARAGUAÍNA 

Domingo às 07:30h 
(Conexão em 
São Paulo) 

5? às 11:15h 
(Conexão em Brasília) 

para: 

UBERABA-UBERLÂNDIA-GOIÂNIA 
Diariamente às 07:30h 
(Conexão em São Paulo) 


Siqueira • Castro adiantou que sõo 
evidentes oa iadkios da morte de es- 
deputado no interior de uma oe- 
gnaéaaçAa mflitar. maa náo há dados 
suficientes alada para comprovar a 
autoria, embora uma denánrta já 
possa aer apresentada. 0 promotor 
garantiu que há prevaa quentes, maa 
ele náo quer divulgar para nio 
atrapalhar o andamento do processo. 


Diante do quadro clinico do preso, 
o médico afirmou ter aconselhado 
"uma inlernaçio imediata" num 
hospital, pou suspeitava de ruptura 
hepálka Confessou, no entanto, que 
náo foi atendido e. no dia seguinte, 
ouviu a noticia que o preoo a quem 
tinha aasiatido morrera. Respondeu 
do a perguntas do juix. Lobo contou 
que o local oode eslava a paciente era 
preciaameate oe Pelotio de laves 
tigaçóa Criminais (PIC). numa cela no 
segundo andar, que corresponderia á 
penúltima cela á direita. Maio 

Pecuarista de São Paulo 
é acusado de estelionato 

SAO PAULO • Ainda eota semana foram entregues á Sunab no dia 10 de 
a Polícia Federal de Sio Paulo abre outubro. Estas 500 cabeças foram 

inquérito por fraude contra o pe desapropriadas com um neso médio 
cturista Eduardo Lunsrdeiti. pro rotre 13.50 arrobas r I3.6Ò arrobas. 

pheláno da fazenda Bela Vista, no _ . ._ __ rutl . 

município de Itapurá. Ele poderá aer 

indiciado por crime de eaUlwoalo aeparadoapelosfiacattda • unab 

(artigo I7L de Código Penal», com • •• •*•■**• A * ^Tr -1 ' ■£ 

K,-, _a. apresentaram qualquer problema de 

oZíuZmJ ZmítZÀ ml uÚÜZ ^im P«*- ,oéAu nlMVt * alr * 15 * W * 

dr mÚmi e^lMtinada á iDuracio *Tl4 arrobas Nre depoimentos o* 

durante n denaprepruçAo de bei Uguõo ficou clnre que náo houve 

gurdo nn faaemln tuma daa qnntre . qu il nur r rere o oasb ihdade da Sunab 

seções da faseada Urubapungá. de » da Prêkía Federal pela presença de 

propriedade da famflia LunardelUi. boia magros noa lotes de 

aapryr i adre. A fraude leè pratkada 
Ontem á tarde, na aede da Polkia por Eduardo Loaardelh. que. auma 

Federal, o diretor geral Romeu atitude de aparente reiaboraçio com 

fuma deu entrevista coletiva, re- a Sunab. ofereceu 250 cabeças daa 

velandodeulbesda uivesUgaçAo fazendas Bela Vista c Lagoáo mas 

conduzida peW delegado l lutes da . u^tuaáo de animiaa aue pe 

Sdvs e Oliveira Filbo J ZJL 


Lobo ressaltou que o médico Fayad 
tinha atribuições semelhantes áa suaa 
negou que este profissional unha 
participado d ire lamente de atos 
violentos. Nio soube explkar a in 
cluaio de seu nome no projeto 
"Braafl. Nunca Maia", como tor- 
turador. Em seguida, a pedido do 
juix. esclareceu detalhes de dois 
atentados que sofreu «m 196. 0 
pnroeiro. • ni icvcrviro, qutnoo 
viajava de moto e. entre os mu 


Confessou achar a Lei de anistia 
dúbia, "suscitando dúvidas" e dando 
possibilidade de uma taierprelaçáo 
que caiba a puniçáo doe culpados, por 


Quércia diz 
que pai nâo 
tem boi gordo 

riTVERAVA 0 candidato do 
PMDB ao governo de Sie Paulo. 
Oreatea Quércia. dUee ontem, em 
Ituverava, aa regtáo de Franca, qoe 
"náo existe" boi gordo na faxeoda de 
seu pai. no munuipu de Pedregulho 
Querrta respondia áa acusações feitas 
contra ele ao koráno eleitoral gra¬ 
tuito de domingo, pelo candidato do 
PDS. Paulo MaJuf Para provar sua 
afirmaçáo Quereu mostrou à impren¬ 
sa uma preruraçáo registrada oaiem. 
no 20 * Cartono de Registre Cfvfl. 
•ubdtstnto do Jardim America na 
capitai, oode ele cunfere amplos 
poderes nn candidato Paulo Sai» 
Maluf e Manoel Henrique Farina 
Ramos, pressdeou do Smdirato dn 
Comercio Varejuta de Carues 
Frescas do Estndo de Sáo Paulo, para 
dentro do praao de três dias. "doar A 
populaçáo de Pedregulho. Sáe Paulo, 
em prK* publica, todoe qualquer hm 
gordo" que estiver em sua pro¬ 
priedade “excluindo aa matruea e 
gado leiteiro existentes" 

Querrta disse uue tomou esta 
atitude para "desmascarar um ti- 
dadáo uue náo tem nenhuma cre 
dihiltdade" chamando n candidato do 
PD8 de "mentiroso, mutifirador. qoe 
quer iludir a boa íe do povo" Com 
relaçio a» insinuações feita» por 
Antunio Ermirw de Moraes de que 
ele e um iadráo Qurrria di»»e “Eu 
náo »ou don«* da Votorant» para ter 
certo» qualificativo* Afirmou amda 
que ira prme»»ar .» candidato do 


IMPERATRIZ 
Sób. e Dom. às 07:30h 
(Conexão em São Paulo) 
Diariamente, excetoSáb. e Dom., às 11:15h 
(Conexão em Brasília) 


MARABÁ 
2? eò? às 11:15h 
(Conexão em Brasília) 


Segundo Tuma. com o» depoonen 
toa prestado» por vario* empregados 
as fazendas Bela Vista e Lagoáo «duas 
das quatro seções da fazenda Uru- 
bupungai. ha tndkio* suficientes para 
a instauração do inquérito e n tn 
rnmmaçáo do pecuarista Eduardo 
Lunardeih 


Bor.oWti Durante a entrevista 
lambem foi apresentado um video 
tape produzido aa fazenda Lagoáo no 
qual Eduardo Lunardelll afirmou que 
náo havia boi gordo para ser de 
sapropnado O lato foi desmentido 
por Paulo Roberto Paateu. respon 
savel técnico pelo confinamento do 
gado naquela fazenda No video tape. 
este termeo informa que naquela 
fazenda havia 700 cabeças em con 
dições dr ahetr 

\fat« carne na pagina 9 


t oi dos peões da fa?rnda Rela 
Vista. ('Iwsdemtr Bortolrti duse em 
seu dep«iimrnto que. por adrm de 
Eduardo parou a» cabeceiras «boi 
gordo- de um W»ir dr Vh» animai* que 





opinião 


Hubert 


A ação 
da guerrilha 
na AL (1) 


Sebastião Nery _ 

As novas lideranças 
de Ulysses e Arraes 


XfySSft 5 


Dimbuco Mti co» cara d# ImU por 
(•uh da volta dele. Expulaara» do 
Eatado. expulsaram do Pala. auoea 

X -esen taram una prova aò contra 
. nunca o acusaram d# nada. Quer 
dáer, f iteram uma bruu injustiça 
com ele. Se ele era culpado, por que 
os tríbunaia müiures da revoiuçAo 
aunca provaram nada contra ele7 
Por iaao. smanhá aés vam o* la 

"ftfíacb. que a maioria de 

^Nio íftrata nem de apoio. Cada 
um apéia e vota em quem quer. O 
que néa vamoa faaer i uma aol» 
dariedade a ele. £ como se ele tives- 
ae paaaado 15 aaoe na penitenciária 
e de repente ae descobre 
inocente. É uma mMtla de Juatiça. 
nio é d# peHlte*. Déá na (ente vera 
injustiça que fiseram eom ele. veudo 
boje que era tudo apenas para 
outros tomarem o Governo que 
tinbam perdido para ele no voto. 

- Você acha que. ae ele for caa 
didato. ganha de novo? 

. Nfto seL Pede até «unh ar. Mm 
nio é iaao. B qua houve uma eleiçio, 
ele ranhou, outava fa a eu da um 
governo quo a maioria apoiava. E. 
de repeute. foi preto e expulso do 
Pala sé porque a UDN queria tr para 
• Governe e nio tinha voto. Tiveram 
que derrubar peU força. 

. Amanhã, em lio. aorá a volta da 


Aa belas vitéria* do PMDB em 
Sio Paulo e Pernambuco, que 
estio pintando naa urna*. vio 
coroar definitivamente Ulyaoea 
Gubnaries t Miguel Arraee no 

paaanrio n Constituinte t u 
aucensio preaidenctal. Quem 
viver. verá. 

A Ulyaaea estou devendo um 
abraço pelos 70 anoa. Nio fui a 

a almoço no palácio do gover- 
lor de Brasília para evilar 


< ,UNta*o (.«in/alr/ 


SÀO JOSE A controversa fuerra popular que 
o Sondero Luminoso iniciou em I9H2 noe Andes 
peruanos Ibojea maior e» p rê mio de rebeldia 
armada na Améne* do Snl. um aobcoeueeete 

onde proliferaram nos anos (10 f rupos caitrteUsie 
fracassou o projeto guerrilheiro continental de 
Ernesto "Che Guevara 

A açáo politica srmads e aeors nada maia qee 
um virtual antecedente hislonco na Veneseela. 
Brasil. Uruguai. Argenlma e Bolívia, mantém 
uma incidência plena na Cottmbta. e desde pne 
ripios da preeeaU década adquiriu manifestações 
peculiares no Peru. Equador e Chile. 

Noa primeiros anos da década de 60. s fuemiha 
rural constituiu se num fenômeno de grandes 
dimensões na Veneruela. com a cnaçio. ao tafluio 
da revoluçio cubana, daa Forças Armadas de 
Libertaçio iFALi. comandadas por um et mdiUr 
ligado ao Parlado Comunista iPCV». Deugiaa 
Bravo. 

Uma segunda írvau guerrilheira fm a de 
Movimento de Esquerda Revolecioeána «lilBi 
uma eiaio do Partido Social Democrata. Açie 
Democrática lADl com Aménco Martia e 
Moiaéa Moleiros como seus comandantes 

A msjrreiçio veneiuelaaa teve o seu periodo 
maior entre 1961 e 1962. mas em 1963 íraraaaou 
na sua tentativa de impedir as eleições preeadea 
f im r maia tarde o PCV rompeu ceei Deugiae 
Bravo, para recuperar a cuaj ynBdad o em marqe 
de 1969. enquanto que o MIR reymtrm » nm t n 
cionamonto que dee ongem á Bandetra y tjnejhe. 
m ao La la. que atoou ate pnneipàoa douta década, 
em escala mtotma 

rsu crialáe de 


é mentiras do SNI 


içarei devendo a ida impoaalvel 
i Recife. antes daa eleieòen. 
Estes doía textos, velhos e tio 
— dizem bom o que ponao 


ULYSSES 


Somos velhos lutadores ao lado da TRI 
BUNA DA IMPRENSA desde o tempo da 
extinta U.D.N. 

Trabalhei aí no Jornal, conforme xerox 
anexo, e, embora como simples agente, dei 
sempre o máximo que pude. Meu nome de 
solteira ern Maria do Carmo Barreto Vinhas 
Pondo-noe no neu inteiro dispor aqui nos 
despedimos. 

Atenciosamente. 

Maria do Carmo e Marcos 
Cabo Frio. RJ 

N.B. • Noaaa casa está às suas ordens. 

K soêramos merecer resposta desta, e. se 
possível, sua visita, o que muito nos honrara. 

Exmo. Sr. Souador laméml Helio Fernaa 

Prezado Helio Fernandes 

Ê com admiração que ouço seus programas 


Caro Helio Fernandes: 

Saudações! 

A intenção dessa propaganda é acabar com 
a indecisão do eleitor. 

Com a existência de tantos partidos e de 
tantos candidatos, o Eleitor, na realidade, iá 
nio sabe em quem votar, ou melhor, nio 
sabiaVAgora o brasileiro tem sua aeleçio de 
candidato*. Ficou mais fácil! . . 

Se aprovar a idéia, me comunique. Ou fale 
com Fernando Perlmniro U Y*»SÇl* ^ 
didato a deputado federal mIo PFL. n. 
2588. Telefone (0249)51 0191 Santo Antônio 
de Padua RJ. Ou ainda com o Danilo Terra, 
candidato a deputado estadual pelo PMDB. 
ItaDeruna RJ. 

Sem maia, desculpo-me pelo abuso. 

Um abraço.... 

Luiz ArteveUo G. Periaeé 
Itaperuna. RJ 

Caro Moreira 

Comenta-se que vio ser impressos outdors 
com a cara do ^tornem da mala e com ee 
d tzeres *Meu nome é Darcy. 

Que tal voei contra atacar, também com 
oatdora. noa auaia apareceria .sua estampa e 


A partir do governo demori 

Bafael Caldera ll 969 1974 L o __ 

iniciaram um processo de abandono daa armaa. 
Martin e Moleiros sdenram ma» tarde J* 
ções. o que loi interior mente leito per Taso oro 
PeUoff e outros ei dinfeate* 0« 

PCV qee fundaram • Movimento para • Sodalia 
mo (MAS). 

A partir de 1960. quatro anoa dopom do golpe 

que derrubou Joio Goulart, surgiram ao Braaal 
vários rupos câstristas dr guemlba urbana, 
como a Açáo Libertadora Nacional lALNl. doe*" 
deputado do Partido ComuniaU (PCB) Cartee 
Msrihells. morto pota polkiaem novembro do 

1969. 

Um excapitáo do Exérato. Cs^aoUmarea. 
comandou a Vanguarda Popular ^ « ^t anÉ r iâ 
IVPR) até á aua morto, em aoumhee da 197 L* 

um terceiro grupo importanU lo» o M ovime ato 
Revolucionário d de Outubro (MB -01. aaaám 


sobre a dívida externa brasileira. Como pode 
fazer tantos cákulos somando, multiplican¬ 
do, dividindo etc, etc? 

fc espantoso! Você. como senador, aera o 
grande tribuno, como já fora Lacerda noa 

Querido ^jornalista. Sua •‘bandeira- nesta 
campanha e ótima, mas tem outra bandeira 
que o povo precisa: paz da moradia, 
^moradias desocupadas t* inquilinos sem ter 
onde morar”. 0 Rio tem mais de 409 de 
soeu padas e os proprietários nao alugam. 
Eles conseguem empréstimo» do Governo.- 
fazem apartamentos em Estados diferentes 
dos anua - paia átapiaur. No edifício qua 

moro. um rico nofíaatinotwvánoa 

apartamentos desocupados ha maia de 10 
anos. Né* que moramos e tr»baRtamos aqui. 
vamoa trabalhar debaixo da ponte. Joio 
Goulart quis fazer a lei de taxar o Imposto 
Predial bem mais caro dos desocupados. 


!U Ê MORE 


Por outro lado. acho ainda que você podo 
atacar em sua campanha, doía pontoa in- 

^fô^rimelro teria a agroaaio física do L.B. 
ao jornalista David Nasaer (lato talvex fooao 
tunbom asauntoparaonoMoFornandool. ^ 


o jornalistas. Foi 
tro em frottto ao 
Alveo. do outro 


lado da todo do MDB 


e n X e M^fo d 8 .r jüs 

Ttôtó..C.V.M.. U. norma» 

.rar oaao assunto 

certamente faria 




aa amarradas noa 

torno, da praça. 


incoa. Você 
m maia pret 
n estardalhi 
Sou oloitor 


rfoT lO meia depoi*. o » * d. Crt 
6.000.00. Se nio pagar, vai vendê-lo. tomo 
nio posso comprar e nio tem apartamento 
para alugar, auita o drama nosso: sou fun¬ 
cionária federal, que tem o menor vencimeu- 
todo Pala. Sei de centenas de casos iguais ao 
meu. 

Patrkia. admiradora 

Maria Brasileira, que vive e mora num doa 
paises maiores, mais ricos e mais belos do 
mundo e sua vida é um drama porque náo 
tem a paz da moradia! 

^ U ‘*Moradias desocupadas e inquilinos sem 

moradia para alugar. 

Rio do Janeiro. RJ 




A CORAGEM E A JUSTIÇA 

No momento quo as esperanças tomavam 
rU Do mdetoaido, eia quo aurgo uma grande 
“tffiíírír™. braailaira. Já «—o 


y t r aa aa Guimarães. 
MCruel Arraes do 
JUo. e do novo o povo 
para aplaudir quem 


Duarte. 


Helio Fernando*, dopoéa do tantao lutas o 

^SuiÇe^Smo símbolo indincutlvel do noooa 

*Coràgom é a sua arma maior. Enfrentando 
do maneira , _ ^ . 


Honra? 

Sr. Redator 


lade. Probidade. Certameo 


Honra 


me, o Souado guarda o teu lu- 

força sé. reunindo a do todoo 


realidade ela é um sonho. Aliás, aé ele deve 
iibtr te ela é fedorenta ou cheirosa. Estou 
com o primeiro adjetivo Comparo a a um 
gambá. Acredito que sua honra confunde-se 
com sua neurose. Conhecendo se seu pas- 
sado. conhecemos a história de aua v>di 
nunca honrou seus cargos públicos Tem a 
neurose do poder. Por iaao. em 64 incendiou 
O Pais o fugiu. Covardemeote. Tornou-se o 
famoso -EL EATON" do Fklel Castro. Hoje 
tem o apoio do comunista Preate* em troca 
do ter-lfie concedido uma penaáo vitalicia de 


Mano Roberto Saalucho. Uémt õo uur. mmrr*m 
>m combate em juabo de ire. ooquao U Marta 
rmoaich. dirigente màxtm o doa Ma ufuorm. 
irtiu para o exDio # em IW5 ngrssoou a amo 
u. .itrarfilarfo * »»»• l-V - * 

tr eequeeiroa • outroa delitoa qoe poderiam 
istar Jhe uma pena de 30 anos de pnaAo. 

A fuemiha do The" começtNi u Wji om 
lho de 1966. co» apo«o inicial do Partido Co* 
uaiata Ortodoxo -PCB» e combatestes tu ha o aa 
ie acompanharam Goevara. que a 23 de marçe 
f 1976. data da primeira açáo armada de greve, 
iodou • Exército de Libertar Ao Nsneasl (BLNI. 


Prezado Senhor: 


jrioo mínimos mensais. O qu 
pelo Rio ou pelo Pala? Ganhi 
maia que um médico ou pr< 


Onde está a honra desses 


se e» 1979 uma tentativa de reeatnrtarar e 
grupo, a cargo de Osoakk» *Cha*o* Peredo »• 
mio de Guido lati - e Roberto Xoco Perede. 
lugares iMentes do **Che" que reeniu cerca de 
60 homens com o apoio da I>e»ocraria Cnetá 
Kcv oluoonaria 

ü novo ELN criou um foco guerrilheiro qee 
operou durante apenas um mês. ate setembro de 
1970. e fot duimado petos militares o qee marcee 
prataramente a *ua extmcáo ;• que noe aaes 
seguintes chegou a fracionar se em cinco grupes 


vivo» avut ix 



t X» • • 


• 4 1 *• 

Al KA MN »*■ SN AfrV 

1 

( 1 MN »-| ri f SN 

v ■% • • 

AM. RU « nu 

c /*- • 

AUMHA11 ■ SN Am r» w* 


•rwa-.iral 1 

r% '■ 

1 ■ 1 a.«J - 



































































política 


TRE não dispõe 
de gente para 
entregar títulos 

Doa 7 100 milhões d» Mulos. • TRE 
não conseguiu t airegtr alé domingo. dia 
nacional d# entrega d* titulo*. tequer 
10 % desse lotai, em função da pre 
carirdadr do strndimrBio. qu* aio coala 
rom funcionários sufin*nl*a para 
aciluar • r*cebim*olo • evitar aa filaa 
quilométricas. pn»cipalme»i» »• Zoaa 
Oeste a na Baixada Flumtae*»e. regtée» 
que reònrm o maior o*m»ro do eleitoree 
de todo o (Catado 

0 proaidffBtff do TRE. desembargador 
Fonseca Paaaoa. lembrou qu* o prefviio 
Saturnino Braga »*• cumpriu a 
aa do rmproaur M fuacioaários - oW ad 
noa mandou cinco”. Por outro lado. o 
governador Lseeel Briaoia coípcou è 
disposição da Jwatkn a l ott a r ai cerca do 
100 funcionários l » ada oatamoa « 
por ando qu« cbofuom”. 

-Violência nAo canba 
• dona balo do prtaédont* do TRE Foo 
aoca Paaaoa. ao comentar o tumulto o a 
nane adam ano suspenderam o dobai* na 
Rierj. dominfo à tardo, om Nova 

IS do novembro. Paaaoa faranüuqoo a 
Faaeri nâo camuaicoo com antocodfecla 
A policia. "Eaaa é «ma daa lormoa do ao 
ovitar o baixo nivol da campaaba. 8o a 
PM for aviaada. oU mantori uma parto 


Nilo proibe segurança 
armada na campanha 

FatA nroibida a aluaçAo daa • depor. Campeio dtaao que • 

eitoral. latu significa quo oa lofrnnaa ttradaa pola * B, P r€ ®V • 

urda costas ou sogurançni quo quo já ee oncontram ora aou poder, 
itiverem armados, mesmo poaauin Aquele» * 

o porto de arma. aerio proaoa. A arraaa - naaegnrou o delefndo 
ectsAo partiu do aocrolário da aorio autuado» por porte tleg■_ 

olicia Civil. Nilo Batista, apia aa No aeaUáo do eviUr a vtoldoan. 
rorre ncias no debate realizeoopela Campeio afirmou que o policiamento 

amerj. domingo, em Nova Iguaçu. ao iatwt fic arà em * 

k segurança determinou o ao- mnniÍMUcdea onde ^OMãm oeorrftr 
rotirio • aerá preatada aoa can- conflitos. A oeguranca •• r *. 
idatos pelos òrgftoo públkoa NUo aiva • garantiu • pruictpalraente 
ítilS encarregou°o Óepartnmento quando Wer um encontro entre 

í"u “~4ll£7. pôtfei, " 

íiliUr, Cl. Carh» M**™"*"" 1 *! 

;&» Klo & d. DIE. cM • -Biur. .... ..ur. ( *. do. 

nAnm n« envolvidos SOrio intimados OfOÜVOO. 


ihraháo \ fedi na na organizai*» da passeata 


Rattes e /*k tulo (mar te rd o a fada de Jttrge t eite e 


Aliança veta violência mas 
não a deixará sem resposta 


ao presidente sarnry para demiti 

ur. 

O» dois coordenadores da Aliança 
Rattes * Paulo Coaar t.oma» fl 
/eram queatáo dr ressaltar quo a 
caminhada do dia 23 tom uma 
amplitude nacional Reconhecem, 
entretanto, quo a diaputa para o 
governo estadual *«tâ xrirrada e ■ 
margem de vxntagrm de Moreira 
vertí irada em pesquisas, nâo per 
m»te ainda a tranquilidade “*• 
valecr o sangue na campanha, u 
militante e quem *ai decidir HO 
diferença c preciso engajamento”, 
afirmou Paulo Ceaaf. K« t om eaae 
objetivo impregnar o» candidatos 
proporcionais ds necessidade do 
intensificar a campanha rom u nom» 
do candidato majoritário. Moreira 
Franco, que a ala nclsisla |to 
moveu, ontem a noite, uma grand** 
reunião no comitê do Nelson A 
tôm< a seria esta. acrescida de um 
detalhe Nlo existem mais nclaiaUX. 
ou moreiristas existem pee 
mrdrbistas 

Com o mesmo fim o candidato 
Moreira Franro convidou o de 
pulado Jorge Leite e o einpreaarv 
Abrahlo Medtna a integrar a Com» 
«|o Coordenadora da • amuihaua • 
ontem mesmo, ao fim da tarde 
Moreira deu inicio a mais uma 
reunião do grupo em seu roinite 
aateade «equtr para Niterói jâ com 
a presença dos doi» novo» reforços. 

Segundo Jorge Leite, vg* 
presMÍente do PMDB do Kio de 
Janeiro, a caminhada vai acender ds 
vex a Aliança, mobilizando todaa a* 
suas lideranças, que por sua vea 
representam o« inúmeros segouPn 
tos sociais do B al a do Ksta pas 
aeata dtx sera a cara do Kit» »» Rh 
que samba, que canta, que trabalha 
que chora, que recorda que sonha, 
o R»o rnança. E terá « corpo inteir* 
do Estado oo Rio de Janeiro" 


conflito aatrio da pauta para o con 
ereto, caso ae confirmem oa boato» 
de que o Estado boicotara a manife» 
taçlo da Aliança, nlo fornecendo o 
apoio logístico necessário a tal 
evento num horário de grande 
movimento na cidade. 17 horas, 
periodo em que se inieia o rush De 
qualquer forma. Rattes e Paulo 
Céssr Gomes asseguraram que 
todas aa providências legais já 
foram tomadas e òrglos públicos, 
como Detran e Corpo de Bombeiros, 
já eatlo devidamente informados 
sobre o ato. 

Para descaracterizar o sentido 
meramenle eleitoreiro da ca 
minhada. Rattes lembrou que ela 
tem como objetivo a defesa do Plano 
Cruzado e do congelamento de 
preços. Sob eaae angulo, pretende 
refletir um apoio efetivo da po 
pulsçio Is medidas que vêm sendo 
tomadas pelo presidente Sarney. 
como. por exemplo, o confisco do boi 
no pasto. Se. de um lado. s Aliança 
procura observar os efeito» daa 
medidas positivis da Nova Re 
pública junto ao eleitorado, de 
outro. Rattes nlo acredita que o» 
pontos negativos, como a questão do 
abastecimento, possaip trazer 
prejuízos ao PMDB carioca. De 
acordo com Rattes. "o povo sabe que 
• d—abaslecimeata vem daqueles 
que querem o loeaute". Daus outras 
questões negativas oriundas do 
Ministério da Agricultura - a ideia 
de privatização da Cibraxem e a 


minhada que a Aliança Popular • 
Democrática vai realizar dia 23 no 
centro da cidade, trazem um aviso 
velado. Embora nAo especifiquem 
qual aerá • roaçlo. ”cano haja ar 
bitranodade". tanto Rattes quanto 
Paulo César Gomes, aseeseor do 
aenador Nelson Carneiro, deixarem 
claro que as provocações dos adver¬ 
sários nlo fkarAo tem resposta. De 
teordo com a avaliacAo individual, o 
troco pode sor bemdifkil do digerir. 
Noo bastidores da Aliança, um 
importante lider definiu: "A 
violência paru deles, eles co¬ 
meçaram. instigaram e agora eatAo 
tendo o revide." 0 eomentár ie ioá 
feito duranU análise doo episódios 
violentos ocorridos no debate or 
ganizndo pola Famerj. em Nova 


partide. 0 advognde do PDT. Joaé 
Levealkal. confirmou 
através de neu advogado WOooa Mins. 
oatrarl com um recurso eootra a do c io fci 
do magistrado. 

Arquitetos têm 
perguntas para 
os candidatos 

Para gaahar a simpatia do» arqoitetoo 
do Rio de Janeiro, o» candidato» ao 
Govorno do Estado torio q«o Pomar por 
uma sabaliaa proearadn polo InstilaU 
doo ArqeRetoo do Brsnfl qoe coagro«al4 


\ilo pode saber em quem votará, mas ndo quem precisa prender 


identifiquem oe engraçadinho» do 
lado do lá e arrebenU. t a forma de 
desmontar a tropa de ehoqoe deles. 

A julgar por eaaa dJapoekAo. a 
disputa peto governo do Rto já 
extrapola a simples contenda 
eleitoral para ae transformar, a 
reboque de militante» age exal¬ 
tados. numa luta entre gladiadores. 
Como justificativa para oa atoa 
vioienteo. oa dois lados que mais ae 
agridem. Aliança e PDT. usam o 
mesmo argumento: A violência 
parte de lá. Entre ecueecôee mu 
tuas, o saldo negativo imediato fka 

K ra oa que estêo na linha de com 
U. A» contusões vAo eer curadas 
na farmácia, ou no hospital. Um doe 
aspectos cogitado» para um novo 


PDT nâo sairá das ruas 

E juaUmeflle eata xfirmacSo 


Cibilis 


0» últimos acontecimento» q«ff na¬ 
daram effquenUndo a campanha para 

governador ao Rio d* Janeiro a que 
culminaram com x suapenslo d* deb»U 
patrocinado pela Famerj. domingo, na 
Nóva Iguaçu, levaram a cúpula do PDT, 
com o governador BHaoU. Darry Ri¬ 
beiro. Cibilto Viana e Doulel do Ao- 
drade. entre outro», a uma demorada 
reuniáo ao fim da tarde de onUm 

Com a preocupação de deixar clara a 
postura do partido "neate momeote em 
que a poUrtxaçio extremada acaeaça o 
bom senão doe militantes" o candidate a 
vke governador, aa chapa de Darejr. 
Cibilis Viana, foi enfático: o PDT è um 
partido de mflitanUa ou* têm o apoio do 
povo e ou* eati faxendo a aua campanha 


arrancada final do Darcy 


aimMade. favorável oo Direito de 
propriedade aobordiaado ao iotereaoe 
coletivo. E pergunta: “Em relnclo ao 
Estado. I Região Metropolitana e I 
Cidade, o que esta proposta influencia no 


Krentr lumsmt*r»a isi*rada 
peio Pa»jrt A» li*. Aerio 
roofirmott <«*» •. J»rvt‘' r »* «a 

S iuaçio dr Mnfsdor** da 
efárta »ua prrurnça n« 
Ir marcado para a 
quadra dr mum da Rena 
de Samba Eataçâe 1 *4» 
Mangueira, na Roa V »a*oo4* 
de lOK. protimo ae 

V iadu)" •!* Mangurira 


Aarão sem televisão 
fica também sem telão 

0 candidato ao governo do Rio. pele 
Paaart. Aario Suiabruch. fko* «r ^ 


aa quadra de rnaa*> 

t dr Samba F. «tacão 
nogueira na Rua 
e d* Nilrroí ao 
la Maagueira 


Roteiro dos candidatos 


Sfc. Darcy Ribeiro fax 

is& ffjaSa 

bara. inaugurando o 


i lorário gratnuõ do 
Durante o 4u esUri 


[zurante o ou r«iara 
ite. na Rua Alexandre 
axae. 10 «obrado, 
ndo eleitor** >un 
i a «ua candidatura e 
mau caadidalos do 
» A» lHb. Sinval 
aa qnadra de ensaio 
ceia de fipbe Man 


O candidato Agaaido 

Í imolei» «uja ho;e para 
ampo» e ut *»»ltJ na pro 

xima quinta leira “n_ 

programação roo*tim * orpe 
a corpo pskvrsU* » ♦» 

mie»'» Agnauto nr< uian 
pela região em c»rr*aU 
apresenl ando «rui piamn 0* 
govrrno SoOr» •' debele. 
togo mau u lÃb oa uuadra 
d* rasas» da L«.oio 4* 
Samba Ja Mangueira, a 
luriwr» d* Agnaldo «*» 
SOtlbe mfurmar que o . an 
d idato do PDS alo p»r 
tiripars parque 'aãe mmc 
mau debate, o que vlU* 
uma hegvaca darada «O 
pane ad ar >4 


Aario. que oaUva participando de 
debato na AaaociaçAo doo Delegado 
Policia do Rio do Janoiro. dlaoo qoo. 
falo foooe confirmado, ficaria pM 
qoo a Justiça Eleitoral “U-doiapu 
eaaa modidaa ao qoo •• refere ae Pi 
I-. 0 TRE. anoo rro e e expedioelo 
qoo alguém cooArmaooe a ãPfe>««Ai 


Darcy são recebeu 
convite 

PT/PV 

Fernando Gaboira 
parto da maahi ■ 

snrjíMÍ 

rom o» candtdaloa da 
Humanista, na seda 
Francuco Muraion. 
rontráho de Moretri 


Niterói, no Morro da Mas 
guelra, para edebai* com a 
AaaociaçAo de Morador** da 
Candelária » a da Man 
guelra 

Pftsart 

0 candidato Aarão 
Sleiabrock estara lodo o du 

S 

recebeedo t m nU giooa nn a » 
candidatos qoe lolegram a 


Tevê ficará 
mais difícil 
oara Brizola 


Um exemplo d ee ee clima, 
citado ao TRE. loi o voto do 
de s embargador Poluir» 
Boarqoo qoe. embora coo- 
cedendo aa 5 miauios pola 
maabt. a Bhxoia em recente 
joigameate. deixou claro qae 
“aio «era poaaivel dar mau S 
mtautoa a ae«U para o oleo 
dido s* defender das mesmas 
acusações por mau qoe seja» 
repetidas em hoeanos difere» 


20 ANOS DEFENDENDO 
O CONSUMIDOR 

COM MOREIRA FRANCO 


S£ N/U) 00 

HELI0 

FERNANDES 


N.° 15.143 

PMDB / > P 


Deputado Estadual 

Governador 

Moreira Franco 


HELiO 

FERNANDES 

FILHO 












































+r*wt 


_ geral 

Nota de Cz$ 500 é lançada 
o Museu Heitor Villa-Lobos 


Inhunj da ImprrnM» 

Kio dr Janrmi 

21 de milubm de l**Rb 


O continuísmo do 
sr. Darcy Ribeiro.. 


/ »*///»»• Ihwii 

b dono» e se- 

du ouirofâ 

_ de Samba. que 
anualiuenie de» 

r _diante de sèus 

luxuoso» camarote» ao 

a o do Governador 
»ranle e amigo... Todo 


A cédula de Cif SOO entrou ontem 
em circulação Pelo menos 130 
dela», recém aaidaa da Caaa da 
Moeda, (oram parar na» mio» dr 
adimradore» do maestro, presente» 
à inauguração do Museu Heitor 
VUla Lobos. na Rua Sorocoba. em 
Botafogo, onde um guiché especial 
do Banco do Rraatl permaneceu 
aberto apoe a solenidade presidida 
pelo ministro da Cultura. Celao 
Furtado, para que oa interessados 
trocassem seus cruzados antigos 
pela nova cédula, que tra a a legenda 
‘Deus seja louvado”, inscrita de 
acordo com orientação do Presiden 
te Joaé Saroey 

ü lançamento da nota e a abertura 
do Museu marcaram o inicio daa 
festividades em homenagem aos 100 
anos de nascimento do maestro, 
conhecido inunacioaaimente e que 
mesclou em sua obra o popular # o 
erudito. 0 ministro da Cultura, quo 
deu posse ao conselho consultivo da 
caaa. lembrou. duraaU a cerimônia 
da inauguração, que o maestro ora 
um homem que “aio sra complacen 
te consigo mesmo". 

• Falar da Villa Lobo# constrange. 
Eis mesmo ria de quem (alava ou 
esersvia sobro sua obra. Esta caaa 
nlo será uma academia, poés o 
maestro nio (oi um académico. 
VUla-Loboa (oi a expresalo de 
fíniliva de nossa nacionalidade e 
esse será o espirito do museu 
A nota de Cif 600. um projeto 
anterior ao renascimento do cru¬ 
zado. nio estava programada, 
inicialmonu. para asr lançada junto 
com a abertura do mnneu. As duas 
idéias acabaram sendo postas em 
prática no mesmo dia por coincidiu 
cia. 0 presidente em oxerdcio do 
Banco Central. Ucío de Faria, que 
apresentou a nova cédula para 
aproximadamente 300 pessoas - 
ressaltou que a escolha do maestro 
para ilustrar a nota mostra quo o 
“dinheiro pode aer veiculo de men 
sagens culturais". 

Além da presença de membros de 
entidades culturais a amigos da 
famOia. compareceram a inau 


Tujmilto c 
t ilas por 

telefones 

Uma coaíusAo de datas 
sobre a abertura de ms 

provocou tumulto* e (ilaa 
nas portas das agencias da 
Telerj e Cetel durante toda 
a manhl de ontem. A 
assessor ta de imprensa da 
Telerj nâo soube informar 
de onde partiu a noticia, 
mas segundo populares, 
que estavam nas filas, 
desde as quatro horas da 
manhi. a data foi divul¬ 
gada através da imprensa. 


tolerante e amigo... Tudo 
devidamente protegido 
por lorte e organizado 
diapositivo policial 
militar, para segurança 
da população carnavales 
ca. que assiste de fora. 


até o cargo de Ministro da 
Educaçáo no desastrado 
governo do ar. Joio 
Goulart, fora a autoria de 
alguns livros sobre cuja 
validade literária nio noa 
cabe agora analisarmos, o 
sr. Darci Miranda Ri¬ 
beiro t tido até como um 
homem inteligente. 
Agora mesmo reune, 
numa repariiçõo do 
Estado - no qual ele ocupa 
sete empregos • duas 
dezenas de amigos e 
“correligionários do 
PDT e promove uma 
noite de autógrafos para 
lançamento de maia um 
livro de aua autoria. 
Çertamente com banda 
de música e tudo e muita 
manca favelada doa 
CIEP* para grit"’ ° 
refrio de aua campanha 
eíãíloral, “quero o meu. 
querv maia", etc etc. 
Alma é aqui mesmo que 
começamos a duvidar da 


ciária Frei Caneca, 
abrigando uma populaçio 


carcerária nas maia 
abjetas condições sub- 
humanas, ameaçando um 
dia explodir sua inconttda 
ira contra uma sociedade 
• e um Governo aue 
preferem desconhecer 
seu drama, mormenie 
nos dias festivos doa ricos 
deifiles carnavalesco*... 
Pois é essa obra "roo 
numentaP do governo 
Brixola que o ar. Darcy 
Miranda Ribeiro diz que 
pretende continuar., 

r uecendo-ae. inclusive. 

que a palavra «m- 
linuuuno no vocabulário 
político brasileiro sempre 
foi um anátema, so¬ 
bretudo no Rio de Ja- 

8 o. Positivamente 
te desses poucos 
i. chegamos a du¬ 
vidar da propalada in¬ 
teligência do ar. Darcy 


municaçlo da Telerj, 
Rogério Fabiano. disse 
que. a confusão deve ler 

M fôrTSftu? 

mática. quando o ministro 

Xo 

declarou que por volu de 
novembro as incricéea para 
o plano estariam abertas. 

Fabiano esclareceu, no 
entanto, que ainda nio eatá 
definida a data de abertura 
das inscrições porque 


licos. nio é com ele 
xaUmente como de 
rjava a festejada dupli 
rizoia- Darcy. que 
licéou o seu “governo 


depende de estudos para 
estabelecer novoa pro¬ 
cedimentos para a comer 
ciaiizaçiode terminais. Ele 
acrescentou que tio logo a 
data esteja definida será 
amplamente divulgada 
pela imprensa. 


outra obra de (a 


aa campanha chada. cidade que 

lé agora aio clama por segurança. 

crianças^” 0 * SÍK SAMbSÍ)ROMO; 

rvífâ: ffiuvp.il.7Ad 

)arcy Ribeiro organizado desfile de luao 

Nunca eUnlaaia aue empolga os 


As filas enormes que te 

asBEg 

SiísrasaK 


Turibio mostra a Furtado parte do acer%x> do museu 


s fitas, bíblaslo c i. arquivos de 
documentos s partituras, além de 
um auditor» para palestras O local 
foi adquirido pela Fundação Prõ- 
Memoru. há tréa anoa. ao lapaa 
Ficou dou anoa em reforma, que 
custou Caf I milhão. 

0 Muaeu Villa Loboa aera dirigido 
pelo músico Turibio 8aatos. que 
passa a ser responsável pelo acervo 
de 13 mil documentos que ja estio 
abertos á pesquisas “Este museu 
mostra o cuidado em se preservar a 
memória do Brasil, obaervou 
Turfb». Se ealiveane vivo. Villa 
Loboa completaria um séceto a 5de 
março présiroo. Falecido em 19». 
comentou, corta vea: “B piecmo 
fazer o mundo inteiro cantar. A 
música á tio util quanto o péo e a 
água" 


do artista disse Wagner Tino. que 
se aprofundou na obra de maestro 
durante uma temporada no es¬ 
tertor. 15 anoa atráa. “O centenar» 
de VUla-Loboa na França é uma 
feala e já eatá acontecendo há muito 
tempo", ressaltou, r e c o nh e ce ndo 
que o maestro á muito maia fes¬ 
tejado fora do que dentro do Brasil. 

Após visitar o muaeu. a sobrinha 
do maestro. Ahvgara VUla Loboa. 
declarou-se orgulhosa e envaidecida 
com a homenagem Precedida pela 
apresenlaçio do Coral Infantil do 
Teatro Municipal, o público passou à 
viailaçio daa dapcpdéocias do 
muaeu. que abriga toda • obra do 
compositor, além de gbjetos de uso 
pessoal e fotografias antigas. 

O prédio, construído em IBM. 
dispõe de sala para audiçio de diacoa 


Comandante alerta Presidente 
‘FABusa armamento obsoleto 


guraçio do muaeu músicos como 
Wagner Tino. Caberá a ele. no dia 28 
de novembro, encerrar as fes¬ 
tividades em coroemoraçé® ao cen 
lenir» do maestro, com um abov na 
sala Cecília Maireles. Wagner Tbo 
tocará múakaa de Villa Loboa. 
contando com a participação de José 
Cartoo Assis Brasil. Nana Caymi • o 
gurno Aikiti. de MJnaa Geram. 

• VUla-Loboa fel • músico ma» 
importante que o BrnoB )é teve e 
essa é uma homenagem a todos oa 
múaicoa. pois 0 muaeu marca • 
reconhecimento peto trabalho sérto 


somente checará a uma posiçáo satàa- tes. confirmou o misisi 

SSS » TÉS*» 

uuando começarem a apreeestar reanl- pela FAB tio de gsra 
ladoa doa investiasealoa MU* aa indús- yeneauela reequips-ss 
iria serosiutica para fina miliftaiea. áWroa A*** 

Antes disso, porém. eWdekod* a aeces f í. 

sidada de rvcquisir a FAB. rnoan» que ás forças armada». Al 

2? S2X Ji "O m .» . 10J . 

SSSürS teíSSf 

conaiiiunoaaia. que ais podam aar poléneiaa. No ontanb 

sonegadas à Naçio. em raaio de sea n preetoamosaté chefs 

soberania • credibilidade daa suas um minimo de eqmps 

Forças Armsdaa". 0 brigadeiro Rosa manter tranquil idade < 
Filho W mato além. ao afirmar qoe o defesa da soosa aobers 
Brasil "precisa ler um mal poder de Aalrs de embarcar 


B1LVAN1A Ao aaatotir ontem • 
dmnoaeiração de ataque aéreo s* campo 
de provas de SÜviaia (a llOquilòmetroa 
do prsaAia). 0 Presidenlr Jooé Barsoy 
loé alertado peio comandaste geral do ar. 
tenente-brigadeiro Roea Filho, do que a 
Força Aérea BrasUeira (FAB», apeear de 
lodo e avanço Ucaotógko. emprega 
técnicas e araameoloe já abeoieioe. da 
época da segunda guerra mundial, e. 
comparativaaeaie. ao avanço apreee» 


lado por alguns patoos vtotohea. a 
slloarõo nlo é confortável" 


An lado da mulher, dosa Marly. doo 
mtototroa da Aorenáulfca, brigadeiro 
Octivio Moreira Lima. c do Esérrlio. 
Leéaidaa Pire» Gonçalves, o Presidente 
ouviu atento o comandante, mas alo quis 
faser qualquer comentário, oa 12 avidoo 
supersônico» F-5. fabríraçõ# norte 
americana, além doe lõ lavantao • 
quatro tucanos, de fabricação snctousl. 


dtoauaasAo para euoUstaçAo politka . 
Urna torça aérea hem «quipada. ade» 
irada e eslralegKamenlU dimrs 
atonads. é um imperativo da oegurança 
■sfinasi comutotón 
0 ministro da AeroaáuUes. Octávto 
Moreira Uma. per soa vea. deu esem 
plos daa defkiésciae da Força Aérea. ao 
recordar qoe 2.5 milhões de soflâmetres 
nuadradoa do espaço nacwnal sõo eobar- 


tua» foguetes atingiram 0 see objetive, 
aa aeronaves saíram simulUuoameul» 
daa bases de Piraasuauaas (SP). Sasta 
Maria iRSl. Fortalesa (CE 1 . Natal (RNt. 
Porte Alegre (RSi. e Santa Cnm (*J) 


bém os miatotres tris Raeoode. da 
Agricultura. genoral Bayma Desjrs. d 
Gabinete MüJlar. general Ivan de Smm 
Mendes, do 8NI. o governador * Getfc 
Onnfro Ouinnm. 0 o prefeita do Sihrlsii 
Willoo TÍsvoreo Jr. 

Venda de xarope 
contra a tosse 
será fiscalizada 

Preocupado com o site índice do 
mortes, em s m ottol de adstoaonam 
dependestes de xaropes, em Min 
Gerais, o occretárto iÇjtoda len 


EESSA! 


Vizinhos do IML não 
suportam mau cheiro 


COLAGROSSI (PMDB) 


BATISTINHA (PT) 


Aríete Hito remaads uma qea 
dnlha de tráfico de bebé» há vános 
aso» lendo Contiha v sua regiõe 
metropelitasa come base dr compra » 
rapto dr cnaaças. qee. po»tmoemen 
te. sõo vendidas para o et tenor 
pnscipal mente pars casa» 
»raeien»e« A» ultima* mformaçér» 
que s policia tinha de Aríete Hüu è de 
oue ela eviaru detida em hrael 


Canal 7 


pmligem para o Paraguai. Na se¬ 
mana passada, a Delegaria de Ordem 
Serial dr Cuntiba prendeu tréa 
membro» da quadnlba que conte* 
•aram estar uliluando a passagem 
peia froo leira Fm Fss. a Policia 
Federal prendeu três seiras mem 
broa. em flagraste quando tentavam 
atra»rasar a fronteira ievaado uma 


LEIA A 
TRIBUNA 
DA IMPRENSA 


Hoje • 8 da Noite 















































































pq***»T 


política 


Helio Fernandes 


{) fowrmo A# *r^ o que • *»«h ar 

futhi ta na\ (ihtft «/#* c àmhto. </ M, ‘ ''í*' fV/WfK ‘ár 
fortuu alitumo a itMNfn tahza%at* tio tiritar no 
lâtrduo negro, ou no paralelo. tomo gostam tie 
dtwr alguns I %st> í utnp/es de esjUtear Depoo 
Ju pnmetra deo'tdori:a\tio tia cruzado, em tormt 
i/r /.* /•«./ » . /•*«*« »* «;m«* a /*« wrp i/«> tlàéar 

aumentou muito. poÍ% <» ractocinto tie lotlos e o 
seguinte i/mc «/ r<Mrf««» /rr tf primeiro 

tiewaiorizufdn, /'Ueuntnente /ara outras f /rrd 
que fazer, hau» o que houver 


ve*, ai ve expliquem o 
drtpoltrtafnenio e » fahj 

1 e segurança que vim 
Ando margem i «ores 
lí vou furto» roubo» e 
Amaitos na Barra 


Ainda no Rio de jAneiro. 
Miro Teueiri que foi 
candidato a fovernador em 
1982. # Sandra Cavalcant». 
também candidata a esse 
cargo igualmenle em 1982. 
serio dois do» deputado» 
maia votado» agora Está© 
relacionado» na lista do» 10 
mais votados, e obterão 
votaçáo estrondosa 


elevar o senhor Darcimen 
to ao governo do Estado do 
Rio. 0 mia imo que pode 
acontecer é obter 30 por 
cento doo voto», o que M 


Alias essa des 
vaJorizaçio do enixado está 
provocando o maior tumul 
to e a maior diocussio oo 
próprio governo. Alton 
fontes do Planalto dixem 
que o Presidente Sarney 
náo sabia de coiaa algnma. 
nio foi consultado sequer 
sobre eesa desvalorixnçáo 
Parece estranho t atd 
surpreendente que o 
Presidente da RepúMica 
nio lenha sabido do fato. a 
desvaloru açio aio unha 
•ido aubmelida a ele antes 


Man os / reire 


CHI Sam p a i o 


Miguel lirues 


S ualquer cálculo. E como 
loreira Franco náo des 
cnri doe 36 por cento tam¬ 
bém de forms alguma, o 
PMDB Moretr» ganhará 


Deputado malufista faz cair 
ainda mais PFL pernambucano 


Acontece, que s exemplo 
da Academia de Poliria e 
Academia de Belas Artes, 
a PM também ja recebeu 
como dosçáo uma grande 
ares. próxima ao Terminal 
Rodoviário, motivo, a 
construe lo de um qnartrl 
na Barra da Tijoca. que 
seria o 23.* BataihAo 0 
Corpo de Bombeiros já Um 
o seu quartel na Barra, e 
vem prestando relevantes 
serviços a área 


Participei ontem de um 
xeiente programa na 
MO Dia. programa 
mandado pelo jornalista 
m Cunha, candidato • 
[Pulado federal pelo _ 


Mácio Accloly 


O próprio Brixola em 
1982. com tudo a favor, 
obteve 32 por cea lo doe 
votos Com o péssimo 
governo que fe*. deecum- 
pnndo todas aa promeeaaa. 
desde a da vaquinha, até 
aquela "o dinheiro está na 
cabeça do admiaiatrador". 
como é que Brixola poderia 
“dar" maia votos a Darci do 
que oe votos que ele ob- 
tove? Além do mais. 
Brixola tem uma tradiçAo 
de náo faxer o sucessor. 
Quando catava aca be ada o 
•eu mandato na Prefeitura 
de Porto Alegre, nio fet o 
sucessor. Quando eslava 
no fim do mandato de 
governador do Rio Grande 
do Sul. lançou Egid» 
Michaelaon tal sim. um 
grande candidato) e perdeu 
para Udo Mrnegheiii que 
estava com 74 anoa. Como 
i ti ganhar agora? 


PTB. Estavam convidados 
vários candidatos ao Se 
nado. o programa Um uma 
audiência muito grude, 
maa náo sei por que. aé 
com parece mo» eu e mestre 
Evandro Lins e Silva Foi u 

um programa magnifico. 1 J"; 

horas de convens com o» "" Pl 
ouvintes, com Lvandro 
com Jo*e Cunha, respon “JJ 

dendo a inúmeras pergun 
tas do» ouvinte». Üs outro» * 

candidato» ao Senado náo 
sabem o que perderam 


Náo exiaáe aaida para rrmro «entro niMs nm 

do PMDB. ond» já á atntldn a hon- bléia Leg 

Ülkacáo gritante de várina corron- aapróori 

too. Ele antá aonde pressionado de n in eR m 

todas aa maneiras com o vislumbre maioria c 

da provável vitória de Miguel tares era 

Arrasa, nome ao qual aderiu por ae coligai 

para conveniência 8# náo ae nxpoenéo 

agregar imodiaumeou. à ala do que eomqpei 

rá ficar tom coro t asm voa naa nem exp 

Imu nliiç *m mnnkMaia (1988). uv*. mm 


Afinal, náo era uma 
medida aimpiea oo ro¬ 
tineira . ora uma dociaáo 
grave, se tratava da 
primeira desvalorixaçáo do 
cmtado. oo seu primeiro • 
maior obstáculo oficial 
Como tomar uma doctnáo 
como eaaa sem consultor • 
Presidente da Repóbliea. 
ou até mesmo asm pedir 
lho autoróaçáo? Aí mal. 
vivemos num prumdeo- 
ciaUnmn fortiaoimo. no qnai 
• ProeidenU da Bepóbuca 
pode todo. 


com sérios reflexos na disputa 
estadual (1990). Em 82. Freire 

teve a sua candidatura governai 


Terexa Formenti. resolveu 

^ ^00 aliança com a 

arquiUU Sônia Uso 
depois de abomuia-la e 
chegar a pedir, tem soces 
ao n tua transferência, 
tamanho era o numero de 
reclamações que recebia 
•obre a sua duvidosa 
atuaçáo. Alguma coisa 

? udou. Teria a Dra 
erexa Formenli entrado 
na ‘onda da Sônia ou • 
Sônia foi “enquadrada 


o comando do 


Social na 


E talvei mais grave 
ainda: auxiliares do pró¬ 
prio Ministro Düaon Fu 
naro. como o ae» Chefe de 
Gabinete n n anu principal 


Cantarem • Antônio Farias, sacou # 
senador Cid e de sua falta de eo- 
trutura partidária e fet aflorar a 
aenaaçáo de que existo uma possível 
aaida. Prano á cauda dome campo 
magnótton do forças ono ao atraom. 
desperta o doputoéo Bárgáo Murilo, 
ex-candidato dorrotodo om 88, á 
Prefeitura do Rocifo. com larga 
folha do serviços proetodos na 
Câmara Federal. Os trôe. com a 
provável reeleição do CM. cono- 
tituiréo noa força partidária roo- 


Por falar em PM está se 
tornando impoaaivel • 
ampliaçáo de sua redo do 
cabinrs de segurança. A 
Secretaria Estadual de 
Policia Militar já está 
exigindo da romunMnde 

3 ue deseja se benefktor 
essa segurança, todo o 
material em duplicata, oo 
seja. duas cabina» de*s 
equipamentos de rádio 
receptor transminoer. 
quatro "Fuscas" e sea 
respectiva cqnservaçáe « 


tomar conhecimento do 
fato através de uma ea 
laçáo de rádio. Dixem que 
chegaram n pensar em 
pedir demiaaáo. mas re 
coaram por dois motivos. 


No plano eleitoral, a 
derroto de ontem quaae 
sempre 4 • vitória de boje 
ou éo amanhá. Vejam • 
exemplo das óRhnaa 
eleições para prefeitos das 
capitais. 0» vitoriosos 
etláo empossados e ad¬ 
ministrando . Quaae todos 
oo quo tiveram menos 


Unha mestra à orientaçflo e á sen- 
sfbflMide do MadoT. Quaae Mn 
guém entendeu quando o mlniotro 
foi bv tffl r a prolesenn CantarolU aa 
ma aaoooooria particular da Caos 
Civil, nora entrar om uma dinpuU 


) 18.* Batalhão da PM. 
liado na Estrada do Pau 
ff, em Jncarepaguá. 
a apenas 1 030 homena 
a cobertura de uma 


•o firmar ao rogiotro da nova 

tiluiçio. 


1 - Apelos do próprio 
Ministro do quem sáo 
amigos pessoais. 2 - Náo 
estariam querendo criar ou 
dar proporções maiores a 
uma criae. a menos de 90 


votoa (nem digo derro¬ 
tados. pola como aó pode 
existir um «leito, oe outros 
náo podem thegar também 
em primeiro lugar, ás 
vexes perdem por margem 
pequtMtofan» de votoa). 
eotáo agora disputando 
nova aleiçáx para a Cons¬ 
tituinte. e • naioria deles 
está ar».plamento eleiu 


Lei antitoxicos e 
atual 10 anos depois 


Novos riscos de 
deslizamentos 
na Serra do Mar 


laser doaçáo de igual 
proteçáo para uma 
munkfade carente. 8o 
cialiamo marrom. 


rumari 


aga e Joa da juris 
» da 24.•VA. R. Puxa 
isso com mi) homena 


LONDRINA • "Cm • »e«»eoie Man 
toda cm Londrina". durante um cengre» 
H di crimfceiegi». • M «.M87/S «Lei 
Antitóikol. dee um dapoto de u» 
danada "continua jovm *»»i»»l — mw 


SANTOS Cheveo t ré» dia» seguide» 
«m Cubatáo. o fofkfcnu para • c» 
munidade ficar tUmorixada cem o riece 
de desfixaamata» na 8«rr» do Mar. Ma» a 
ComúUto Munktpal de Defesa Civil da 
Prefeitura (Cemdec). iranquüiaa ea 
moradere». lembrando-o* da inaUlnclo 
de pluviômetro* em várioe pentes d» 
cidade. Pnr» que sei» acieoedo e akrta. 4 

preciso que aa chuva» atiniam um 
volume de 75 eiiUmetroe em mela hera. 

Aa chuvas d» uiitmo fim-de —m *»* 
náo atingiram nem 1« mlÜMtreu. nea 
tré» ponto» de cantac* de ágoa». Me- 


marcação a determinado» 
comerciante» que Mtáe 
abrindo tumidonro no 
terroso vixinho. eviundo 
queoexceaaodeeegoto 

»eja tranifendo para • via 


comunicação aos dota. 0 

episódio nio está en¬ 
cerrado de maneira al- 


i aa fértâa. o» 
‘lado» e 0» que fi- 
Itsponáçáo de Escola. 
i Administrativas, 
oficiais e caaaa de 
ade», sobra um 
naia de 800 homens 
Ferecer segurança • 
rea superior a 400 
iseo com uma po- 
> estimada em 
) habitantes Tal- 


Álvaro Vaile e Kuben 
Medina. de outros 
foram candidatos • prel 


caluaçáo. deliberadamen 
te. despejam • excetos de 
esgoto de suas casas par» 
as narietaa. e x a lando 
terrível mau cheiro. E nem 
sequer sáo incomodados 
com uma aimples ndverién 
cia. Por que será?... 


rora tentam novoa vôoa. 
em muitos Eatadoe. • 

U maior ae trava em 
irno de candidatos a 
refeito», como é o caao de 


NAo exiote nenhum 
receio de vitória do can¬ 
didato oficial ae Rio de 
Janoiro, náo há pooquiaa, 
nem pnxndn com guindas 
to. que possa levar ou 


Lúcio Akini 
Andrade no i 


UR-gente 




stguem hoje. quando a 1 tt» Aérvede 
Santa Crua fica aberto à vtotoçá» p»hHra 
durante a manhá Serão iiMm fames 
•obre as atividades da Ferçs Aéres 
Brasileira. • e ministro da Aero»autica. 
tooeate brigadetfo do ar OrUvm Julio 
Moreira Lusa almoça com o alto cama» 
do e oficiai* da ativa e da rwerva d» Ri» 
de Janeiro, na taàla (UehmraídM» da 
Força Aérea» Aiada na Baae Aérva de 
Santa Cnu o publico poderá ver a ea- 
po*içáu de aeronave» e ruuipamrotoa 
•liluAdo* pela Aeronáutica em »uaa 
mt»»Aea de rombate e ajuda a saiaea 


Academia da Força Aétee pmMnpam de da pmiferie 
almoço. Fraam Mw 

• raCDNDARlSTAS Demvte do rretáH» E4i 

prefeito Saturnino Braga publicado ça Pública, 

ontem ae Diário Oficial M aa l rt psh ds d»» executiva 4 
cria grupo de trabalh» para estadar a quatro pen 
reguTameatoçio da ká a. 521. de 2S de eem serriç» 
abril de 19n4. que cmaeode meu paa te. rue* ve 
•agem estudante' «erundanata* no* de vila Ma 
transporto» coletivoa do muairipio Brasilindia 

• CONSUMIDOR Com • objetivo de e V.la Manj 
deoce m i rahs sr oo aemee» prvatado# pelo má* O Prm 
Grupo Executivo de Prutoçto ao Cea crooogrami 


iur a I 
clubes 


êfõrtnar mais 4 Div 
portanto 100 clubes. 


oo temporal, na I 
aviáo para me le 
fora, sem poder 
embora para ena 


XXX Agora encontro OsvaMo.Mendonça, q; 
mesma lealdade e e*pmu> de !uU.n« da 
você no Senado, com meu voto XXX 



"Tt 

























































































NUCLfO (IH/CAOOMAL OA BvAl 
iÇAXV n 20 4 ■ ANOAR CIP 20010 
El 291 5 1S4 RAMAIS 14S9 * 1 7f»« 


INÍCIO DOS CURSOS 
27/10-24/11 


economia 


Inhunti «lu linprrnwi 
Mio dr Jmnrin» 

21 dr miluhn» dr I Wi 


Países pobres não aceitam 
pagar a divida com 

NOVA IORQUE A Aaaembiéla 
Geral da ONU debate »e eatre éeia 
•afocue» oposto* ao nbordy a crtoo 
dadWida nUm • o daataval* 
vtmeat© cujotrotament© !•*»•*••• 

U pelo* pâiNi »* deaeavoleimenU. 

0 Uu rtlalivameaU «odorado doa 
dobato* iuieiodoa a ««*n* »aa*ada 
ito cu— tu* diwto »*• opmkçã» 
iiTodulivol «atro a* Uooa «artea 
Udaa aoioa 12 paia«f da Ca¬ 
ra unid*d* Européia a E alad o a 
Uaidoa a oa paiaaa doradoroo 
partkuUnaoaU a Poru. Mtoko. 

Braafl • ArfoaUaa. aam «oadow 
Cuto. puo podo proatament* »ai 


Bolsa de Valores do Rio de Janeiro 


26 «ubiram. 28 cafram. quatro 
permaneceram estivei* e o»lo aio 
foram negociada*. 

No mercado to opcôes (oram 


O mercado de açdes da Bolaa do 
Valore, do Rio de Janejro operou 
ontem rm baixa de 0.9®b. U Idv 
médio «tingiu 3.M4.3S ponto*. O 
IBV de fechamento, também, 
aoresrntou bana de 1.09b. rom 
5:348.49 pontov 0 índice gorai de 
preços ifPBy» apiwntop i* em 
bahta de 0.^%, atingindo 4.439 
ponto. |)as tvii açóe» romponenlaa. 

A vista — lõte 


•ua tear do tratamento raao por 
raso preconuou soluçde* a loago 
praao. por estimar que © enteno de 
renda curta qoe hoje concede 
•olucóes ■ curto praao em troca de 
uma dtecipiia* ortodoxa. ii náo e 
lufiriette**. 

Ksta lese nAo e somente latino 
americana Uganda protestou con 
ira o ‘'enfoque draconiano dos 
credores que preacre.em os me. 
moa remédioa a diferentes países 
«pesar do fraraaao demonstrado 
pelo tratamento concebido 

0 que neeeonilamos. disse o 
delegado uganét W anura© Kibedi 


No mercado • 
•■volveram 


votame do dia aaierk 
içAh (orara ntfoetad 
e açéea. no valor de C 
ío mercado futuro da 


xwv 


negeciaçdea em matéria de divida 
Um ietorme da mereUria da ONU. 
que aerve de tom ao detou ira 
vadopela onmeira vet este ano pela 
Aaaembléta Geral. auaunu que a 
aplicação de ajuste* «terno* e de 
vtcoroaaa reforma* por paru do* 
paLm devedor a* nio "é Mifkwnie 
per si meam©" • que a idéia da e* 
reapoeaabtlidade entre devedores © 


(ímiu a mor a lona que pede um 
praao de dex ano* 

Até o momento a Aaaembleia 
Geral eaamina do*» projeto# de 
resolução diferentes um d* t Et e 
outro do Grupo do* 77. amplamentr 
inspirado pelo Peru mas consulta» 
a portas fechada» poderad conduxir 


à fuaéo doa texto* ou t concepção de 
outro suareptJvel de mt aprovado 
por consenso. 


Dólar volta a 
se fortalecer 
na Europa 

LONDRES Ae declarsr oeiern que « 
dotar baisar* wfkMUBHl*. • »r* 
Bidenie do Banco Central da AleossA* 
OndeaUl. Urk Otio Pmbl. provocou 
maediaUmesu uai alta da »eed* ao 
mercado de câmbui Os Operadores 
reagiram rapidamenu. coasideraado 
que a declaração de Poekl era. as ver 
dade. uma advertência oue implirava 
uma eventual uiterveacio do Banco 
Central alem Ao. nos mercados 

0 dólar subiu ua Europa e tombem as 
abertura de m ercado de Nova Urquo 
oade ta cotado a J .9M2 «arcoe «atra. 
1.9740 ao ultimo pregio Poekl roomdeea 
que a baua do dotar, muito r apula, pode 
criar problemas para a economia 
europeu Sua» declarações (oram feita* 
em um almoço orfanuado em iua h© 
menagem pela Câmara de romrmo 
Alem Ao de Londres pouco antes de ser 
recebido pela pnmetra ministra inflesa 
Margaret Tkateber em vmita de ror 

t# piehl qualificou lambem como 'lemeo 
táveT a GrA Breiaaba ainda nAo «er 
adendo ao sistema mooetino europeu i * 
rejeitou, no* ame nu a eventualidade de 
uma reduçAo da taxa de juroe aa Ale 
maaba Ocidental destaraado qne seu 
pais proctaa combaUr a inflaçAo • nr 
gemenlaado qoe a atividade ecoaémica 


Aumenta a produção 

Mundo 


agricola do 3 


Opep: indecisão 
faz preço do 
petróleo subir 

GENEBRA Os preços do petróleo 
subiram fortemenle ontem no merendo 
internacional à espera de que a Ot 
eaataaçAo dos Patos E«portadores de 
Petróleo. reunida peto decta^qurato dia 
em Genebra, cbe*sane * um ncerdo para 
prolongar até o fias! do ano a bmitacâo 
da producAo de petréieo Durante n 
toSa. e petréto Breat toj Uu d. 
Norte era negociado ae mercado efetivo 
europeu a 14.95 dólares par» entrega #m 
desembro. 1.10 dólar a mam qoe aetU 
tara ae fiaaJ de dia 
0 deeeje do Kuwait de obter um 
aumento de 90 md bom» d tolos «BD* 
te Banda em 900 
I obstar sio para 
. A mamna de* 
pula Nigéria, 
a» opAem a e*U 

C e Kuwait # 
propno* vAo 

_ __ »eaar das ddkui 

daét* Baaaceiras em que ae earoouam 
Fontes kuwaitiaaaa d moeram que e 
mnwtre kuwadiaao de petreleo. Ah 
Kalifa Al Sabei mantiah* suas »■«*» 
cias e «Uva em coaUio permanente 


111:111: l:U tm «a »:U 


Investimentos em aço 
sofrem redução na AL gST: 


Ações mais negociadas 


rouaibn à tarde 0 »eq« Ah nAo mudou 
de poosçAo - confirmou o mmwt« 
equatoriano Javmr Eapiaoen Terão 

A Nigéria, na prorurn d* nm com 
primtol propôs no domingo eutergar 
45 md BD» n mnm so Kuwait fl mii Bf** 
a Cabia e 40 md ao Eqondor 


(Nio catu havendo cotnçbo) 


Resumo das operações 


Maiores Baixas 


Maiores Altas 


11 .(*••* 
*!.**•» 
9.5 3«b 
?.>•* 
9.39<fe 


Vale Rio Doce OP 

Fcrtiuil PP . 

Vate Rio Doer PP 
Mendes Junior PB 
Müller PP . 


Fe* •'um PP . 

Pr robrmON . 

Petróleo Ipiranga PP 

Aceaita PP . 

lochpe PP . 


O a IE E O MERCADO JDE MJSS 






















I rtbuni da Imprrn* 
Mio de Jandni 
21 de Mutubm de 1906 


economia 


BC diz que rombo do SFH 
pode chegar a Cz$ 500 bi 


"As Minas em Debate 

Este fo< o nome do encontro de su 
tondade e empre*ario* do *etof. 
realizado em Belo Horizonte na «emana 
passada. em pramoçio conjunta daa 
Secretarias Estaduais de Minas e 
Energia e da Industria e do Comércio, 
com o apoio da Companhia Vale do R» 

Doce e diversos orgáos e empresas do 
ramo 0 seminano leve a partácipaçio do 
ministro Au relia no Chaves que revelou 
estar orientando a CVRP na dm 
aerainacéodr suaa atividades no Estado. 

A principal coucluaio dos congrets» 
las que aaatstiram a sete painets 
durante lodo o dia. foi que ha neees 
sidade de se estabelecer com urgência 
um piano nacional para o setor, com 
refraa claras e esta vem. a fim de dirimir 
oa inúmeros conflitos que vêm ocorren 
do. especiaimente na Amazônia Lem- 
braram que a atividade mineral eiige 
altos investimentos e e de maturaclo 
longa iretorno a longo prasoi. dai ser 
imprescindível haver horizontes de 
fundos para a área. 

A mais importante intervenção neste 
sentido foi do presidente do Instituto 
Brasileiro de Mineraçio ilbrami. Jaio 
Sérgio Marinho, no afirmar que pelas 
características do empreendimento 
mineral. é preciso considerar sempre 


tiramente cernòo Ja se pensou 
numa alternativa para soiurmozr 
paliam amente o problema es 
timular on mutuários em vesper» <le 
quitaçlo dr *ru imóvel a adiantar *s 
pagamentos Outra cmsa seria hem 
vinda para o BNH e para o stqfemj 
seria «►* mutuários repassarocr a 
terreiros o saldo devedor que ar na 
refinanetadoi 

A transferência do Kundo de 
Garantia de De p ô H uu e latr«- 
Imohiliartas iFGDLD que gxrsntr 
o» deposito* de poupança, em caso 
de falência de SCI e APE seria uma 
quralio meranirnte operacional a 
ser resolvida entre o Banco Central 
e BNH. assun como o Kundo de 
Assistência a Liquide* iFAL*. que 
se destina a socorrer circunstanciai* 
déficits de caixa das instituic**' 
Hoje. o BC recolhe o compuiaono 
das cadernetas de poupança «Kr 
soluçio o * I 090* em escala que vai 
ate ÍSN descontando neste tadirr s 
porcentagem recolhida ao FAL. 


cobrir o rombo" No BNH ha res 
irtçòes a mudança 

IV) lado a reestruturação do SFH. 
a dificuldade está em regulamentar 
a radernela de poupa<K* a juros 
flutuantes, jâ aprovada pelo Coa 
velho Monetário Nacional iCMN' 
Em principio, os recursos captados 
por saaa nova modalidade de cader 
neta serio aplicados no fmanctamen 
to de tmoveu para a classe de renda 
alta. que hoje gora dos mesmos 
benefícios da rlasse media 

Fmalmmte resta definir a res 
ponsabilidade de cobrir o defiril do 
rundo de Equivalência Salarial 
administrado pelo BNH destinado a 
cobrir oa recursos remanescentes do 
saldo dev edor dos mutuários ao final 
do prazo de seus respectivos con 
tratos. Como o Decreto Lei 2 .'2*6 
reajustou as prestaçóe» pela media 
«ativo#', enquanto manteve o 
mesmo tratamento para os De 
positos de Poupança ipasaivoi o 
Fundo de Equivalência ficou pra 


BRASÍLIA 0 "rombo" potencial 
do Sistema Financeiro da Habitação 
•SFH) está dificultando nâo «é a 
reestruturação do ststema. como 
lambera a transferência do controle 
daa Sociedades de Crédito Imo 
biliar» tSCIí e daa Asaortaçóes de 
Poupança e Empréstimo lArE* do 
BNH para o Banco Centra! Secundo 
o diretor de Slerrido de Capita» do 
BC. Luta Carlos Mendonça de 
Bar roa. «sae déficit esta estimado 
em Cil 500 bílbóes Mas para o BN H 
nio paaaa doa CZf120 btlbôe» 

0 Banco Central, desde a sua 
criaçio em 1964. reivindicava o 
controle daa SCI8 • APES ou cader 
nelas de poupança, por coosidersr 
que estas enlidadei sio integradas 
ao sitema financeiro tradicional e 
nio poderiam ficar de fora do con¬ 
trole. fiscalização e normalização do 
BC. Afora que esiste uma oeien 
laçáo superior para que o fato 
ocorra, o mesmo Banco Central nio 
quer assumir a responsabilidade de 


DPF aperta os 
doleiros no Rio 
Grande do Sul 

POKTO ALEGRE A Supenotendêo 
cis Regwnal da Polku Federzl destacou 
duas equipes, num total de oito agentes, 
para “vasculharem' a romerrjaluaçfc do 
dólar no mercado paralelo ibaochJ. Aa 
caaas de cimb» do Porto Alegre têm 
dde euiladaa. mas ate agora nio houve 
motive para flagrante, informou ontem a 
relaedes púbikas da superintendência, 
l.uci Menezes. Segundo ela. a Polku 
Federal vai permanecer vigilante e em 
'potiçio de observaçAe". 

Em Porto Alegre. on negocios no Mach 
continuam parndos • o que ocootece 
desde a ultima quinta leira devido A 
islervençAo da Policia Federal. De 
acordo com iaformaçées de operadores 
do mercado paralelo, 'a espertai iva é a 
de qoe aa coisas se acalmem para qoe aa 
operaçóe* recomecem". Soube se qoe o 
mercado do Mach em Sio Paulo, qoe dá a 
oríentaçAo pera as outras capita», tam 
bém esta cm compasso de espera. Na 
capRal gaúcha. o dolar esuva coudo 
ontem a Cal 25.00 para compra e Cs$ 
26.00 para venda. 


uma sorte de renArioe alternativas para 
se tentar prever e desempenho do 
projeto em diferentes situações, com 
alguns parlmrtroa tende que ser cees 
Untes" Marinho criticou o projete de lei 
federal que instam o Programa Nacional 
de Minerais Estratégicos, "pou. apesar 
de ser magnífico em seus objetivos, aio 
tem consistência interna, ao impedir n 
maioria acionam de capital estrangeiro 
na lavra de minerais, incluindo oa 
derivados, isto é. os subprodutos ou oa 
que serio beneficiados industnalmeote 
Aaaim. muitas empresas podem preferir 
o processamento da matéria-prima (ora 
do Paia No entanto, o projeto num dos 
seus par agrafos pretende estimular s 
industnaluaçAo no prépr» território 
nacional, mas eiclui esta alternativa" 


Implicados no escândalo Lutfalla 
podem ser denunciados até amanhã 

8A0 PAULO • Anteopando-so ao 
prazo estipulado pela Justiça Federal. o 
delegado do Departamento do Policia 
Federsi em Sêo Paulo. Lula Carlos 
Zubcov. encerrou oolcm o inquérito do 
Caso Lutfalla. que foi maUurodo em 18 
de fevereiro deste ano apoa espora de 
sete anos por cansa de influências 
políticas e erooêmicas do candidato ao 
governo do Estado. Paulo Maluf 0 
escândalo, que envolve dirotamente 
membros da famDia Lutfalla. »x- 
direiores s ex-acmaistas da Flacâ» e 
Tecelagem LtKisfU foi transformado 
num inquérito de S00 Mkas e oito 
volumes de dotumeoloe. com depeimen 
too do dota et (uncKMános do Banco 
Nnctoaal de Dononvoivimento Eco 
aóoneo e Social (BNDES) o três in 
tegrantes do Grupo Lntialla. 0 pro¬ 
curador ebofe de Mmisténo Publico 
Federal em SAe Paulo. Manoel Paulino 
Fflho. deverá receber até amanhã todo o 
material, quando poderá deodir pelo 
oferecimento da denuncia ao jub da 11 * 

Vara Fsderal. Sinvai Antunes de Souta. 
qoe. se aceitar, automaticamente evitara 
que prescrevam oa crimes de que sio 
acusados os parentes de Paulo Maluf 
I falsidade ideológica e estelionato» 

0 delegado federai Lu ia Carlos Zubcov 
corrigiu ontem bformnçio que presuré 
reccuUaeote. o prazo para s cooclusio 
aio terminaria em 3 ds novembro, mas 


E a geologia também 


0 34.* Congresso Brasileiro de 


Geologia. realizado na semana paaaada 
em Goiânia, demonstrou n diferença do 
posições »i is tentes entro os profissionais 
e o Ibram em vários poetes. Mesmo 
entre os òrgios representativos ds 
elssse há diverglociaa. “mas esiste uma 
convergência de posi cion amento", 
afirma o presidente da Coordeneçio 
Nacional doo Gedbgoe. (Consge). Ro 
mualdo Paes Andrade, em retaçêo à 


Malharias já 
importam fios 
do México 

PORTO ALEGRE Para fazer frente 
ao aumento do comuna, na malharias de 
Caxias do Sul e Farroupilha. *a aerra 
gaúcha, estio importando Tios do México 
o s Companhia Industrial Rh» Guabyba. 
do Porto Alegre, qoe detém 5% do 
mercado nacional de fbe. também foi 
obrigada a Importar fibra do acrílico 
(pura Fios de Inverno» da Ilába. a fim de 
poder atender, em porte, aos podidoode 
mus elisates. Mesmo esn as impor 


Sociedade Brasileira de Geologia. A SBG 
fez uma pesquisa entre oa seus 3.800 
sócios, constatando se que a maioria 
deseja manter o sub solo como pro¬ 
priedade da UniAo. como estabelece a 
atual legiulaçáo e sugeriu • comissão 
Afonso Arínos. 0 Ibram pronunciou oe 
contra, segundo o soMsnor juridko. 

Fábio Lomez. “pois nio é juoto que quem 
investe nio seja o dono do bem mlneraJ. 

A maior surpresa ds pesquisa da SBG 
relaciona se às áreas indígenas. Os 
geólogos sio favoráveis à sua abertura 
*deedo que mjam respeitados os direitos 
dos índios, quanto ao usufruto de suaa 
ríquesaa. declarando-se nulos os aluais 
direitos minerau“ Ainda no levan¬ 


tamento da SBG. pede s# considerar na 
minérios de forma diferente, “nio como 
mercadorias pela qual a demando 4 • 
único parâmetro", enquanto o Brám 
defenda a exploracào do produtoMáé 
mu cmoUmenlo. Oa sMo ria de a da SBG 
querem que Iodes es minera» tin * I úm 
Mjam cooaáderades eatr n ti ^cu n e qne o 
controle acionário Mja nacional, "embora 
esta impoeiçio Mja inoportuna nosle 
momento. po» deve mos estar de a w f d o 
com oa inveaümeeios de risco com Mm 
dência de nádeonttxaçAo". nna^m o 
presidente da Sociedade. A. Grammü. 


Antune* de Soou determinou 90 dtaa. e M BNDES o que provocou aértoe 
náo 60. para m diligências Zubcov «rejuiros cofres publico» a 

evitou fazer qualquer tipo de comentar» relagvm Lutfalla fw * iiuna de uma tri 
sobre o cano Lelfalla. limitando se áa an| u.teiada nos corredores poifckc 
declarações dos rimre depoimeatoa re económicos da Velha Republica Am 
quisitadoa pelo MPF Zubcov dmna qne vençáo do BNDES na admumtraçii 
ainda nio recebeu do t onselho de Tecelagem Lutfalla foi segundo cá 

eurança Nacmnal os autos ds lomismio UIBi principais razões quo i 

Geral de Investigações que mtlmíram os «oraram erosões na estrutura 

doí» decretes cunfincatonon da Te n &n*o financeira da empresa, levam 
rrlagrm Lutfalla e de hen» pessoa» dos A ||q 01 d*çõo Eles negaram qualç 
diretores da empresa paruripaçAo de Paulo Maluf como » 

Apesar de Sylvu Lntfalla Maluf e de mediador político económico para i 

sua irmi Vera l.utfalla Jqfet nio lerem brraçio de recursos a Tecelagem I 

sido ouvidas pela PoKcu Federal, isno falia, argumento contestado com p« 
nio lhe» aamgura proteclo contra mz lenais pelo e* assessor Jundtaa 

evêilnal denuncia da Justiça. As de BNDES W alter do Amaral 
_ _ _ «*■* ... ^ 

Falta de automóveis no mercado 

só vai diminuir no próximo ano 

BRASÍLIA A atual falta de ao- de veículos pretendem sumentar a 
lomóveis no mercado deverá diminuir a produçio em 1*7 em gumaMmd 
partir do segundo irunemre do prosimo automove» doa atua» 1 miíhio 100 
ano. aegundo previu o presidente da para 1 miljiio 150 md Ele f«i chama 

Aaaociaçio Nacional doa Fabnranies de Brasília pelo ministro para discuwn 

Vekulon Automotores t AnfavenL André participncio daa grandes industrias 
Btur. NAe porque aa montadoras pia auloanobiliaticaa na formuiaçio da fu 
nejem aumentar a produçio. maa porque política industrial do Governo 

* Cnmnlo Branco A odre Beer e 

lSÍ!^w!^aJZttES?aJl Afcm *° CyimMMtra. gretar» 

Imp oato de Renda, nu peny ana doa anoa r ,fcuUvo do Conselho de Detm 

icd " 

fevereiro. Concordaram no pnacipm de q 

André Beer informou ontem ao Minis expansio industrial tem que co» 
tro da Indústria e do C o m ér ci o . Jooe com a industria de barn PaaModo 
Hugo CaoteM Branco, qne as mon t ado r as intermediaria, para m eniio espan 


U da Aaaociaçio de Malbanaa de 
Farrõnpãha. Leone l BaetniL 
Segundo Bortalí. a fnka do matóri* 
prima é decorrente da reduçlo de en 


íregaa por parte da Rhodta. 0 presidente 
da Rio Guahyba. Wolf Gmenberu. um 
bém m referiu ao meumo proWama 
Afirmou elo que a Rbodia e Finíba 
IBahia), deado 1975. nio aumentam a ms 
capacidade instalada, que permanecn em 


Policia Federal e 
Sunab proc uram bo is 

ORTO ALEGRE A partir de hqje e 

i tempo qoe for necessário, uma M L * J «... 


para 3b toneladas. 1 mês. obrigando á 
Uportjçio de Obra. A Rio Guahyba já 
lochon negócio com a UiÜa para a impor 
laçáo do 900 ton el adas do fibra de 
arrtUco. cuja primeira romenas de 100 
toneladas será entregue ao finai deste 
mês. Esta importação será suficiente 


molda, visitará aproximadamente 10 
Municípios, onde estio oa rebanhos doo 
12 maiores pecuaristas do Estado, entro 
oa quaia o do fazendeiro e patrono do 
Grêmio Porto AkgrenM. Fernando 
Kroeff. 

Os membros da comitiva, da qual 
faiem parte repreMatantoa da Polida 
Federaíe do InstHuto de Carnes do Rio 
Grande do Sul. alegam quo a viagem 
destina m a "uma complomonUçln do 
dadou, atondeodo a ilalarmiuacin su¬ 
perior da Sunab". nu, eortametU. oèee 
verificarão "In loco' 


mdado de unportar outras 300 tooelsdaa 
do Japêo. A importação do fibra sairá 
maio cara paru a empresa, asas "é 
preferível arear cem a difervaça a maa 
ter a ociosidade", observou Grueoberg. 


noiògtcas programadas para oa prUxmaoa 
anos SÓ estio a ratidade repaanará as 
informações para o Governo, a hm de 
discutir em ronjuato o Ptane lndpa|rt«i 
para o setor automohdislKo Beer 
adiantou que nio ha aenhuma grande 
inovtçAo lecnoiogKz ronjunu pcevwU 
para oa carros brasileiros nos próximos 


Sal de cozinha 
também começa 
a faltar 

BELO HORIZONTE O presidente da 
Aaaociaçio Mineira de Supermercados 
fAMIBi. Lary Nogueira, ct»firmou 
ontem o irregular abastecimento de tal 


UDR no Supremo contra confiscos 

BELO HORIZONTE - A União Do- Dias, do 8âe Paulo, precisou adiar p 
merrátka Rurabata IUDRI iagreoaará bojo. tendo em vMa • a i r saaá d ada 
boio ne 6upremo Tribunal Federal ultimar n pr a c ama com a aaesaçâa 

Í8TF). em BraaOia. com mandado ju- maia d oc umen tes 


^ ^ BAHCO CENTRAL DO 
"Lr’ OFENTA PÚBLICA Dff 1 

LETRAS DO BANCO CENTRAL 


também na Refilo Metropolitan* de 
Belo Horizonte, onde alguns et 
lâbolocimentoo. como CB e Merci. ja 
estio limitando aa vendes a três quilos 
per peaaoa. “com a aMunçie tendondo a 
m agravar". 

Dmao qoe três letorveestpo tadunndo 
à taka de sal do mercado, aendo o prtn 
cipnJ deles o problema do frota: como o 
aal é considerado produto corrosivo o bi 
exceeoo de cargas em geral, aa transpor 
ledoTM estio preferindo oolras mor 
cadoriaa. que nio cauaam danos aao 
caminhões o. cm alguns cano*, até re- 

Oa outros doía motivos aprooentedoa 
por eie para a cacasMZ do produto sio na 


contratado para Unte. Ciro Céaar Pena 24 meses. 

Abates ultrapassam 19 mil cabeças 


Dt ARtPAtil \ Fntrc " hlhnrj.c 12' rj 
ronitm» i cvvjuciru. Anilo Fernando. Ter 
I onwvz c Dc^adimic ClodoDcUo Marque» I 
m»*nm c ( açambe. 

DIA 24 DF oi Tl HRO n| \ | \ I t |K \ 

(Jl FIMADOS 1 nir* 9 c |Oh. »n- fgj- 

lu.izclariutVtapiii. btiaüa> líc S*i>' j 
c da PcJrri »4 Ti«>Santana 
VOLT4 REDONDA -* Entre 0':hi e II *< - 
Saniv Agoviinho ènire 12 c I" hotn». tki.n S. 
B 4RR4 M \NH4 Fntrc 8 c 12 hora*. F»nç.i 
fa. Rua* Nilo Pcçenha. Sanio* Dum. D» K 
loçtqno Ri-Jnguo^ Projõáda c Mociwuh ■ I u* 
'futre 12 c lh t«> hora». Rua* llctcm* de I »ciia* < 
\ Nogueira — i»*' Bairro San:a liara 
MK.t F.l P» RI IR 4 I mrc (Ú:jo e 11 boca 
t uprdi». 

r\II IM» 4IFI.RI.S - tnn. ja.V»c llhwa 
t oMavinl; Rua* t jmiuu < lj*o 
Imrc 1 1 r )* htuu». ( entra 

RN» l»4H FIORfs | nm •» «Bell •*»»»<* 
Santa R.-a 

à mrc 12: R* e ló t arada» d«* liiitrsil. 

Faz rnníwá» de Ho«»o 


rua» lc 


In Agricultura ou 


mus reflexos 


apresentam um ereueimeute. m gordee. 

Sindicato quer mais importações 

CURITIBA 0 Sindicato Rural ds •£*» 2500 • w4 * e “ 

MtHafi ns norte ds Paraná, oati en MiCilS.M. 

niii Ti ahaalirÚBTSlT J - 4nBindirnáe. mentrnqne endnbsi 

srssrsrnsrJ:*! 


Acontece 

I o SAFRA O Brasil poa 
na safra 88.87» 80 mdl 


006/DA/ASG/M 


AVISO DE UCITAÇAO 

^NfgATAÇAO DE SERVIÇO DE TRANS- 

RODOVIÁRIO DE CARGAS IN TERES 


A TELECOMl NICACÔEÍ DO RK) DE JANEIRO SrA 
TELERJ tema pudico pars .r ial gri mmi g 


LEIA A 
TRIBUNA 


forZZ L SWTi “a ÜÜS' 4 ’ 

Jaç *rt RJ . 

t '♦ interessado» poderá» adquinr o Edalei da Liaiarréar i 

Sm 2 

boroa de «rgunda a msu feira, mediaste o pag a rn e n a ndaCm 

50,0(1 rtsqueeta rmzedo» 

Rio de Janeiro. 1.1 de outubro de IW8 

COMISSÃO DE LICITAÇÃO 


CONSILTE 
NOSSA TABELA 

Telefone» 

221-56S0 

221-5524 

252-9975 


IMPRESSÃO 
EM OFF-SET 

JORNAIS 

1 ablòède — Sfandard 


expan»ór» de arva» r»tio dv acordo 
cocn oa objetivo» e»t»hr»eeidm n»» 
Plano de Meta* Affrú-uU.% Sendo 
»>»im o arroa devera ter um atinro • 
to de area na ordem de 7% e o Irué© 

































































_ internaciy» 

Manágua obtém planos 
de ação dos ‘contras’ 


I nhtinu da Imprensa 
Hm d« lunein» 

II dr nutuhrn dr l*MM» 


admitiram rootudo gu* ff and* parte 
da» prova* e apena» circunstancial náo 
•ef vindo para w* e*ubelecer lormalmea 
lr quem finaaciuu e «rçaauon * ^ dr 
fornecimento* »«u me***'* para afirmar 
ijur o («irnui H4»ru ammcaoo <fe*ru« 
pnu »uâ nropru lr» 

Fica riam dr qoaiquer maneira quo 
a)«run« doa Homen* mai* imporianie* da 
rede dr abastecimento prt* «orno» «*»• 
Ml ligado* A UI A r que a* operaçOr 
eram d« MfclMMfUi dr wilio* aliciam 

dr VI i.Mnfl.Ki O vare prewdonle 

Uffirfr Bud r o rmbaiaadne d«** Kl A 
rro ^Siltulitr Ed»in Uoer «-«tiveram 
reonid*** r *»»w uai do* lidere* da 
<»per*<An Ma* ti —w um ruhano nor te 
amerwan*» r* agente da Cia 1H regta 
iro* dr bordo mmiriM também que o co 
piloto VtaUare Klarne Sao»ef morta na 
queda do C I 21 **«*u a d dr feveretr» dr 
Rirfcmood. na \ irftnia para uma baae 
militar m Sr* ada prouma a uma aona 
dr prova* ourleare* r a *eguif para a 
ba«r militar dr Mct leilão rm Sarramrn 
to. UaJlférata <egund« fuortonam** 
nir aracurr.se* outro* dgranwauo dr 
voo mostram a utiluacAo a» ai*o pa» 
%ado da* Kaar* dr Kobbin* na i.rorgia 
H<mM >rlt Road* rm Porto K«r.» r dr 
i.uantanamo rm Uuba Mostram ainda 
uur 'vaojrr fri Jú »Ao* para Angola rm 
[birmlirn O* Kstadu* Unido* também 
ap«>um o* mrrrrnano» qoe procuram 
drrrubar o governo ang<»lano f 

rra piloto da Southern Air 


MANALUA Ke«»tro»dr *«»• ' ,ma 

tfrr d* outro* ducummio* encontrad*** 
no* deatroço* do s*iAo dr carga Cl«3 
doa K«tadm I nido* derrubado dia ü na 
Niraragua prrmitifam ao govern» U»ral 
tomar conhecimento rm drtalhr* dr uma 
arrtr dr imuin *rrrru* dr aba* 
tmmento ao* guerrilheiro* «-ostra 
rrvoluoonanot o* contra* drarn*i*l 
* tdaa com a cooperaçAo prlo »**«• 
tacrta dr funcionário* governamental* 
norte amrrtrano* 

O» dorumrnto* ronlém dad*w aobrr 
mais dr 12 operaçbe» dr transferência dr 
armai * provmdr* para on c«»otra* a 
partir dr baara arrraa nortr amem ana* 
tocaia ada» rm Kl Saltador Honduras r 
lambrm rm Guanlaaamo Cuba Tudaa 
eaaas oprraçdr* foram rraiuada* no ano 
paaaado. muito embora ’.ai» forne* imen 
toa trnham tido proibido* prk» Uoogre* 
ao nortr americano rm IIN 

A proiÒK*® vigorou atr aabado pa* 
aodo. quando o prr*idrnir Konakl 
Roaf an aprovou projeto estabelecendo o 
pronaefuimroto da ajuda ao* mrr 
cenário*. qur Ha cinco ano* trotam prla 
força, drntituir o fo*»rnodr Managua 

Ni qurda do aviio morreram doo 
nortr americano* e um latino americano 
• • quarto membro da tripulação Eu 
•ene Haaenfu*. lo» capturado apoa valiar 
dr pára qurdaa lnirrrogadn vir contou 
qur. na operaçáo na qual mtava rnvol 
vido dirigida por cubanos naturaiuadoa 
norte amenc anoa qur trabalham para a 
O? eram utiliaado. cinco aparrlHo. 
aemrlbaiura 

0 matmal encontrado no* dratroço* 
inclui rodigoa dr comunicar Ao rouiro* 
dr vòon • roUeòr. dr pmtaa dr pouao 
utiluivet* r« El Salvador Hondura* • 

Coota Rira 

Functonano* mcaraguenw* qur p« r 
rnquanto *o librraram para a imprrn*a 
parte do* documento* encontrado*. 

Mercenário dos EUA é julgado 

láASAÜl A Um clima de frande Ao «er capturado no ultimo dia * naa 

•iiMcúiivi rema* a oniem cm Miaifui inoapita* *rl*a» de Tule. no *udr*ie 

7«^i.rtÍ^"uír C «ar^«o. H^lu. ^ frande 

Hanrnfu* 45 ano*, o norte americano rtprnrm ia em ptra quediamo 

W. a.... U «i»u (W> sudeste carregava um dorumenio da íorça 


Saojrer 


Traaaport. uma *-mprc*a ligada a i IA. e 
no corrente ano real irou cerca dr t *«k*a 
de ahavtrcunrnto a partir da boae 
militar de llopango cm F.l Salvador e de 
Aguacatr. construída pelo* h*tedo# 
I nido* cm Hondura* Sc*ta ultima • 
qur *egundo a imprensa eiialem 
grande* campo* de treinamento* 
mercenário* contra revolucionário* 


ida d independência de Moçambique e dm Afticm 


Samora Machel morre em 
acidente aéreo misterioso 


o otetante e*ta grande perda dr 
moa Machel". acrescentou 
Soares clnaaiíicou ainda o falecido 
rsidentc como "um amigo de Portugal 
Dm homem que *oube ultrapaaaar 

S os ress»alimentoacriadoa durante 
rio» ano* de guerra" 

_, Roma. o primeiro ministro italiano 


económicas • uma rebelião por 
guerrilheiro# apoiados pelo regime 
sul africano. 

Machel era apenas um enfermeiro 

3 uando se juntou à luta pela in- 
ependêncta contra aa força» 
coloniais de Portugal em 1961. 
ajudando a criar a frente para a 
Libertação de Moçambique 
iFretimol. Foi treinado aa guerra de 
guerrilha na Argélia e. em 1968. 
tornou-se o comandante-chefe daa 
forças da Frelimo. para enfrentar oa 
40 mil soldados mandados por 
Portugal para tua colónia, em 1973. 
numa tentativa de conter a re- 
voiuçlo. 

Maa com a substituiçAo do re¬ 
gime. em Portugal, por militares de 
esquerda, em 1974. Lisboa decidiu 
prescindir de suas colônias e. no ano 
seguinte. Moçambique obteve sua 
independência e Machel tornou ae 
aeu primeiro presidente. 

Como primeiro líder do novo pais. 
Machel proclamou um regime 
marxista que logo começou s enfren 
lar a insurgência da direita, apoiada 
pelo governo branco da entlo Ro¬ 
désia. atualmente Zimbabue. aob o 
regime negro de Roberto Mu gabe. 

Repórter em Miputo disseram 
que a morte de Machel nôo havia 
sido anunciada ao paia pelo meaos 
até àa 13h30m de ontem, maia de 
uma hora após Ur sido anunciado 
em Pretória. 0 aeroporto etUva 
fechado maa aa ruaa estavam «al¬ 
mas. aem quaiourr atividade di- 
ferenU da normal. 

Um repórter da agência estatal 
AIM disse qae "todoa estio muito 
trisU. maa ainda alo sabemos com 
certesa ae foi o aviio do preaidenU 
que caiu ou ae ele eeU entre oa 
sobreviventes". 

Segundo a agência. Machel de¬ 
veria Ur r a grassa d o domingo de 
Luaaca. onde manUve. duranU^o 

der *a da > z!mbiâ • do Zaire aebre a 
redoçflo da dependência êea eeus 
paieea com relaçio à África do Sul. 


Algumas das vitimas foram le- 

S adas para um poato médico perto 
e Nelapruit. 325 quilômetro# a 
leste de Johannesburgo. 

Diplomatas em Prelória disseram 
mais tarde que fortm informados 
por funcionários sul-africanos de 
que 11 sobreviventes foram encon¬ 
trados no local do acidente, em uma 
drtisa floresta a certa de um 
Quilómetro da froauira moçam 
bicana. 

0 preaidenU sul-africano Pieur 
Bolha, na primeira confirmação 
oficial de que Machel havia morrido 
no acidenu. afirmou oue eslava 
profundamenie chocado co® 0 
falecimento do presidente Machel . 

“Apesar das diferenças que pos 
sam Ur existido, meu governo e eu 
tinhamos grande respeito por ele 
como Ifaler e como pessoa. A Afnca 

E rdeu um grande líder", declarou 

ithu. 

Samora Machel. que susUntou 
uma guerra de guerrilha contra a 
dominação portuguesa, durante dex 
anos. levou seu paia à independência 
em 1975. e se tornou seu primeiro 
preaidenU. 

Nascido a 29 de seumbro de 1933. 
num vilarejo pobre da regiêo sul de 
Moçambique. Machel manUve. 
duranU aeu governo, a imagem 
carismática de um líder 
guerrilheiro, próximo de aeu povo. 
sempre com o uniforme de combate 
e professando seu eatdo próprio de 
marxismo. E eaaa marxismo à La 
Machel" incluía relações com a 
China e a Uaiio Soviética, ao mesmo 
tempo em que buscava um» 
aproximação com os Estado# Unido# 
e com s AfrieadoSul. 


no* E»tadoa Un ido* da» rvvrli 

pnaianeíro. qur ÔMP^ar •"2 


ijCjOverno francês 
! expulsa mais 
101 africanos 

PARIS A deckaio da França de 
» pulsar. *em a inlrrvençAo da Juatiça- 
i i um vio rsprcialmenir frrtado prla* 
I toridadea. 101 malinrars rm «ituaçAo 
I egular". provocou uma onda dr 
pêotr«toa r dúvidas no proprio govrmo 
d ' primeiro minulro Jacqur* Chirac. 
E ila rxpulsio rm masaa. fsvorrckla por 
J wi lri adotada rm «rlembro paaaado. 
que permiU a polkia levar à fronieira oa 
estrangeiro* em tttuacio irregular wm a 
intervenção da Justiça. ♦ • e *" 


Ha Ag#nela Centr f"ér »>pi u wig»m 

iCTAl Alem dmtn 

americano permitiu a Managua psSer 
demonalrar a partripaçU “direta daa 
Estado* Unido» aa «aagrrnta batalha 
mrariguensr qur já dara • #f«e r 
provocou prlo meara 90 mil morto* • 
dou bilhdes dr doUrr* rm prvjutaea 


tanto S humtr 1! t » fano /Vrr» <C ) xotaram peio noxo foeertm 


Direito* Humaaoa. Oaude 
iZSWrt. emitiu impbciUmrntr al- 
rumaareaervaa. «limando qur seria 


que rata espetacular rxpui 
possibilitado dar a impreaaAo 
•aça ar dedica iraça aos 
ta. Entrei rm contato com o 
do Interior para qur. ar no 
Ter uma nova operaçAo deaar 
ie sojaromumeada". aerraern 


lhe inieraaooaaJmentr autoodadr morai 
para denunciar aa * toiaçéea do acordo 
Apesar diaao. a situaçAo politico 
económica do paia foi sr deteriorando 
conatan temente r o# auc«ao* da 
guerrilha foram gvnrraluados. mau por 
incapactdadr do Eaemto moçambuano 
do qur propriamente por eficaria da 

“•a-r. a unira figura mconteaiada 
rm Moçambique, inrinaivr para m rebei 
de* que admitiam rm coaveraaçée* 
tnpartites. efetuada* na Afnca do Sul. a 
rontinuaçAo da aua preaidêncu ainda que 
proviaòrta 

Po lado da Renamo a wtuaçAo tam 
bem nAo r pacifica e ha poucas «emaaaa 
aaautiu *e A uma depuraçAo de alguna 
do* *eo* dingrntr* tradmonam. ramo 
I*o Femande» 

A falta dr estrutura do Kaerciio 
moçimbKano e total devido a falta de 
aba ater unrnto de todo* o* gênero* 
Soldados faminto* da > Frrl mo > tem 
pilhado vilarejo* com requinte* dr 
*ei vajerta idêntKo* ao* uaado* peio» 
rr'*eldr* que virim reforçado o *ru 
pc<der ofensivo no* ultimo* tempo» 

O nai* decretou ha uma *etnana uma 
moOiiuaçAo ferai na rxpectati** de um 
ataque maciço do* rebelde* qur naturri 
mente nAo * lo perder r*ta oportunidade 
i|ur *e apresenta devido a ronfuaAo que 
«eguramente remara apesar do* • ler ta» 
rm c«*ntrano iÀ ontem lançado* por 
Marcelmo do* Santo* ao* mnfolooe* da 
Radio M acionai 


Noa jornais dr ontem sr ohnrrva uma 
dignação quaae errai com relaçio a m 
lida. Lr Matta isnctaltaUl M l 
ateria aaaim "BmtaJ «pulado de 101 
almesM em situaçio irrugular . rn 
santo que o Ühnr ntta n irsquerda ta 
tprgtaeniri. afirma ironicamentr 
WT- lamako. primeiro charter da 
iMPtaSana”. «fa r tada at ao miaut« do 


- MPo Lr guoudwn dr farta, embora 
favorávnf a muoru dr d ire Ha "rsulr 
—ir i pouca floria em demonstrar uma 
pHtaíaiir firmera com súditos de um 
têm nada qur dar A França. 


, JbfÕy dr**a ofensiva. Pasqua per 
JKMTV inrdutivrl 

, JLlta • a Iri Dr** *rr aplnada para 
lodos .4ia>r Fsnnonanosdo M>ni*trr»o 
dq anunciaram que *erao to 

hvpga* tíredida* *e»e'haBte» contra 
thfrox estrangeiro* rm vtuaçd trro 
guiar' 




I tihwna da Wnpr* n<« 
Ri.» dc Jancin» 
21 «Sr oNiHhn* d» l’»** 


esporte 


Os campeões em açao 


A bola rola na Europa. Ao 
todo, amanhã, são 32 jogos 


peões europeus. e outra atraçio 
está reservods ps£i Madri, oode 
Real Madrid. da Espanha, atuai 
lidrr do campeonato ao lado do 
Barcelona, jofa com o Juventos, 
também primeiro colocado na 
s-rr. -éaotaqoc O 


O Dínamo de Kiev. camoeio 
do torneio de Amsterdã deooU 
de uma roteada de 6 a 0 no 
Botaíofo. enfrenta amanhã etn 
Glas«ow o Cottfc. campeio 
•seocêa. em um doa jogo» pelas 
oitivas-de-final da Copa doe 
Campeies. Mais sele partidas 
estio p roer amadas pela com¬ 
petição. amanhã, entre os cam- 


R&IK&VBa 

Mais 24 partidas estio 
marcadas para amanhi. pelos 

Copa dos Campeões 

Oitavas de final 


Reai Maònd (Espanha) * Juventus (Itália) 
Vitkovice (Tchecos) x Porto (Portugal) 
Rosemborg (Noruega) * Estrela Vermçi^a (lugos > 
Bayern (Alemanha Oc ) x Viena (Austna) 
Andenecht (Holanda) * Steaua iRomèniai 
Ceitic (Escóoa) x Dínamo Kiev (URSS) 

B ondby (Dinamarca) x Dínamo Berlim (Alemanha ( t ) 
Besiktas (Turquia) x Apoei Nicôsia (Chipre) 


Rapid Viena (Austna) x Lokomotiv Leipzig Aiemanna u 
Zaragoza (Espanha) x Wrexham (Gales) 
Vitocha (Buigána) x Veiez Mostar (lugos) 
Torpedo Moscou (URSS) x Stutigart (Alemanha Oc ) 
Katowice (Polônia) x S»on (Suíça) 

Benfica (Portugal) x Girondms Bordeau* iFrança) 
Nenton Tirana (Albàn.a) x Maimoe (Suécia) 

Aiax (Holanda) x Oiympiakos (Grécia) 


Copa da UEFA 

16? de finnl 

Gronmgem (Holanda) x Neuchatei (Suíça) 
Beverem (Bélgica) x Atlético de Bilbao (Espanha) 
Giasgow Rangers (Escócia) x Boavista (Portugal) 
Lodz (Polónia) x Bayern Verdmgen (Alemanha Oc ) 
Legia de Varsóvia (Polônia) x Intemazionaie (Itália) 
Vitória (Portugal) x Atléticode Madri (Espanha) 
Borussia (Alemanha Oc ) x Feyemood (Holanda) 
Studentesc (Roménia) x La Gantoise (Bélgica) 
Tonno (ttaiia) x Raba Eto (Hungria) 

Dukla (Tchecos ) x Bayern Leverkussen (Alemanha Oc ) 
Barcelona (Espanha) x Sporting (Portugal) 

Hajduk Split (lugos ) x Trakia Plovdiv (Tchecos ) 

Ti rol (Áustria) x Standard L«ége (Bélgica) 
Gotemburgo (Suèc.a) x BrademburgojA emanha Qf ) 


O capitão Demjanenko (erguendo o troféu de campeào do torneio 


da Holanda) è um dos trunfos do Hinamo 


Santos tem Dino de volta. 
E Serginho já pode treinar 


Quina da Loto 
sai para oito 
apostadores 

Oito iposUdore» cmguirim «ertâr 
a quina do Concnmo-364 da LoU. 1 Cada 
um recebera a «oma d# Cif 1-4M.SM.06. 
ja descontando o lmpotto de R«»da. A 
quina aaiu para oa aefutnte» E«»d« 


E hoje a abertura 
da Feira do Esporte 


Tudo sobre o esporte será 
discutido no Brssilsport -1 Feirs 
Internscionsl de Esporte e 
Ltxer • que come** hoje no 
Riocentro. A Feirs vti ntá o dU 
26 e tem como principsl objetivo 
incentivar o esporte profissional 
• amador do paia. Painéia. con¬ 
gressos. cursos, desfiles, shows 
e apresentações especiais de luta 
marcial e capoeira estio in¬ 
cluídos nas atrações que o Brasil 
sport promete. Psrs s inau¬ 
guração. às 14h. slo presenças 
confirmadas: o ministro da 
Educação. Jorge Bornhauaen. o 
Secretário de Educaçio Física e 
Desportos. Bruno Silveira, o 
presidente do Conselho Nacional 
de Desportos (CND). Manoel 
Tubino. o presidente da Con¬ 
federação Brasileira de Futebol 
(CBFl. Octávio Pinto Gui- 
maries. e o Presidente da 
Confederação Bratileira de Vôlei 
(CBV). Carlos Arthur Nusman. 

0 alvo fundamental da Feira * 
discutir e criar condições par* o 
deeenvolvimento do esporte 
amador no Brasil, mas o* temas 
slo amplos. Ao todo sio 28 
palestras que abordarão desde a 
formaçlo. a saúde, paaaando 
pela constituinte, informática e s 
empresa no esporte, até a sua 
atuação nos portadores de 
deficiências físicas. Entre os 
conferencistas estio Bernard. 
Nuzman. Márcio Braga. Bebeto 
de Freitas e Eduardo Portella. 0 
ciclo de palestras sera aberto 
amanhi. às 9h. com o tema 
Esporte e Performance e tem 
participaçáo gratuita 


SAO PAULO O artilheiro Dmo 
«lho» roforco pnra o timo 4o Santo» qoo 
ifrouii a PonU Prota no « ábad o Eto 
imprtu aospomOo por Ur «4o oipotoo 
I aomana pasaada ♦ já mU 
ròM do ronporocor. A ootrn boo no- 
toado é • rocspomqio 4o cenMvaoU 


Bahia. • Chieâo. 4a PooU Prota. dmdlo 
lo a Urcotra c oU ra cho 

No gorai, a rodada 4o alta» ta 4o 
waai ato lo. «ado haapara oa ar 
tdhoiroa. AU snm Uemémk». éa 
Palaotraa. aSa «artoo to Ptauira» 
oapatoo laOifnoa PooU Plrto). 
■o rooüoaa aa frtoU doa emmrtmâm 
da Chotoira 4o Omro. ttm 12 «ato. _ 


Copa Brasil já arrecadou 
80 milhões em 397 jogos 

-afectessi SEJrtAs; 

blemu d. fompeiK*»-* ?T , . l ÍSf < } L .- b £?V- d 4l C * ‘"Forii « 

188 pagantes por jogo. 14 .1W.647.00 com 557.201 mediade2 07-esSloF 

> dobro da médU gera). ^.é (aA* torcedores tem o ataque maia posil 

jogos realizado», o 4lT.S48.44 e 16.388 torcedores ff^fJ||Si3SiàaÍp! 

>nalo Brasileiro rendeu por partida I.JK # ô lider dos go 


Par a na. 12. Brnaflto. •; Goida. * B» 
tirando do Sol. S; Mau liroaao. •;.Pará. 
S A matosa». 4. Mato Groaao do Sal. 4: 
Paraíba. 4 Esptr.u Santo. 3; Santa 
Catarma. S; PiaoL 2. Maraahéo. t; 
Pernambuco 1: o Sergipe, I. 

0 T**te »2n da Loteria Eaoortiva um 
apenas um jogo programado para aa 
hado Siatoft » Pont» Prota n * 2 pela 
segundâ fase 4a t opa BraaU t>» domai* 
rn prtaripN». serao disputados no domm 

go romdestaqoe ptfâdm* grandes 

rlatori» mirmtduii» t.romw « 
Fhimmensr. n I. « AlWtoo Miaeir* » 
Inurnatumal RS a* 11 A* a*«*ta. 
terminam v*ti qmnta letra. a* — 
hora* 


A maior renda continua com o 
>go Bahia 3 x Santos 0, na 
onte Nova. pela Pnmeirafaae. 
i$ 1.9O5 OW.00. com 93 455 
agantes. o melhor publico ate 
gora 0 pior foi registrado na 
•artida Desportiva 3 * Confian 
a 0. em Vitória, quando apenas 
8 pessoas pagaram ingresso» e 


MrdsrttTSig 

(Ponte Preta» e Cláudio Adio 
i Bahia com 9 gols cada. Com a 
derrota do Criciúma para o 
Vasco »2 a 0». agora apenas três 

clubes se mantém invictos: Sio 
Paulo. Atlético MG e Bahia 





A mesa foi 
virada de 
vez: são 
36 na Copa 


tug-jes* d<* Detporu». inier -JíW- r . , * ««JSÍ'• jftj 

narwnal RS. flahia. C.uarao». later ^ , * * fc J ^^5), 

irê? que votaram í*!» manulençA° f f Y^‘ - ^ t W® 1 '- '' 

doa 33. coroo rxjfvlo p*l« CND. L I ‘* 

foram Slo PonU • 

Corínúana. 

0 presideate d. ABCF. Rob.ru Lopes vai manter Orlei no banco contra o Vitória. Já 4ssb continuo ,e recuperando da operação no joelho direito 

PáuMiM. informou m • AmocUcJo 

dcrHliü dar 60 presidente d* > BK. 

OctãvK-) P-.mo Gu.marie». o tsUiloda 
hercemenio. por ler sido e> púnico 
premdrnlc 2 eslibelocer o perm.lu 

o.-lcSatr entre » rntkJad* « o« riube» 

brA-V.ie-ros A catrefi do Utuio serà 
na sexta írts-a. n» »càc d* CBI- ia 17 
hora.™ t. a noite. no ReaUurant* 

Kio .v haverá um banquete em 
homenagem ao tíraciado 

0* novos clubes, mclukloa no 
Campeonato inclusive o Joinville. 

i>or delerminaçâo do CND foram 


0 Campeonato BraaíWiro de 
Futebol será jofado por 36 clubja. A 
proposta, apresentada pela ABCr. 
por escrito, ao presidente da CBF. 
foi levada à reuntlo da diretoria e 
aprovada. Ela implica, ainda, em 
alterar 0 número de elaaailieadoe 
para as quarta-de-final • de dois 
clubes por grupo, para quatro. Além 
disso, houve mudança* no numero 
de participantes para 0 próximo 
Campeonato, de 24 para 28. A 
proposta da Aasociaçfto Brasileira 
doe Clubes de Futebol acabou 
aprovada por maioria: 13 votoa para 
a fórmula de 36 clubes; 8 para a de 
82 dobes e trés pela de 33 clubes. 

Os elubes cariocas, em número de 
aeis. votaram pela fórmula dos 96 
clubes. Essa proposta havia sido 
aprovada, há cerca de 10 dias. na 
reoniio dos clubes, por esmagadora 
a maioria. 0 autor foi Castor de 
Andrade, do Bangu. A CBF nlo a 
aceitou. 0 Grémio ameaçou ir para a 
Justiça, na ocaaiio, se 0 número de 
32 participantes fosse alterado. 

Os membros da ABCF reuniram- 


Para o joio de quinta feir. Antóoio 
Lopes jâ poderá coour com •> me» 
campo Jaadhr. que firo* de foca de* dota 
ulUmoa compromiaao* do Flumiaenae 
por estar rumpnodo ausprnaio Apesar 
da boa aluaçio de Fdaoo Sousa no Fie 
Flu de domingo paaaado. o imaeder 
optou por tua aaida l»pe« adiantou que 
Delei coauauara no banco ,a qor atada 
rAo esta aa plenitude da forma O jo 
gador no entanto acha que ja pode 
jogar oa 90 miauioa 

Ja me sinto em rondiçòe» de jogsr um 
partida ia tetra. Ma» quem recaia o ume ♦ 
o técnico e acho que ele eeia agindo com 
justiça, uma vei que e time vem jogando 
bem e reta na Iderança do erupo 

António Lopee ainda reta esperaodo a 
rrcuperaçio de Waahmgtoo para decidir 


ça ao grupo que teuho lascado em campo 
t. aé com o paaaar do tempo vassoa 
corrigir oe dafritoa explicou Lasarooi. 
Sobre aa declaraçdes de Babato. que 
dtaae que o time relaxou por ter-oe 
claaatítcado em primeiro no aeu grupo aa 
primeira faae da Copa Braail. o treinador 

rui um tem o direito de dixer o que 
acha. Se ele acredita que a Uma relaxou. 


que ocupe e primeiro lugar do Grupo J. 
com d usa vitónaa • um empate, agora o 
clube foi booo ftri adc pelo regulamento 
do campeonato A partida daato quarta 
feira, cootra 0 Vitória, que aena reali 
todo aa FooU Noea. foi traiuferida para 
quinta loira. no Maracaai 

Ne eslaate. sle ocorreu apemaa a 
tnvrrUo do maado de campa. • uai 

■arrda. per paru da VBdria. de diretto de 

jagar em caea. Toda aaU coohuSo deve 
•e ao fato de e Vitdria ter eide ptMUaado 

peia CBF em vrtude da bnga oeomd» 

se jogo estre a equipe baiosa e a CSA de 

A ^huTocaaáóo. e tdceaco Abel e e laural 
Lula Carioca agrediram o árbitro apto o 
término da partida. Coeso multa, a CBF 
determinou que o Vitória perdona a 
mando de campo ao primeiro jogo que 
fiaeaae em ema pela aegusda faae Por 
obra do acaaa. o primeiro jogo coincidiu 
em ser cialamoeU cootra a Fluminense. 


Colam bus. na Geórgia. Será em uma 
clinica em Birmiafhna. no Abfcaa*. e o 
jogador irá acompanhado pelo doutor 
Gmwppe Taranto. Deoeadendo do 
resultado da operacóo. AóUofkará corra 
de 40 dUa parado, sò taaende traumenio 
para voltar a campo. 

- Nlo me importa qnaato tempo terei 
de ficar iaativo - diaae Adflio 0 que me 
iatereaaa i que. depois de coatornado o 
prabhma voltarei ao futebol iauiro 0 
que quere ó terminar de vrs com eaae 
problema ao joelbo. 

Es ire tanto, nlo ó nó a ausência do 

AdQm e Zko qea ssiá preocupando 


quatro grupoe d a seguinte. 

Grupo I - Joinville. Slo Paulo. 
Santos. Palmeiras. Bangu. 
América. Troas. Botafogo e Poste 
Preta. 

Grupo J • Flameogo. Guarani. 
Vitória. Fluminense. Grémio.. 
Atlético GO. Central. Goiás t Santa 
Cru. 

Grupo K: Bahia. Portuguesa, Sport. 
Atldtfae-PR, Craseiro. CSA. I*Ur 


ae pela manhft. na aede náutica do 
Vasco, na Lagoa. Dessa reuniio saiu 
a proposta entregue ao presidente 
da CBF. submetida à diretoria e. 
depois de aprovada, apresentada e 
lida pelo presidente da Asaociaçlo, 
Roberto Pásqua. do Corintians. á 
Imprensa. 


Os clubea que votaram pelos 36c 
Bangu. Botafogo. América. Náutico. 
Flamengo. Goiás. Sobradinho, 
Santa Crua. Criciúma. Cruieiro. 
Joinville. Fluminense • Vseco; 00 
que votaram por 32 clubes: Por- 


Campeonato Brasileiro 

•I manha 

Grupo I 

Sâo Paulo x Bangu (Morumb»’21 30hi 
Treze x Ponte Preta (Ernani Satiro/21 30h> 
América * Palmeiras (Caio Martins-'?* 3Oh) 
Botafogo x Joinville (Maracanâ'21 30h) 

(•rupo J 

Guarani x Grêmio (Bnnco ae Ouro/21 30h) 

Central x Flamengo (Pedro Viíor/2i 30h> 

Grupo k 

CSA x Atlético (PP) (Re» Pe)é/2i 30h) 

Sport Recite x Portuguesa (Ilha do Retiro/21 JOt • 

t.rupo I. 

Cnciúma x Nacional (Heriberto Huise/21 30h) 
Corintians x Ceará íPacaembu'21 30h) 

Quinta-feira 
Cêrupo J 

Goiás x Santa Cruz (Serra Dourada/21 30h) 

Vitória * Fluminense (Maracanâ/21 30h> 

Grupo K 

Internacional (SP) x Bahia (Levi Sobnnho/21 30h) 
Cruzeirox Comerciai (Minefrâo/21 30h) 

Càrupo I. 

Rio Branco x Internacional (RS) (Eng A/anoe/2 f 30r>i 
Sobradinho x Vasco (Mane Gamncha/21 30h» 

Sábado 

(.rupo I 

Santos x Ponte Preta (Pacaembu'16h) 
Botafogo x Treze (Maracanâ- i ^ h ) 

(.rupo J 

Vitória x Santa Cruz (Fonte Nova/2 i 3Oh 

iHtmingo 

(«rupo I 

Sâo Paulo x América (Morumbriôn. 

Bangu * Palmeiras (Moça Bonita^ 7h) 

(•rupo J 

Grêrmo x Fluminense (Olímpico f 6 h) 
Flamengo x Guarani (Maracanã * 7 n) 

Centra) x AtlétiCO (GO) (Pedro Vítor i7h) 

(•rupo k 

Bahia x Cruzeiro (Fonte Nova. 17h) 

Spom Recife x Internacional (SP) (Mha do Ret o. f h> 
Portuguesa x CSA (Parque Antár 1 *ca/I 6 h) 
Atlético (PR) x Náutico (Pinhe*fâo/i6h 


Tubino diz que férias dos 
jogadores serão respeitadas 


domiâm Âisda ir rt- mUm uaundo slo m dkddia eairt • opoMcão « a • 

Vasco acha que tabela 
é favorável ao time 

Log» «M • sovâ UbtU da wffuadx mais forte que aeja comentou Joel 

«SH> “ +!*!* »• Su : un ‘ ...,. __ 


BRASÍLIA “Nlo ranaiUrti qoo aa 
ria» do» ]o*»dor** • doa tóeakq» daa 
Mipaa eavolvida» aa Copa Braail aojaa 
•srerprttadaa. No pa ri ado adoquado 


psraMasdo o aa fériM aerio oonaaiapsra 
todoa." A declaração foi dada ontem polo 
prekdosu do Goooolho Na ri oai l do 
Deaporioo iCNDl. Manoel Tabèao. que 


if gáil, s ostrar om vigqr a porür do T. 
doatarasifo. ainda, qoooa tsU n aaaa 
costranadoe tatoriom fSBdamoaáadss. 
sBm 6o Cooaelho Arbitrai, ao vou 
qualitativo, aa» UaJUçioo doa ckboo o 
do próprio Caaapoooato Braodrira 

pAcontece- 

• DCCBÓES - 0 Diário OAeisl do 


Botafogo estreia 
contra Joinville 


enfrenta o Joinville lera Lab Csrioa. 
Joatmar. Marinho (Hvaldo e Mime» 
Lulinha Alemhoe Arturaiako. Maurício. 
Roberto Carioa e Berg 

Fernando Macae que devena voltar 
hom treino* com bata ontem, preferm 
adiar o retorno para o fim da armana O 
jogador acha ma» pendente «o voltar 
quando o tempo melhorar 

• Convertei cem • doutor e chegamo* • 
conchialo de que ♦ melhor esperar ma» 
um ponro. Alem d»oo. depo» da comda 
de aabodo. aa Barra, «enti um pouco de 
dores ao local ma» o doutor me trao 
quilixau durado que era aortnal devido 
ao longo tempo em que fiqoei parada, 
acrescentou Macae 

0 presidente Alternar Dutra de Ca* 
tilho voltou a afirmar ontem durante a 
reuniio do« presidente» doa graode» 
clubes bra»iieiroa realuada na sede 
naultra do Vaaro. que o Botafogo aio 
jogara no espaço de 4* hora» como 
ocorreu na primeira faae O presidente 
disr que ae for prectao »ra recorrer ao 

CND 

Nlo me importo em joga? de manhê. 
de tarde de noite ou em qualquer dia da 
armana O qoe nio *oo admitir e que o 
Botafogo jogue dia »tm di» nio A CBF 
tem que respeitar a norma <to CND qoe 
obriga a ter um espat* de 72 horaa entre 
um jogo r outro Nio poaso sacrificar o 
Botafogo em virtude daa falha» de 
terceiro» 


6o o RENATO • 0 técnico Valdir E» 
áo ptaooa docidm escalar lonaU na tteo 
do Grémio «oe enfreou maaM • 
Guarsai em C— pma* 0 ponto 


vencer os trés joge*, poderemo* jogar 
fora 6o ca*a «em prec»arm« dem* 
peradameate da vitoria 
Untem, em Marechal Hermes o 
treinador dmgtu um coletivo que ter 
minou com a morta dos titulares por 2 a 
0 com do» gola de Roberto Carioa. 

Zagalo. que aó soube da mudança de 
adversar to apo* o tremo preferui aio 
alterar o time Desta forma a equipe que 


• INFANTB A arleçAo braatkva de 
mfaat» esu daooifiroda para • Moo 
dial 4a categoria entro 12 • 2S de joabo 
em Montreal. Camada, em 87 Garantia 
a vaga ao lado da Bobvia e Equador ao 








I hbuna da ImpniM) 


Hlo dr Jannro. 21 dr milubn» de IW6 


Angelo K. Raposo 


iNnU momento Newmn 
Cavalcanti. o ârtiau plástico 
inUrvéml. 

New toe • Vajo a Fulaninha 
como a filha maia querida que o 
David goatana de ter. Fulaaiaha 
é o filme maia gostoso que eu ,a 
vi. em Urmos de praier E o 

C ser tem culpa. £ um fflme de 
. 0 David tacou que. ao 
boteco, embaixo da casa deli 
aconteciam essas coisas 
Filnnénha é a família que ele 


d# jermal de nm Centre Aca¬ 
dêmico. Pede coetar eeaa his- 
Ideia? 

David • £ e seguinte: eu es 
lava eetadanto Direito aa PUC e 
e Paulo Alberto í Artur da 
Távola) aaaumln o Centro 
Académico. Resolveu, entio. 


(jornal de Centro Acadêmico) e 
me chamou para escrever uma 
cohua aobre música. Mas 
acontece que. na reformulação, o 
colunista que escrevia aobre 
múaiea uAo saiu. Entio. ele me 
ofereceu a coluna de cinema. 


Dtvtf • £ isso mesmo. Só para 
arrematar, tu coelana de doer 
que Pulaainha e uma açio entre 
amigos. Nio tem oada de ei 
traordinário. t uma brincadeira 
Ê pré-intelectual. 


nunca maia larguei 


BIS - De eade veio a idéia 
inicial? E «mm você analisa o 
rtloére qae lei es crit o a oito 
mios (õnério Paiva. Paulo 
Thiago. David Neves • Haroldo 
Marmbe flirb—a) 

David - Bem. a idéia taictal 

r giu entre rabadas e cosidos 
o seguinte: uma vei por sr 
mana eu convidava o Onézio 
Paiva, um doa roteiristas, para 
almoçar. Foram nesses almoços 
que surgiu a FulanJnha. In 
duaive foi ele quem deu a base 
de comédia do filme. 0 roteiro a 
oito mios foi fundamental 
porque me deu a base para que 
pudesse filmar Foram lodo* 
fundamentais. 


‘Fulaninha’ 

Uma vela com pavio 


ti para t Rio. Logo que 
roei, Joaquim Pedro de 
Irado e Lula Carlos Barreto 
chamaram para trabalhar no 


A idéia surgiu entre rabadas e cozidos, 
com muito bate-papo e generosas 
quantidades de caipirinhas e chopes. Num 
estilo bem próprio de David Neves, este 
cineasta que detesta a solenidade e diz ter 
aprendido muito com Paulo Emílio Salles 
Gomes, um mestre brasileiro da critica 
cinematográfica. A idéia afinal virou 


filme é, com o titulo de Fulavtinha, tem 
lançamento marcado para novembro. É 
uma história que reúne porristas da Prado 
Júnior, famosa rua de Copacabana, e uma 
menina de 15 anos que, vivendo com a 
màc viúva, procura seus caminhos na 
vida. No elenco, Mariana de Moraes, neta 
de Vinícius de Moraes, Kàtia D*Ângelo e 
Cláudio Marzo, entre outros. 


David - Bom. • Mariana 
llftriiBi dt Morntt. • Fula 
ninho), quando oét rodamos o 
filme, tinha 15 anoa. Mas nio 
•urgiu nenhum problema grave 
Ela et adaptou bom. Incluaive 
foi uma di ac o br rU minha. A 
Katia D'Ànfelo foi fundamonUl 
Ela conheceu o roteiro bom 
antes doe outroe atores • coo 
seguiu incorporar muito bem o 
papel da mie. A-reiaçlo que ela 
cnou com Mariana l uma hie 
torinha como brincar do caaánha 
sem brincar de médico. 


aéaio Histérico, do upx, 
modo do ttmagom (ama 
n o nm gravodor Nagra). 
quim mo podiu quo tomas 
o ta dooto equipamento, 
o Patrimônio nio tinha 


David • Tivo. aim. Eaaa peaaoa 
se chama Paulo Emílio Sallaa 
Gomos. Uma grande figura. Ele. 
de certa maneira, mo ensinou a 
faxer cinema. A teoria 
pauloomiliana me enainou. entro 
várias coisas, a cagar para o 
solene. Ele tem um artigo 
chamado “Donaecenaidade da 
inteligência.” Ele achava quo o 
cineasta nio precisava eer um 
intelectual brilhante. Mas de¬ 
pois. voltou atrás o escreveu um 
artigo chamado "Gesto pola 
inteligência.” Elo era genial. 
Paulo Emflio tinha uma virtude 
incrível, que era a de nio ficar 
com idéias rígidas diante daa 
coisas. Tem uma frase dele. 
lindíssima, que é assim: "Dei 
g o st ar nm pouco depois de tor 
amado muito nio me parece 
errado coeso método de apre- 
daçfto critica." Sé ele poderia tor 


viram o filme • disserem: "Eu 
também fico vendo eeaaa me¬ 
ninas passando.” Pulaainha é o 
óbvio reconstruído. Ao invés do 

^ quinar sobre a adolescente. 

um filme sobre néo. porristas 
de bar. que fkamoe vendo aa 
fulaninhas passarem. Agora i 
Fulaaiaha provoca destro ds 
famflia nm rebu monstruoso. Ê 
uma oepédt do agente ca¬ 
talisador. Agora, acho que a 
vantagem da Pulaainha nio tom 
nada a ver com isso. Nio oetou 
quo rendo filmar António 
C aliado. Jorge Amado. Eaton 
querendo fator um filme bonito 
como o Amuleto do Ogum. do 
Nélooo Porreira doe San too. 
onde o cara Um uma medalha 
que nio deixa a bala entrar no 
corpo doic. Nio gosto do coéaas 
acadêmicas. Amo aa coisas quo 
alo do brincadeira. 


BIS • 0 quo mudoo no David 
Nevee do Memériaa de Helena 
(primeiro hmgn-motragom) para 


faser filmes. Inclusive nio sou 
considerado pela turma de ci¬ 
neastas como um. Nio recebo 
coa viu para ir a reuniões eU. 
Mas nio reclamo porque Unho 
uma preguiça imensa para eaaas 
coisas. 


David - Mudou muiU. Pelo 
aoguinU: Memórias do Helena é 
o meu único filmo feito como • 
Glauber, o Jabor e o Cacá fil- 
majn até hoje. Com aquela coisa 
de. aer adulto, ser sério. Aban¬ 
donei um pouco isso. £ quo 
descobri que vela asm pavio alo 
vai queimar. Nio adianta fator 
um filmo quo ainguém vai ver. 


BIS • E o cinema bojo. David? 

David • Olha. acho que o ci¬ 
nema mudou muito pouco do 
primeiro filme dos irmlos Lu 
mière (aquele ds salda doa 
operários ds fábrtcai. £ tudo 
igual. 0 que faJU é Ur o quo 
conta*. Isso o Nelson Perreira 
dos Santos • Lu is Bolei tinham. 


BS-Novo BMw? 

David • E. Vai-ss chamar 
Jardim do Alá. Vai sor o Urceiro 
filmo da trilogia qoe começou 
com Umàm Praosr. • passa por 
Pnlauánbn. Será s hntféria dos 
três pivetes do Mudo Praosr. 
quo msrsm as Crutada SI© 
Sebsstilo, o a menina do 
Fulas inha, qoe vai morar aum 
daqueles prédios do Jardim de 
AlA. Maa ainda é um pouco cedo 
para falar aisso. A hora ainda é 


lUenrtasy (bastado ao livro do 
Rubem Fonseca). Dopeis, paaoei 
10 anos. viajando, • fiquei obser¬ 
vando festivais. Ao mesmo 
Umpo, alo sou um cineaaU. Sou 
um observador do cinemateca 
Quando mo d lo grana, faço 
filmes. Tenho umaa idéias do 


Duas mulheres 


* nreaasae. Já Mariana esta 
vontade dt faiar ostras filmes * 
BB orar teu trabalho como strix 
saio qoe acha linda • pela qual 
rnte muito envolvida. Maa taso 


Fulaninha. lembra Mariana. ~se 
liberou fax muito tempo e dá a maior 
força para que a mie faça o mesmo" 

Na verdade a relação entre Rose e 


Kanu D' í njreio. már. e h ê artan o de Mbrms. filha 


Maria, a fulaaiaha do H 
Káüa achou ótima i 

me. 

m aa nárie de 

rans a hd sem Ue_ 

papem ie 

rénimoade 

n , 

eipenlaci*. Per 

1 u 

m. colocou 






























mm 


aw 


nlMIllJ ll<l ll«|HTMSI 
. JtigcAS 1 'ma 


TEATRO 


CINEMA 


*&£&áffiSSSss 

s2h«SBrR: sea^Aorr 

Cent w» 

MULHEJt MELHOt INVKSTlMKMtO 
t umMii dr Ra* Coourv Adaptacio dr M» Rbeteorom 
l Piirido dr JuaC Renato Com Otâem Aufimo 
Uabrl dr l uandr. Criacma Mu»«. lof»» r,r " T ". t 
outro* Trairo Vanocn Ru* MârquJ» 4*Ma Vmenar S .L 
Trl 239 RS4S Dr quarta a arata. A* 2 IhSOm abado U ?0h 
r ?2h30m r domina*. A» 19b f ?>**>■» 
quinta r domingo ClfHOOO r ar*tS a Cf* 100 00 Ssbadoa 

Cr» 70 00 

A HONRA PERDIDA DE RATHàRWA RLUM 


0 CUCO NA FLORESTA NEGRA 
Direção dr Anlonin Moskalyk Com 
Oito Kukuca r outro*. Produçáo 

contando a hutòria dr um mrnmoUhrco q^r^apoud* 
mortr durante o domínio nazista. No Ricamar. labJiJm. 
17h30m. I9h30m r 21h30m. Sábado e domingo mino a* 
13h30m 14 ano*. 


A VOLTA DOS MORTOS VIVOS 
!>e Dan OBannon. Com Clu Galager. Jamr* Karro r 
Don*Caiu. Subatincia* química, ae "“-" 0 

miterio dr vrlrrano* dr guerra r rraniraam o« corpaa. u 
Exército manda-oa para uma indoatrU qnimka^y ^ 
prrsrrva. Ma» a cunoeidad*dt í 01 *. iSíSS^rSTagi, 
vamente o* trai à tridn. Pnlájjpf 
16h30m. IShIOm. 19h50m r 21bS0m. Ttfuea Palaco * 
4h50ra. 16h30m. IShlOm. I9h50m r 21b*hn. 


ttJMaagBEfe»» 

» mu», cl d» Bro»dw»y. Ç«r»*r«» » 
irino» a revelarem arua iaUrtoree. *»«“"• 
rimrira bailarina que tenta voltar ap ratrr Uto a qur Uv » 
m envolvimento no paaaado corn ai*. Art-Copncnbana 
_» ci. nanraáo 2 • I3h50m. l5HS5m. 18h. 20n05m • 
ííin* ArtrUioMéSt • Ub45m. 16h50m. 18h55m 
Tü^ uZtóm 16b50m. lSbS&a . 21b. Pathé 

Síita!u& ioSK. >»« • ““o» 


RkHu"I f hunthrrtwn r Sharon Stonr rm 4» W*m* da Kr, W/rmtdo 


feira CiS 60. 
t| 100.00* ai 


SHOW 


De Ettor* 
iniciu* Sal v 


E-SH0W MADUREIRA 


NELSON AYRBSE PAU BRASIL 
0 Pau Braail é considerado . 

ntea grupo* inatrumanUia braaSeiron. Já loeon 


RARATE KID - PARTE II 

De John G. Avüdeaen. Com Ralph Maechio. Noriyttii 


Monta. Yuji Òkymoto e Tamlyn Tomiu^ C• veího «ertre 
Miyagi volta para sua terra natal. Okynawa. em com 
panhia de Daniel, depois de 40 anoa. O mestre roençoatra 
um antiao amor e um rival. 8ato. e quer vingança. Um 


iSbrTnho de Saio ümbém antagoniza DiaÃÜJJ eatáa- 
troíe na ilha muda o panorama da sltuaçAo. Art 
Madure ir» 14h. 16h. I8h. 20k e 22h. Sábados e 6®»“»»" 
Uh l«h. 18h. 20h e 22h. Bruni Copacabana - Uh. I6h. 
18h 20h e 22h. Coper Tijuca • llb. 17h, 19h e 21h. Coral • 
14h*. 16h. I8h. 20h e 22h. 


A COR PURPURA , . 

De Sleven Spíelberg. Com Danny Gtever. AdMpko 
Cassar, Margaret Avery e Raae Dwan Ckong. Aprof¬ 
undo Whoopi Goldberg. Baeemlo no româ “' e .£L 
Walknr. Numa pequena cidade da Geórgia, em 1906 . uma 
jovem dá a luz a duas crianças e logo i afastada dojíUhoa 
pelo padrasto, que nio lhe dia o paradei ro doa recém 
naoridoa. Dal pir dianu .la anJTmu. penalidade e_aé 


OS AVENTUREIR08 DO BLAIRRO PROIBIDO 
De John CarpeaWr. Com Knrt Ruaeel. Kim Cattral e 
Denni» Dun. Jovem q^ganha a ^Ma tranap^a^o 
porcos em teu aemitraüer para o mercado ao *“•**■" 


outro» Logo apO» o Pakoà# pot «°í° "T° í* Jf!** T 5° 
Trncrlu CaM ÍMO* lar Escraida do V «digal 471 Trl 
JtTSSTUÍ m omie ««» ejAbodo. Cou^t »nb«*co 
Cif 45.00 e conaumaç Ao C*| 45.00 

ractime 

Casa noturna com muati que »ai do jau e Imnm a » 
muuca internacional e MPB Conjunto lormado pot Ru 
bmho i bateria i LuU Roberto «baiao i e Marquinhu» Ro 
drtgue* no *a» Na «ocalua^ lo J4tima Re^tna e Mahr 
D**w Ragtune A» Srrnamber.hâ n«Ki Tei 4»** 

[V cegumía a *e»ta a» 2IH Prevo* dr «egunda a 
Ü) t»ime»a»eCi$oO 00 tbar» V»ta r «abado CsS 120 00 
i meia' e C*$ 90 00) bar» 


terças e quarta*-mm an 

IABADO. DOMINGO SECUNDA 
De Eduardo di Fittmo tnémç êúdr Mdljr 
Dtreçlo de loa» WdSet Com Pauto Ora* 

iagr v\ ] zl 

feira OI 100 00 SSbado r lenado*« IW O» 


O ITALIANINHO 
Dia namente com oa cantoer» latro * 
Itabanmbo. Rua Mmn.ro Viveiro* de 
PKibini t e le f one 296 fSR A* 20b 
(Srça. qoiuia e dommgo)eCzf lS.00(«i 

VÍDEO rar ciUme 

Aberto diariamente, ia 
/fdeoa. Tma Tumer Voa Domd Bmm. 
mero* Ao* to b ad o a e domingo* maua». 
Ziúmr Rua Dia» Ferreira. 259 Lebtou 


Í7k5S^l 9b30m e 21 K30m 

~ ~s 3*~g55££5ui 

forca elelnr» deacoubecida wrmatoé* uma omua. 
quil viajem e akançam o e*paço Baronesa i». i«. im 


[hreçáo de Cartoa GfU|^ 
Mansa Carvalho. Cindido Dai 
de terror eoenu por Tarua e 
Conte Relata a eiporiénoa d 
que »e mud» de um castelo a» 


Noite das vencedora* do Festival de Ba 

ub 

VINlCIUS 

Diariamente à» 21b a Urqnemra de Cel 
j» i a morei Vkor Hugo Roberto Samoa e 
Coparabana I 144 (247 149*) Couven 


Muik* ao vtvo com o * 
Amigo» Beco da» CarmHi. 
telefone 2S2 223í Couven 


que «r • —- 

aobrado de *uburb»o de uma grande 
Gatona. Rua Senador \ ergueiro. « 
A» 21b30m Preços Cal 

estudante* De quinta a domingo 


r lfl ' 


■ jjpMIPPIPMM 






H i \ * 



4 


I 





























































































I nhiina da itnprrnm 
K)o dr Jmdm 
21 dc nulubm de IVH6 




FILMES NA TV 


Cliic/io Piièvu 


00 20 Momento F.cooòmKo 
00.26 Jornal da Manchete 


06J0 Qualifieeçio Profissional 

06.46 • Programa Junta j 

Swaggart 

irÕPCaM EepmtuaJ 
07.10 0 Despertar da Pé 
06 00 THE 
00 00 TV Folio 
10.06. Ela 
1146-Boa Vontade 
12.00 • Eoporte Toial 
12.00 ■ Esperte Compacto 
1846 * Fórmula Unka 
14 00 TV Folio 
15.00 -TVCriança 
18.06• Chips “O Cobrador 
19.00 * Olhar do Maniata 
19.08* Jornal do Rio 
16J0 • JormaJ Bandeirantes 
20 06-Dtahaire 
20.06 * A Hora da PoWtka 
20 30 * TRE 

21.30 ORo Sbow/Luis Vioira 
Coa Zé Ramalbo • Zé Di 

22.30 * Terça Máxuns “Vidi 

Cnsadaa" 

00.16 • dorsal do Arnanbi 
00J6 • Estro Amigue Com 
CacsUsàa 

00.46 • Flash • Com Amasnr Jr. 
01.16 - O Gordo • o Macro - 
“Cosfuaio om Profusão • O 
Slas LauroI e OÜttr Hardy 


Sério do l.° Grau Reino 
8el vagem • Aprenda Infida com 

Rédea 

1SJ6 * Ttlocurao 1.* Grau * 

05 PB/EMC 

12.30 • Telecureo 2.° Grau 
Hmtória 

1246 - TVE na Eaeola Para 

frM^VE sa Eaeola Pré 

F ar alar i 4.* Sério do 1 .• Gra 

14 J0 - TVE sa EaeoU • Da 5. 1 à 

8.* 8ériodol.° Grau 

16.40 - TVE na Eaeola • Para 

Profeeeorua * Qualificação 

Profissional para o Mafiaténo: 

Artss Plástàeaa 

1646-8em Censura 

18 J0 • Ginástica Ufu Azevedo 

16J0 - Reino Selvagem “Coisas 

20.00 - Eu Sou o Show - Wasdo 

20.30 -TRE 

2140- As Repórteres 
22 .30 - Jornal d a Do* 

66.16*1986 

00.15- Eu Sou o Show - Moroira 
da Silos . _ 

00.45 • Boa-Noiu do Josaa 
Roiosdo 


Pelo menos dois nâo chegam a ser 
desprezíveis. O primeiro, às 
2!h30m, porque tem Jean Sebcrg, 
um dos argumentos mais poderosos 
para justificar o cinema e perdoar 
todos os seus pecados. Kirk 
Douglas, fazendo um professor 
maluco, passa o filme inteiro 
aterrorizando-a para, afinal, cair a 
seus pés. Se fosse diferente, 
ninguém acreditava. Mais tarde, na 
virada da noite, espionagem em 
clima raspável com Michael Cainc 
fazendo pela segunda vez o agente 
Harry Palmer. Vale uma olhada. 


inglêi vai • Berlim para ajudar 
um coronal ruaao a fugir para o 
zona ocidental, kd saber que o 
fujio nio está intareasado em 
política, e sim numi fortuna 
ilegal estocada em banco sulco. 
Segunda aventura do agente 
Harry Palmer. que pintou pela 
primeira vez em Tue Ipcreaa 
File. filmexinho simpático, e 
voltaria pola terceira em Billion 
Dólar Braia, ei 
Michael Caine 


DO OUTRO LADO DA PONTE 
(AMajorítyofOnel 
TV Globo -14b20m 

EUA. 1962. Dir.: Mervyn 
LeRoy. Com Alec Guiness. 
ReaaUnd RnsneU. Msdlyn Rhue. 
Ray Dantoo. Marc Marno. Mae 

ahssr.. 

Colorido (149min) 

Comédia dramática sobre um 
caso de amor entre uma viúva 
judia de Nova Iorque e um 
homem de negócios japonês. 
Baseada em peca de teatro (de 
Leonard Spielgelglass. também 
autor do roUiro) que provavel¬ 
mente já nio prestava. O filme é 
lento, falado demais e sem coisa 
alguma que poeta realmente 
estimular uma cuca. Além do 
maia. nem Roaalind Ruaael é 
judia nem Alec Guiness. Ja¬ 
ponês. Coisa esquisita. A música 
é de Msz Steiner e o fotógrafo 
Harry Stradling foi indicado 
para o Oscar, que nio levou. 


6648- Telecureo l.° Grau 
0648 - Tnênonuo 2.* Grau 
07.08* Bom DU Brasil 
07.30 - Bom-Dia Brsail 
06 00 TRE 
OO.Oi* XoudaXuxa 
12JI-RJTV 
1640-Gttbo Esporte 
18.00-Baio 

13J6 • Vale a Pena Ver de Hoje • 
Livre Para Voar 

14J0 • Seasio da Tarde • Fator 
Netuno • Odisséia Submarina" 
16J0 • Seasio Aventura • “Cara 

o Coroe “ 

17.11 • Teielema • A Hora e a 

Voa de Germano da Hora 

1740 • 8inhá Moca 

18.48 • Hlpertenaio 

18.41* RJTV 

16 Ji - Jornal Nacional 


12 00 Record em Notkiaa 
13.00 Record ooe Eaportea 

13 30 A ModadaCaaa 

13.45 • Comer Bem 

14.00 - Férias no Acampamento 

14.30 Tartaruga Biruta 

14.46 • Oa Doía Caretas 
15.00 Rofer Rangei 

15.30 - Fábulas da Floresta 
Verde 

16.00 • 0 Génio Maluco 

16.30 Cachorro Lobo 
17.00-Ultraman 

17.30 * O Regresso de Ultraman 
18.00 Vibracio 

18.30 - Assim é a Vida 
19.00 -Jornal da Record 

19.30 - Oa Ricos Também 
Choram 

20.30-TRE _ , . 

2140 Informe Económico 
21.38 • Poltrona R • “Um Assas¬ 
sino na Cidade** 

23.30 • Encontro Marcado 
00.15 • Ultima Palavra 

TVS TVS (canal 11) 

00.46 -PatâtiPatatá 
07.00 • Foliow Me 
07.30 • Gato Félix 
06.00 -TRE 

00.00 - Seasio Desenho com 
Boio 

14.30 * Vid» Rouboda 
15.30-Pocado do Amor 

16.30 • Seiaio Doacnho cora 
Boto 

1840 • Jornal da Cidade 
19.00 - Jornal NotkenUro 

19.30 * Hospital “Para Que 
Servem oa Amigos“ 

20 30-TRE 

21 Í30 - Caldeirão da Sorte 
21.36 -Precrama Hebe Camargo 

23.30 * Eftórias Policiais - 
“Ponto Critico" 

0040 -Jermai 24 Horas 


__ j. 0 segundo nio 

foi tio bom qusnto o primeiro, 
mas certamente melhor que o 
terceiro. Uma escadinha descen¬ 
dente, o que é comum em séries 
• repetições. 0 filme começa 
muito bem. constrói clima 
adequado, mas aos poucos vai 
rachando e acaba quase soe 
pedaços. Mae nio é mau. 0 


FUNERAL EM BERLIM 
(Funeral in Berlin) 

TV Globo -0h06m 
Inglaterra. 1066. Dir.: Guy 
Hamilton. Com Michael Caine. 
Eva Renzi. Paul Hubschid. Guy 
Doleman, Oakar Homolka, 
Rachel Curvey, Hugh Burden. 
Thomae Houman. Gunter 
Meianer. Colorido (101 min. I 
Espionagem. Agente secreto 


apreciador do gênero pode curti- 
lo muito bem. Foi fumado em 
Berlim e todas ss externas sio 
bem realizadas. Baseado aa 
novela The BsrUa Memória- 
dum. de Lon Deighton. Oscar 
Homolka aparece bem como um 
militar sovmtko. Caine. ótimo. 


ARTES PLASTICAS 


07.46 • Programação Educativa 

06.00-TRE 
00.00 • Seasio Animada 
UJO-Maacbete Esportiva 
1140 - Jornal da Maacbete 
<i aa . Vota Brasil 

tffi.Cttparaoelntimo.com 

Qednvfl 

14.16 - Roma are da Tarde - 

Santo Maria Fabril 

1646 * Cine-Açlo * Operncio 


PERCU88ÀO 

E.LAo .beru. aa iaacrfcóaa »ara« Caçoa 4. 

Popular Braaikiri," q». ladra o troiaaraaala 
trumenioo do porcuaaóa • M tapaoo • 

folclórica do Braaii. roYMtlado-a. por laoo do ra alra ■■ 
Uresse para eemposltocee populares t uy n, preSas- 
sores de edecsçle ■nséeal • mUbmim geral. 


àa segundas. quartas e aeiUs-leiras des 1 

A. inarriçóe* estie abertas na SeereUi 

Letras e Artes. (Avenida Paslsur. 436 * l 
18h. Tel.: 296-0243 e 296-2548 


pA obS t 

m Integrar s 


Uma peça de barro da exposto Figueirns de Touhatc 


THOMAZ lANELLl 


das diveieas 


DET AU BATE 







Lr~ : 





* *ilÊSÊÉÍtíÊSÈiÊÊttÈÈÈÊ^MÈÊÊÊÊÊÈÊ. 
















































4 1 nbtin» d* Imprrm* 
Rio òr J«nnn» 

21 dc iMilubn» dr 



José l-outhrl 


Quadro-negro 


ôrfáos 

O» principais partidos 
que d Ao sustentação. 
;u*lamenie com o 
PMDB. á candidatura 
Moreira Franco já se 
aperceberam do altis 
simo preco que vào 
pagar eleiloralmmie 
por comporem a Aliança 
do Popular Democrática. 

Com a perspectiva do 
à chefia do PL e do PT lerem vo 
da Alemanha laçóes aos pleitos 

proporcionai» acima do 
esperado e com a cam 
panha da Aliança 
pratkamenU mo 
nopoluada pelo PMDB. 
o PFL. PTB e PCB. 

provavelmente, sairão 
das urnas com resul 
tadoa aquém do que 
desejavam, faxendo. 
assim, bancada» na 
Câmara dos Deputados 
e da Assembleia Le 

Í islativa bem meoores 
o que imaginavam. 

Se Moreira vencer, 
vai ter que adotar 
muitos òrfios na ad 
ministracAo estadual. 


Alemanha 

Ao »e reunir na se 
mana passada, em 
Bonn. para discutir a 
questão dome» ambien 
te e problema da pai 
mundial, o Bureau da 
Internacional Socialiata 
teve por objetivo dar 
uma forca à candidatura 
de Johannes Kau. l~ 
Partido Social De¬ 
mocrata, 
governo 
Ocidental 

Com easa pauta, a IS 
pretendeu senaibiltaar o 
Partido Verde alemão 
na luta contra a 
reeleição do Primeiro 
Miniatro Helmut Kohl. 
do Partido Democrata 
Ot inúmeros sdvsrairios do Cristão, 
secretário da Imprensa do 
Palácio do Planalto. Fernando Os sociais 
César de Mesquita, estão co* democratas, que nâo 
memorado, até hoje. o "equi estão numa posição 
voco" do porta*voa na queatáo do muito confortável para o 
apoio do Presidente José Sarney pleito, querem que oa 
ao candidato do PMDB ásucei- verdes oa ajudem a 
sâo paulista. Oreates Quércia. deslocar oa democratas 
que lhe valeu um puxão de cristáoado poder, 
orelha presidencial. 

Os José Aparecido de Oliveira 
e Marco Marciel. por exemplo, 
sáo sé sorriso. 


^üaürh^aae^a Oliveira e Sueli Mamhoviky na noite carioca 


O ••dchuic’* oigiim/uilo 
pela Famerj no Instituto 
dc Iducuçfto Rangel 
Pestana, cm Nova 
Iguaçu, cniiv os 
cuiH^datos ao governo 
do Fsiado, loi a última 
icniuiivu dc íu/cr com 
que os postulante* 
di&cuiisscm suas 


proposta» 

conjuniamcme 

Diante da sclvugctin que 
tomou conta d»* 
processo sucessório, 
nem os camliduios. nciti 
eventuais prv>moiorvs dc 
eventos scmelhiinics. 
têm interesses em 
participai de outros 
encontros. 


Poder 

Os manda-chuvas do PFL 
estáo preocupados com oa resul¬ 
tados dos pleitos de novembro. 
Eles receiam que o PMDB saia 
muito fortalecido das urnas, e 
passe a espremê-los nio só na 
conjuntura do processo político 
brasileiro como também dentro 
do próprio governo. 

Em suma: a direção pefelista 
teme ver o partido emagrecer e 
sem poder. 


EM FALTA 

Esta difícil erguer 
uni casa. A crise da 
escassez atingiu 
também a área de 
material de 
construção. 
Nâo há sequer 
sanitário suficiente 
para atender a 
demanda. 


Prestígio 

0 crescimento da 
candidatura Newloo 
Cardoso sm Minas 
Gerais é uma provi 
concreta da for^a do 
governador Hélio 
Garcia. 

Com capacidade de 
levantar até defunto, o 
prestigio de Garcia dá 
razáo ao ministro 
Aureüano Chaves, que. 
por nio duvidar dele. 
recusou-et a concorrer i 
suceaaáo mineira. 


> & iV Cr Vr * <r dr ^ * S6mÍ-pr6CIOS3S 

► Um doe peixes msis gordos ds debatendo, hoje. M 18h30min. no 
•conomia mundial. Paul Dan Hen- Teatro Glauce Bocha. • ^írupo 
rins. dono ds água Perrier. foi OpiniAo". 

Homenageado com uma fabulosa inicio a série de debate* 

feijoada peia Sr. Dsrcy Monteiro q U . o ator 

Soar**- pelo seu filho. Joaé Roberto Pw j ro * 0 paicanaliata José 

e por Renato Pente’ • Carlos Guedes coordenarão na 

• Quem awdadM doe ea- 0ficinâ Literária Afrânio Couiinho. 

petaeularea gargareje» ae ai» _ 

Jarreau terá oportunidade de ouvi- . convidem para • mesmo 

los no programa “Sexta Indepen- nbiamo oa 8r. Gtrald Thomaa e 

dente", áa 21h30min. na TV Edu GeraWinho Carneiro. 

estiva. . Amanhl. o diretor Lula de Lima 

• Show para arrecadar grana para a faz palestra sobre “A Linguagem da 

campanha de Wladimir Palmeira. Mímica no Tsstroa mEdug** 
hoje. no Cise Madureira. com Joio ^ Ceuaervatári» Brasileiro de 

Nogueira eNocs da PorUU. Música. 

• O dm ta Ferreira Gullar e o • A peça "Quartel", que está aend< 

dramaturgo JoAo dss Nevea eaurio levsdaaaCaaa de Cultura Uura 


Alvin. aai de cariai no proximo dia 

2. 

• A multinacional Bayer está com 
pletando 90 anoa de atividades no 
Braai}. 0 presidente mundial ds 
empresa. Hermaan 8tresger. 
chegará, amaskl. para aaaeprar a 
velinha. 

• 0 agitador cultural Tavinho Paea 
afivelando as malas para embarcar 
para Nova Iorque, onde discutirá a 
ediçáo do aeu livro aobre o Rock tn 
Rio. 

• A artista plástica Denira Roaáno 
lança, em novembro, o livro “Ceres 
Algemadas • Arte soa Presídios . 
editado pela Dois Pontoa. 

• E a inflação real de setembro, 
meu Deua,. qual será? 


é intenção da policia 
federal desmantelar a 
rede de videopôquer no 
Brasil, e temem que o 
envolvimento de um dos 
seus poderosos mem¬ 
bros possa dar dor ds 
esbeça à categoria. 


A cúpula da “loteria 
zoológica” nAo está nada 
satisfeita com a par- 
tkipaçJU) do Sr. Castor 
de Andrade no mercado 
de videopôquer. 



O drama de 
Zuzu Angel 
em livro 


mas sempre queriammooiiicar 
alguma coisa. Sugeriam algo 
mais linear ou um distanciamen¬ 
to maior ou ainda uma co- 
autoria. Quer dixer. queriam 
que eu fizesse um romance, um 
best-aeller. Mas eu aó eatava 
interessada era publicar a his¬ 
tória de minha irmA.E as pes 
soas me diziam que o livro era 
uma paulada. E perguntavam: 
você acha aue alguém vai querer 
editar isto? 

O livro, porém, saiu com a 
força de uma mie desespersda e 
obstinada em encontrar seu 
filho. Além dos documentos que 
mostram sua incansável luta no 
Brasil e fora daqui na qual usou 
todos os recursos que pode - o 
livro tem depoimento» de 
amigos que eslavim ao seu lado. 
entre eles o advogado Nilo 
Batista, atual secretario de 
policia civil. Presos políticos 
também contam a barbaridade a 
que foram submetidos e que 
oresenciaram. no caso de Stuart 


E hoje o lançamento de Eu, Zuzu Angel. 
Procuro meu Filho, história dramática da 
famosa figurinista brasileira que teve o filho 
torturado e morto pela ditadura militar e depois 
morreu em circunstâncias misteriosas. 


entretanto, que o verdadeiro 
carro da irmAestava perfeito, e 
foi vendido pela íamOis. E revela 
mais: 

- Quando mamAe morreu, a 
gente exumou o cadáver de 
Zuzu. Eles tinham serrado a 
cabeça dela e tirado a arcada 
dentária. Quando a enterramos, 
nâo percebemosque ela estava 
sem oa dentes. Isto parece que 
confirma uma informação que 
tivemos de uma pessoa que 
estava na Anistia Inlernacwnal 
em Londres, ela disse que um 
médico do IML daqui afirmou la 
que Zuzu morreu com um tiro na 
base da cabeça, mas nos nem 
sabemos o nome dele. 

Apesar de reconhecer que os 
tempos mudaram "hoje çelo 
menos s gente pode falar 
VirginiaVaUi nAo acredita no 
interesse do governo em desven¬ 
dar este e milhares de coeoe 
parecidos Elalembr» ds Coj- 
vençAo contra a tortura ssainads 

K Sarney na ONU. em setem- 
do ano passado, que sté 
agora nAo foi ratificada pelo 
Congresso N acionai 

- Quando começou este gover¬ 
no. que dizem que e novo. o 
Ministro da Justiça. Fernando 
Lyra. vivia dizendo que ia tirar o 
entulho autoritano. Eles 
tiraram - * Acabaram com s l^i de 
Segurança Nacional, a Lei de 


Elknne Oliveira 


loucas, indo a todos os lu¬ 
gares..." 

E assim que começa o drama 
da figuriniata Zuzu Angel no 
livro Eu. Zuzu Angel. Procuro 
meu Filho, escrito por sua irmA 
Virgínia Volli. que está sendo 
lançado hoje no Teatro Caaa 
Grande. O bvro conta sua 
percgrinoçAo em busca do filho 
Stuart Angel. que começou em 
1971 e terminou em 1976. com 
sua morte misteriosa. Ela dirigia 
a 80 quilômetros por hora 
quando, segundo versAo oficial, 
seu carro desgovernou-se. à 
salda do Túnel Dois IrmAos e 

Kra escrever a história de 
sua irmá. Virgínia Valli *e valeu 
de todos os papéis, depoimentos 
colhidos, documentos, cartas e 
anotações deixados por Zuzu. 
além das conversas que manteve 
com ela Sáo foi íacil reviver 
todo o drama do caso Stuart. 


outras, ma envolveu eom- 
nletamente. Quando a minha 
moda já estava faxendo xucejmi 
e parecia, finalmente, que i» dar 
certo financeiramente depois 
que inaugurei x loja na Rua 
Almirante Pereira GuimarAes. 
79a, no Leblon. Como nAo viver 
o drama das outras mAes que 
nAo tinham coragem ou. áa 
vexes, nem tinham dinheiro para 
sair pelo mundo gritando, coxno 
eu fazia para procurar meu filho 
desaparecido, isto é. assassinado 
na tortura? Que todo mundo 
sabia e fingia que nio sabia: 
torturado e assassinado nos 
porões da PE da Rua Ba rio de 
Mesquita, no CISA ou no CE- 
NIMAR. nessa» milhares de 
masmorras que a ditadura criou 
iM»1a Brasil afora Nos. como 


• irginiu I alli. u mulnm 


Virgínia fex questAo de saber era 
qual a primeira frase usada por 
Zuzu: "Eu sou uma mineira 
jeca", a mesma que abre a lei¬ 
tura de seu livro. 

0 historiador Nelson Vi erneck 
Sodre. que faz z apresentação do 
livro, foi o primeiro a ler e incen¬ 
tivar sua publicação Encontrar 
um editor, no entanto, nio foi 
tarefa fácil para Virgínia. Ela 
conta que enfrento.’ uma ver 
dadeira batalha ate encontrar 
En» Silveira, “rralmente uma 
pes*oa de coragem" decidiu 
editar o livro sem tirar uma 
virgula sequer. 


confessa Virgínia. "Foi terrível, 
para mim. retomar o assunto. 
Mas eu tinha que fazer algumz 
coisa por ela. Nio posso des¬ 
cobrir como foi sua morte, mas 
espero que com esse livro 
apareça alguém para contar." 

Quand* terminou o livro, 
depois de três versões. Virgínia 
soube que Zuzu tinha começado 
a escrever Minha Maneira de 
Morrer. Com medo de ter uue 
modificar alguma coisa, depois 
de tudo pronto, ela nio quis ler. 
mas o nome passou a ser o *ub 
titulo do livro A unica coisa our